Version classiqueVersion mobile

Cartas do Brasil: Correspondência de Antropólogos e Folcloristas Brasileiros para Jorge Dias (1949-1972)

 | 
Ana Teles da Silva

Correspondentes e cartas

Eduardo Galvão

Texte intégral

1Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Museu Paraense Emilio Goeldi
Belém Pará
Divisão de Antropologia/Eduardo Galvão
5/04/1960

2Caro Jorge Dias

3Recebi cópia de sua carta ao Diegues referente a material documentário de etnias brasileiras, e logo em seguida me chegou oficialmente, através o Instituto, o mesmo pedido. Não podendo atendê-lo de imediato, pois o Museu Goeldi dispõe de poucas duplicatas em suas coleções etnográficas, e o arquivo fotográfico ainda está em organização, aproveito para sugerir algumas tomadas de campo.

4Material etnográfico, sobretudo de procedência indígena seria mais fácil obtê-lo por intermédio do Museu Nacional, escreva aos seu diretor – Dr. José Candido de Melo Carvalho/Museu Nacional/Quinta da Boa Vista/ Rio de Janeiro/D.F..

5Será conveniente você escolher uma área de interesse específico, afim de facilitar a organização de uma coleção padrão ao invés de peças esparsas grupadas numa categoria geral de “Brasil” a título de sugestão, indicaria as áreas do Alto Xingu e do Tocantins e Tapajós. Se possível ambas, pois representam um contraste de tribos de floresta e tribos de campo. De ambas dispõe a Div. De Antropologia daquele museu de material numeroso e variado, e a informação bibliográfica é das melhores e mais atualizadas.

6Material fotográfico. A melhor fonte é a Seção Estudos (Museu do índio) /Serviço de Proteção aos Índios/ Av. Graça Aranha 81, 4º andar/ Rio/DF. O SPI dispõe de considerável acervo fotográfico sobre várias tribos indígenas, principalmente Xinguanos, Bororo, Timbiras, Urubus. Possui, também, documentário cinematográfico sobre esses grupos. Todavia, filmes são de obtenção mais difícil dado o elevado custo do material. Gravações também aí existem e boas. Para maior facilidade, você deve escolher um tamanho uniforme para as cópias fotográficas (9x12 presta-se bem para projeção em epidiascópio) e especificar uma área de interesse. Do contrário você receberá um apanhado de boas fotos, porém sem grande sentido didático.

7No Goeldi ainda estamos organizando o arquivo. A maior parte do documentário se refere a peças arqueológicas. Com tempo poderemos enviar alguma coisa. Já remetemos as publicações de nossa série de antropologia.

8Aguardando notícias suas, com um abraço do Eduardo

© Etnográfica Press, 2021

Licence OpenEdition Books

Acheter

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search