Version classiqueVersion mobile

Construções primitivas em Portugal

 | 
Ernesto Veiga de Oliveira
, 
Fernando Galhano
, 
Benjamim Pereira

Índice das figuras

Texte intégral

1 Serra da Peneda. Abrigo debaixo de rocha

2 Serra da Peneda. Abrigo debaixo de rocha

3 Serra da Amarela. Abrigo debaixo de rocha

4 Serra do Gerês. Forno da branda de Chão de Lamas

5 Ferreirim, Sernancelhe. Construção entre dois rochedos

6 Vila Cova de Tavares, Mangualde. Curral palheiro

7 Monsanto da Beira. Construção sob um rochedo

8 Serra do Soajo. Abrigo cavado na rocha

9 Sistelo, Arcos de Valdevez. Abrigo cavado na rocha.

10 Borba da Montanha, Fafe. Abrigo cavado na rocha

11 Sendim, Miranda do Douro. Abrigo de pedra

12 Almeida, Castelo Mendo. Abrigo de pedra

13 Aldeia Nova, Trancoso. Abrigo de pedra

14 Lebução, Chaves. Abrigo de pedra

15 Jorjais de Perafita, Alijó. Abrigo de pedra. Lajes de 1,50 a 2,50 m de comprimento, e cerca de 1 m de largura.

16 Freixo de Espada à Cinta. Abrigo de pedra

17 Figueira de Castelo Rodrigo. Abrigo de pedra

18 Moimenta da Beira. Abrigo de pedra

19 Serra do Soajo. Abrigo de pedra

20 Serra da Amarela. Forno da branda do Vidoal

21 Serra da Amarela. Forno da branda do Vidoal. Notar a laje que faz a sua cobertura

22 Serra da Amarela. Penedo com covinhas onde deitam a comida para os cães em frente ao forno da branda do Vidoal

23 Serra da Amarela. Casarota

24 Serra da Amarela. Casarota

25 Serra da Amarela. Casarota

26 Serra da Amarela. Casarota

27 Cheleiros, Mafra. Abrigo em muro

28 S. João dos Caldeireiros, Mértola. Malhão de xisto. Ao fundo um curveiro

29 S. João dos Caldeireiros, Mértola. Malhão com estevas formando pala

30 Almodóvar. Malhão com nichos abertos na parede

31 Sintra. Malhão encurvado

32 Terrugem, Sintra. Abrigo de pedra

33 Serra da Estrela. Malhão

34 Serra da Estrela. Malhão encurvado

35 Serra de Aire. Malhão encurvado

36 Almeida. Malhão encurvado

37 Miranda do Douro. Abrigo de pedra e cobertura de ramagens

38 Sátão. Abrigo de pedra e cobertura de materiais vegetais

39 Serra do Gerês. Forno da branda da Calcedónia

40 Póvoa de Cervães, Mangualde. Abrigo fixo de materiais vegetais

41 Avelal, Sátão. Abrigo fixo de materiais vegetais

42 Nespereira, Gouveia. Abrigo fixo de materiais vegetais. Planta quadrangular

43 Ota. Abrigo fixo de materiais vegetais. Planta quadrangular

44 Porto de Lagos, Lagos. Abrigo fixo de materiais vegetais. Planta quadrangular

45 S. Teotónio, Odemira. Abrigo com esqueleto de varas recoberto de terra

46 Veiga de Chaves. Abrigo feito de um tronco oco de castanheiro

47 Reguengo, Cartaxo. Barraca de meloais

48 Juromenha, Elvas. Barraca de meloais formada por quatro esteiras

49 S. Gião, Loures. Abrigo de guarda de campos

50 Coutada, Torres Vedras. Abrigo de canas, de planta quadrangular

51 Baçal, Bragança. Cancelas de bardo.

52 Horta da Vilariça, Moncorvo. Bardo e abrigo móvel de esteira

53 Sendim, Miranda do Douro. Abrigo móvel de esteira, com anteparos de molhos de giesta. Bardo de vergas rachadas e entretecidas

54 Carvalho de Ega, Vila Flor. Abrigo móvel de esteira e bardo de cancelas

55 Urgeira, Sabugal. Redil

56 Cercal. Redil e ferrados da ordenha

57 Penso, Sernancelhe. Bardo com uma camada de giesta, para estrume. Ao lado, o abrigo móvel de esteira

58 Fornos, Freixo de Espada à Cinta. Transporte da esteira e cancelas do bardo

59 Baçal, Bragança. Abrigo móvel de esteira.

60 Vila da Ponte, Sernancelhe. Abrigo móvel de esteira

61 Orca, Penamacor. Abrigo móvel de duas esteiras

62 Serpa. Abrigo móvel de duas esteiras

63 Castro Verde. Abrigo móvel de duas esteiras e redil

64 Genísio, Miranda do Douro. Abrigo móvel de esteira com anteparo quadrangular

65 Vila Boa, Belmonte. Abrigo móvel de esteira com anteparos triangulares

66 Reguengos de Monsaraz. Abrigo móvel de esteira com anteparos triangulares

67 Águas Radium, Belmonte. Abrigo móvel de duas esteiras com anteparo em absidíolo.

68 Caria, Sabugal. Abrigo móvel de esteira, com anteparo em absidíolo

69 Orca, Penamacor. Abrigo móvel de duas esteiras com anteparo em absidíolo

70 Sendim, Miranda do Douro. Abrigo móvel de esteira com anteparos de molhos de giesta. Bardo com cancelas de madeira rachada e entretecida

71 Elvas. Abrigo móvel de duas esteiras duplas com guarda vento

72 Castelo Branco. Abrigo móvel de duas esteiras com anteparo em absidíolo e guarda vento

73 Penso, Sernancelhe. Pormenor de uma esteira

74 Castelo Branco. Abrigo móvel de duas esteiras; anteparo em absidíolo e guarda vento

75 Sendim, Miranda do Douro. Cancelas de bardo

76 Seia. Choço cónico móvel, e cancelas

77 Penalva do Castelo. Choço cónico móvel

78 Gouveia. Cibana cónica móvel

79 Pinhanço, Gouveia. Cibana cónica móvel

80 Castelo Branco. Choço semi cónico móvel

81 Castelo Branco. Choço semi cónico móvel

82 Orca, Penamacor. Choço semi cónico móvel

83 Nisa. Socha móvel

84 Nisa, Socha móvel

85 Nisa. Socha móvel

86 Zebreira, Idanha a Nova. Interior. Socha móvel. A lareira a meio; ao fundo a cama. Chouriços pendurados

87 Veiga de Chaves. Abrigo sobre carro. Cobertura de palha disposta em rolos para lelos sobre uma estrutura de varas

88 Azihhaga, Golegã. Abrigo sobre carro. Casota de tabuado; cobertura de chapa

89 Cercal. Abrigo sobre rodado de carro. Casota de tabuado; cobertura de chapa

90 França, Bragança. Abrigo sobre carro. Casota de tabuado

91 França, Bragança. Abrigo sobre carro. Casota de tabuado; cobertura de palha.

92 Castelões, Macedo de Cavaleiros. Abrigo sobre carro, recoberto de palha

93 Castelões, Macedo de Cavaleiros. Abrigo sobre carro, recoberto de palha

94 Chaves. Abrigo sobre carro. Casota inteiramente de tabuado

95 Podence, Macedo de Cavaleiros. Abrigo sobre carro. Casota de tabuado e cobertura de palha a duas águas

96 Lebução, Chaves. Abrigo sobre carro. Casota cónica de palha

97 Veiga de Chaves. Abrigo sobre carro. Casota cónica de palha

98 Vila do Conde. Casota móvel para guarda dos campos, de tabuado

99 Nespereira, Gouveia, Cabana montada sobre duas pequenas rodas

100 Albefgaria a Nova. Cabana de palha milha

101 Aldoar, Porto. Cabana de palha milha

102 Angeiras, Matosinhos. Cabana de palha milha

103 Soure. Cabana de palha milha com empena de tabuado

104 Aldoar, Porto. Cabana de palha milha

105 Vila Mendo de Tavares. Mangualde. Abrigo sob uma meda, com esteiro móvel à frente

106 Matosinhos. Barco cortado, utilizado como abrigo de guarda de campos

107 Torreira. Velho barco cortado a meio; cobertura de telha. Serve de pocilga

108 Afurada. Barco cortado sobre o qual construíram uma casota de tabuado. Serve de habitação

109 Beirã, Marvão. Choça do maioral das cabras do tipo de cobertura parede em mate riais vegetais

110 Interior da choça da fig. anterior. A lareira a meio; ao fundo a tarimba onde dormem os seus dois habiantes

111 Prime, Viseu. Choupana do tipo de cobertura parede em materiais vegetais

112 Olivença. Grupo de construções em materiais vegetais. A maior serve de habitação a trabalhadores rurais

113 Prime, Viseu. Choupana do tipo de eobertura parede em materiais vegetais

114 Vale Chaim, Mértola, Curveiro em materiais vegetais

115 S. João dos Caldeireiros, Mértola. Curveiro em materiais vegetais

116 Teixoeiro, Cabeceiras de Basto. Canastro de vergueiro

117 Tamende, Ponte da Barca. Canastro com o corucho erguido, cheio de espigas

118 Barral, Ponte da Barca. Aglomerado de canastros de varas

119 Barranco do Velho. Palheiro com portinhola na cobertura para a entrada da palha

120 Santa Maria, Palheirinhos, Tavira. Palheiro

121 Barranco do Velho. Palheiro

122 Cumeada, Serra do Caldeirão. Palheiro

123 Cavalos, Serra do Caldeirão. Palheiro

124 Cumeada, Serra do Caldeirão. Palheiro

125 Santa Bárbara. As Sete, Castro Verde. Cobertura vegetal

126 Amareleja, Moura. Cabana em que vivia o guarda sacristão da capelinha da «Santa da Amareleja »

127 Juromenha, Elvas. Choça. No local onde fazem o fogo, a parede avança, em cima, para o interior, desviando as chamas da cobertura

128 Cabeçudos, Marvão. Choça habitada ainda em 1964

129 Cabeçudos, Marvão, Choça

130 Cabeçudos, Marvão. Choças

131 Cabeçudos, Marvão. Choça com recinto murado à frente

132Barretos, Marvão. Choça utilizada como habitação até há poucos anos

133 Beirã (Cabeço), Marvão. Conjunto de choças formando uma unidade rural. Casa de habitação, cozinha, palheiro, etc.

134 Beirã (Cabeço), Marvão. Choça de habitação, do conjunto da fig. anterior

135 Interior da choça da fig. 134. Vértice da cobertura, com prumo central

136 Interior da choça da fig. 134

137 Interior da cozinha do conjunto da fig. 133

138 Fonte do Bico, Marvão. Palheiros

139 Fonte do Bico, Marvão. Palheiro

140 Prime, Viseu. Choupana de pino

141 Prime, Viseu. Choupana de pino

142 Interior da choupana da fig. 141. Pormenor da parede e da cobertura

143 Interior da choupana da fig. anterior. Vértice da cobertura

144 Senhora dos Verdes, Mangualde. Cabana

145 Vila Cova de Tavares, Mangualde. Cibana de dois pisos

146 Chãs de Tavares, Mangualde. Cabana de dois pisos. Porta de acesso ao piso supe rior rasgada na parede de pedra

147 Abrunhosa, Mangualde. Cabana de dois pisos

148 Casal da Silvã, Sátão. Cabanas

149 Aguiar da Beira. Cabanas

150 Poiares, Freixo de Espada à Cinta. Palheiro. Cobertura vegetal apoiada sobre um prumo central

151 Espanha, margem do Douro entre Barca de Alva e Freixo de Espada à Cinta. Construção em falsa cúpula

152 Alcalar, Portimão. Túmulo da necrópole

153 Sintra. Ruínas do « Túmulo do Monge»

154 Pena Verde, Castelo de Vide. Chafurda

155 Cumeada, Castelo de Vide. Chafurda

156 Ribeira da Amieira, Castelo de Vide. Chafurdão

157 Sector arruinado do chafurdão da fig. anterior

158 Interior da cúpula do chafurdão da fig. anterior

159 Arronches. Chafurda arruinada

160 Corte da parede da chafurda da fig. anterior

161 Arronches. Chafurda. Fecho da cúpula derruído

162 Barrancos. Safurdas

163 Barrancos. Safurda

164 Monfortinho, Idanha a Nova. Tenda

165 Salvaterra do Extremo, Idanha a Nova. Furdas de dois pisos. O térreo, para porcos; o superior, para galinhas

166 Monsanto. Idanha a Nova. Pocilga de porcos

167 Escalhão, Figueira de Castelo Rodrigo. Forno (Palheiro abrigo)

168 Interior da cúpula do forno da fig. anterior

169 Escalhão, Figueira de Castelo Rodrigo. Forno

170 Vila Mendo de Tavares, Mangualde. Forno da Senhora. O da esquerda é em falsa cúpula

171 Sistelo, Arcos de Valdevez. Corte de gado

172 Escalhão, Figueira de Castelo Rodrigo. Moinho de rodízio

173 Vale de Carrasco, Picote, Miranda do Douro. Abrigo em falsa cúpula

174 Assafarja, Coimbra. Cabana

175 Interior da cúpula da cabana da fig. anterior

176 Serra de Aire. Abrigo em falsa cúpula

177 Serra do Gerês. Forno do curral de Chão de Lamas

178 Serra do Gerês. Forno dum curral do Couce

179 Serra do Gerês. Currais do Couce

180 Serra do Gerês. Forno dum curral do Couce

181 Serra do Gerês. Forno dum curral do Couce

182 Serra do Gerês. Forno dum curral do Couce

183 Serra do Gerês. Forno dum curral da Lagoa

184 Serra do Gerês. Forno dum curral de Lamas de Homem

185 Serra do Gerês. Forno dum curral de Lamas de Homem

186 O forno da fig. anterior visto de cima. Notar o fecho da cúpula derruído

187 Serra do Gerês. Forno dum curral de Chão das Abrótegas

188 Serra do Gerês. Forno do curral do Gamil

189 Serra da Amarela. Forno da branda do Bogalhedo

190 Serra da Amarela. Forno da branda de Chão de Muro

191 Serra da Amarela. Forno duma branda de Rebordo no Feio

192 Serra da Amarela. Forno duma branda de Rebordo no Feio

193 Serra da Peneda. Forno da branda do Vidoeiro

194 Serra da Peneda. Fornos e bezerreiras da branda de Burzavô

195 Serra da Peneda. Forno da branda do Avelar. Falsa cúpula recoberta de giesta

196 Serra da Peneda. Forno da branda de Burzavô. A cúpula fecha com três fiadas de lajes

197 Serra da Peneda. Forno de dois pisos da branda de Burzegalinhas

198 Serra da Peneda. Branda de Burzegalinhas

199 Serra da Peneda. Branda de Seida

200 Serra da Peneda. Fornos da branda da Bragadela

201 Interior da cúpula do forno da fig. anterior

202 Interior. Lareira do forno da fig. anterior

203 Serra da Peneda. Forno e bezerreira da branda de Burzavô. Notar o carácter cicló pico da construção

204 Serra da Peneda. Forno da branda de Burzavô. Cobertura dolménica com uma lage de 2 x 1,75 m

205 Serra da Peneda. Fornos da branda de Piorneda

206 Serra da Peneda. Forno da branda de Burzavô

207 Serra da Peneda. Forno da branda do Vidoeiro. Ao lado, as sacas com a comida dos vigias do gado

208 Serra da Peneda. Forno de dois pisos da branda de Seida

209 Serra da Peneda. Fornos da branda de Real

210 Serra da Peneda. Forno de dois pisos da branda de Real

211 Serra da Peneda. Forno da branda de Real

212 Fornico, Faro. Conjunto de cabanas

213 Quarteira, Loulé. Grupo de cabanas

214 Quarteira, Loulé. Velha cabana que contrasta com os novos edifícios

215 Quarteira, Loulé. Cabanas

216 Quarteira, Loulé. Remate da empena e cume

217 Quarteira, Loulé. Sala cozinha forrada a tabuado

218 Quarteira, Loulé. Cabana

219 Quarteira, Loulé. Guarda vento de canas

220 Quarteira, Loulé. Sala e quarto. Paredes recobertas com cartazes, páginas de revis tas, fotografias, etc.

221 Quarteira, Loulé. Cozinha

222 Fornico, Faro. Conjunto de cabanas

223 Fornico, Faro. Cabanas

224 Fornico, Faro. Interior duma cabana

225 Costado, Faro. Conjunto de cabanas

226 Costado, Faro. Cabana

227 Costado, Faro. Cabanas

228 Ramalhete, Faro. Cabanas, junto à Ria

229 Ilha de Faro. Cabanas de tabuado e de junco

230 Ilha de Faro. Cabana

231 Ilha de Faro. Cabana

232 Ilha de Faro. Pormenor da cobertura

233 Ilha de Faro, Cabana

234 Ilha da Armona, Fuzeta. Cabanas de tabuado e de junco

235 Ilha da Armona, Fuzeta. Cabanas

236 Ilha da Armona, Fuzeta. Cabana

237 Ilha da Armona, Fuzeta. Postigo

238 Terra Estreita, Santa Luzia, Tavira. Cabana

239/240 Interior da cabana da fig. anterior

241 Terra Estreita, Santa Luzia, Tavira. Pormenor do remate da cobertura, junto à empena

242 Torre de Ares, Tavira. Conjunto de cabanas

243 Torre de Ares, Tavira. Interior de uma cabana

244 Costa de Santo André, Santiago de Cacém. Aglomerado de cabanas

245 Costa de Santo André, Santiago de Cacém. Cabanas

246 Costa de Santo André, Santiago de Cacém. Estrutura de uma cabana

247 Costa de Santo André, Santiago de Cacém. Empena e remate da cobertura

248 Costa de Santo André, Santiago de Cacém. Janelo com alisares caiados

249 Costa de Santo André, Santiago de Cacém. Grupo de cabanas

250 Costa de Santo André, Santiago de Cacém. Cabana com cercado em frente

251/252 Costa de Santo André, Santiago de Cacém. Interior. Sala cozinha da casa do Tio Caniço

253 Costa de Santo André, Santiago de Cacém. Cabana revestida interiormente de barro e forrada de papel na cobertura

254 Fonte da Telha, Almada. Cabana

255 Algarvios, Alcácer do Sal. Grande aglomerado de cabanas

256 Algarvios, Alcácer do Sal. Cabana de lume. Cozinha

257 Algarvios, Alcácer do Sal. Sala duma cabana

258 Algarvios, Alcácer do Sal. Cabana de lume. Cozinha

259 Algarvios, Alcácer do Sal. Sala duma cabana com as paredes forradas de tabuado

260 Algarvios, Alcácer do Sal. Quarto duma cabana

261 Algarvios, Alcácer do Sal. Pormenor da cobertura

262 Algarvios, Alcácer do Sal. Lareira duma cabana de lume. Paredes revestidas de barro e o tecto de tabuado

263 Casas Novas, Alcácer do Sal. Grupo de cabanas

264 Casas Novas, Alcácer do Sal. Cabana com uma pequena ramada em frente

265 Casas Novas, Alcácer do Sal. Cabana

266 Casas Novas, Alcácer do Sal. Interior

267 Casas Novas, Alcácer do Sal. Interior. Cabana de lume com paredes revestidas de barro

268 Montalvo, Alcácer do Sal. Grupo de cabanas

269 Montalvo, Alcácer do Sal. Cabanas

270 Montalvo, Alcácer do Sal. Cabana e horta dentro duma cerca de canas

271 Montalvo, Alcácer do Sal. Cabanas

272 Montalvo, Alcácer do Sal. Cozinha ao ar livre – o fogão –.

273 Casa Branca, Grândola. Cabana com empena e chaminé de tabuado

274 Melides, Grândola, Cabana

275 Azervadinha, Coruche. Barroca

276 Coruche. Barraca

277 Canha, Montijo. Cabana habitada por cesteiros

278 Couço. Barroca

279 Mora, Barraca

280 Coruche, Barraca

281 Prime, Viseu, Choupana

282 Prime, Viseu. Choupanas

283 Pindo, Penalva do Castelo. Cabana

284 Pindo, Penalva do Castelo. Cabanas

285 Pindo, Penalva do Castelo. Cabanão

286 Povolide, Viseu. Cabanão

287 Pindo, Penalva do Castelo, Cabanas

288 Mindelo, Vila do Conde. Barracos de sargaceiros

289 Agilde, Celorico de Basto. Curral palheiro, de dois pisos

290 Ourilhe, Celorico de Basto. Curral palheiro, de dois pisos

291 Fachada posterior da fig. anterior. Porta de acesso ao piso superior, ao nível do terreno

292 Juromenha, Alandroal. Cabrada

293 Juromenha, Alandroal. Curveiros e cercado

294 Juromenha, Alandroal. Casa de habitação, queijeira e corte. Em frente, ao ar livre, a cozinha

295 Juromenha, Alandroal. Cama do pastor

296 Juromenha, Alandroal. Socha móvel onde dorme o pastor

297 Juromenha, Alandroal. Entrada dum curveiro

298 Juromenha, Alandroal. Curveiros

299 Juromenha, Alandroal. Lado exterior dos curveiros

300 Beirã, Marvão. Curveiros

301 Santa Eulália, Elvas. Malhada de porcos

302 Santa Eulália, Elvas, Cabanas duma malhada

303 Santa Eulália, Elvas. Cabana em que vivia o porqueiro e a família

304 Santa Eulália, Elvas. Malhada de porcos

305 Póvoa de Santa Iria, Vila Franca de Xira. Barcos de avieiros varados na margem do Tejo servindo de habitação

306 Póvoa de Santa Iria, Vila Franca de Xira. Barco varado em terra, coberto com toldo servindo de habitação a uma família de avieiros

307 Póvoa de Santa Iria, Vila Franca de Xira. Barcos de avieiros varados na margem do Tejo servindo de habitação

308 Alhandra, Vila Franca de Xira. Barcos de avieiros varados na margem do Tejo, cobertos com toldos, servindo de habitação

309 Vila Franca de Xira. Barcos de avieiros varados na margem do Tejo servindo de habitação

310 Alhandra, Vila Franca de Xira. Barcos cobertos com toldos, varados na margem do Tejo servindo de habitação a famílias de pescadores avieiros

311 Alhandra, Vila Franca de Xira. Barco transformado em habitação de pescadores avieiros. Preparação da comida ao ar livre

312 Póvoa de Santa Iria, Vila Franca de Xira. Barco transformado em habitação de pescadores avieiros

313 Tecla, Celorico de Basto. Compostura duma cobertura de casa em colmo

314 Sendim, Montalegre. Interior duma cobertura. Ripado de varedo amarrado com vencilhos

315 Tecla, Celorico de Basto. Colmagem duma casa

316 Lodeiro de Arque, Cabeceiras de Basto. Cobertura de colmo preso por travessos

317 Tecla, Celorico de Basto. Assentamento do colmo com a colmadeira

318 Lodeiro de Arque, Cabeceiras de Basto. Cobertura de colmo, seguro por travessos

319 Fornos, Freixo de Espada à Cinta. Palheiro. Cobertura de colmo em degraus

320 Cavalos, Loulé. Palheiro. Pormenor do cume

321 Lodeiro de Arque, Cabeceiras de Basto. Cobertura de colmo com guieiros e latas de borda

322 Fornos, Freixo de Espada à Cinta. Pormenor do cume da fig. 319

323 Lodeiro de Arque, Cabeceiras de Basto. Cume e paus do sobrecúmio presos por pedras

324 Lodeiro de Arque, Cabeceiras de Basto. Pormenor dum capeado de granito com cirrões nele cravados, amparando a lata da borda

325 Castro Laboreiro. Branda da Portela. Casas com guarda ventos e cobertura de colmo seguro por tesouras

326 Merujal, Arouca. Casas cobertas com xisto e colmo preso por tesouras e pedras

327 Merujal, Arouca. Cobertura de colmo recoberto de varedo seguro por tesouras e pedras

328 Merujal, Arouca. Cobertura de colmo protegida do vento por ramagens, tesouras e pedras

329 Serra da Peneda. Branda da Junqueira. Colmaços

330 Serra da Peneda. Branda da Junqueira. Colmaço preso por fios de arame esticados por pedras suspensas contra as empenas

331 Gondomar, Vila Verde. Guarda ventos com cápeas

332 Alvre, Paredes. Capeado largo de xisto; cobertura de colmo

333 Arga de Baixo. Caminha. Espigueiro inteiramente em pedra

334 Vilarinho da Mó, Boticas. Espigueiro com cápeas e guarda ventos e cobertura de colmo

335 Parada, Ponte da Barca. Conjunto de espigueiros de pedra

336 Campanhó, Mondim de Basto. Telhados de xisto

337 Campanhó, Mondim de Basto. Assentamento das lascas de xisto numa casa

338 Campanhó, Mondim de Basto. Cobertura de xisto. Torrões a colmatar a junta dos guieiros

339 Covelo do Monte, Amarante. Cobertura de xisto com as juntas tomadas a argamassa

340 Campanhó, Mondim de Basto. Pormenor duma cobertura em xisto

341 Manhouce, S. Pedro do Sul. Cobertura de xisto. Cumes recobertos por telhões ou seguros por tornos de madeira

342 Albergaria das Cabras, Arouca. Coberturas de xisto. Cumes recobertos por torrões

343 Rio de Onor, Bragança. Coberturas e chaminés em xisto

344 Aveleda, Bragança. Coberturas em xisto

345 Soajo, Ponte da Barca. Moinhos de rodízio cobertos por lajes de granito

346 Padornelo, Montalegre. Forno comunitário coberto por lajes de granito

347 Ilha de Porto Santo. Homem carregando salão para recobrir a casa

348 Taias, Monção. Casa de pasta

349 S. João dos Caldeireiros, Mértola. Pormenor do revestimento duma serra de palha

350 S. João dos Caldeireiros, Mértola. Serra de palha parcialmente recoberta de junco e ramos de loendro

351 Guadramil, Bragança. Varanda de varedo encanastrado revestido de barro

352 S. Julião, Bragança. Esteira de colmo vedando uma janela

353 Mindelo, Vila do Conde. Caniças de colmo vedando uma casa de eira

354 Rio Frio, Bragança. Pilares de xisto suportando a beirada da cobertura

355 Covelo do Monte, Amarante. Casa com anexo de paredes de grandes lajes de xisto

© Etnográfica Press, 1988

Licence OpenEdition Books

Cette publication numérique est issue d’un traitement automatique par reconnaissance optique de caractères.
Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search