Version classiqueVersion mobile

Entre o Bairro e a Prisão

 | 
Manuela Ivone Cunha

Agradecimentos

Texte intégral

1Agradeço ao meu orientador, Miguel Vale de Almeida, o ser a referência concreta do meu ideal de supervisor académico; aos meus colegas, Manuela Palmeirim e Luís Cunha, a inesgotável boa vontade; a Moisés Martins, Carolina Leite e Albertino Gonçalves, a atenção de aceitar mais uma tarefa, a paciência de uma leitura minuciosa; ao meu irmão António Cunha, a garantia de um pronto-socorro técnico; a José J. Semedo Moreira, o permanecer um prestável insider da Direcção-Geral dos Serviços Prisionais; a Michael Herzfeld, a gentileza com que proporcionou pontes e propôs contactos; ao staff da prisão, a rédea livre consentida e a disponibilidade manifestada; acima de tudo às reclusas de Tires, a quem devo este trabalho.

2Atrás da cortina estão, indefectíveis, os amigos e o Jean-Yves, que acompanharam a tese passo a passo. Agradeço-lhes terem suportado entretanto a minha monomania.

3Sou ainda devedora de instituições: da Wenner-Gren Foundation for Anthropological Research (Gr. 6099), do Centro de Ciências Históricas e Sociais (Universidade do Minho) e do Institut d’Ethnologie Méditerranéenne et Comparative (Université de Provence/CNRS).

© Etnográfica Press, 2002

Licence OpenEdition Books

Cette publication numérique est issue d’un traitement automatique par reconnaissance optique de caractères.

Acheter

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search