Version classiqueVersion mobile

Etnográfia portuguesa

 | 
Rocha Peixoto

Índice geográfico e toponímico

Texte intégral

A

Abadia (Santuário da) (Amares) –pp. 199, 202, 203, 206, 207, 210, 215 e 252.

Abadim (Cabeceiras de Basto) – 366.

Abegoaria (Vila Verde ? ) – 338 (duas referências).

Aboá (Murça) – 320.

Aboadela (Amarante) –Ver: Ovelha do Marâo.

Abreiro (Mirandela) – 154.

Abremar (Póvoa de Varzim) – 78, 198 e 259.

Abruzos (Montes) (Itália) – 223.

Açoreira (lug. da freg. de Suajo, conc. de Arcos de Valdevez) – 156.

Açoreiras (pov. da freg. de Águas Frias, conc. de Chaves) – 325.

AÇORES – 63 e 195.

Adrão (Serra do Suajo) – 154.

Afife (Viana do Castelo)–Ver: Cabanas.

ÁFRICA – 10, 19, 41, 45, 134, 184, 270, 272, 300, 303 (duas referências) e 351.

Afurada (Vila Nova de Gaia) –121.

Águas Frias (Chaves) – Ver : Açoreiras.

Aguçadoura (Póvoa de Varzim) – 78 e 156.

Águeda

Ver: Valongo (Águeda).

Aguiar (lug. da freg. de Santa Cruz do Bispo, conc. de Matosinhos) – 371.

AINÃO (Ilha de) (Mar da China) – 19.

ALASCA (América) – Ver: Aleutas (Ilhas).

Albergaria-a-Velha –126. Ver também : Angeja.

Albunol (Espanha) – 224 (nota 2).

Alcácer-Quibir (Marrocos) – 29.

Alcobaça –121.

ALEMANHA – 69, 83, 141, 293, 308 (nota 2).Ver também : Berlim, Germânia, Mecklemburgo, Pomerâmia e Rheinzabern.

Alençon (França) – 290.

Alenquer – 47.

Ver também : Cabanas de Torres e

Vila Verde dos Francos.

ALENTEJO – 46, 75 (duas referências), 139, 156, 159 (três referências), 171, 229, 252 e 323.

ALEUTAS (Ilhas) (Alasca) – 19 e 381.

Alfândega da Fé (Trás-os-Montes)– 159.

Alfarelos (Soure) – 126.

Alfena (Valongo) – Ver: Punhete.

ALGARVE – 53 (três referências), 71 (duas referências), 74, 75 (duas referências), 77 (duas referências), 95, 154 (duas referências), 159 (duas referências), 171 e 236.

Alhões (Cinfâes) – 157, 186, 230, 236 (nota 4), 242, 245, 340, 347 (e fig. 3 da pág. 185, fig. da pág. 186 e figs. 46 e 47 da pág. 243.)

Alicante (Espanha) – 266.

Alijó (Trás-os-Montes) –123.

Almada – 138.

Ver também : Caparica.

Almeirim – 44.

Altamira (Espanha) – 337.

Alto (Serra do Suajo) – 346.

Alturas (Boticas) – 324. Ver também : Alturas (Serra das).

Alturas (Serra das) (Barroso) –155, 230, 234, 236, 250 e 333 (e fig. 31 da pág. 237). Ver também : Alturas (Boticas).

Alvão (Serra do) (Trás-os-Montes) – 156.

Alvarães (Viana do Castelo) – 97, 98, 101 e 128 (nota).

Alvaredos (Vinhais) –321.

Alvarinho (lug. da freg. de Fânzeres, conc. de Gondomar) – 291 (nota).

ALVÉRNIA – (França) – 285 e 319.

Amanso (lug. da freg. de Edral, conc. de Vinhais) –326.

Amarante – 75, 123, 156, 159, 177 (duas referências), 179 (duas referências), 181(duas referências), 184 (duas referências), 195, 196, 200, 209, 217, 252, 255, 258, 315 (e fig. 7 da est. XXXIX). Ver também : Bustelo, Canadelo, Gondar, Lomba, Mancelos, Ovelha do Marão, Soutelo, Travanca, Várzea do Marão e Vila Caiz.

Amarela (Serra) (Minho) –154, 167, 227, 229, 230, 232, 234, 239, 241, 335, 338, 339, 342, 359, 381 (e figs. 34 a 41 da pág. 237). Ver também: Chão da Fonte, Cutelo, Ermida, Germil, Ramisquedo e Vidoal.

Amares –123 e 141.

Ver também : Abadia, Caires, Carvalho, Figueiredo, Pinheiro, Romeirinho, Santa Maria de Bouro e S. Bento da Porta Aberta.

AMÉRICA – 18, 84, 270, 290 e 303.

Amieiro (Cantanhede) – 126.

Amorim (Póvoa de Varzim) – 142, 151, 177, 197, 259 e 299.

ANÃO (Indochina) – 19.

Ancede (Baião) –74, 179, 183, 205, 252, 255 (e fig. 1 da est. XXIII). Ver também : Lordelo.

ANDALUZIA (Espanha) – 224 (nota 2) e 337. Ver também : Albunol, Córdova e Sevilha.

Angeja (Albergaria-a-Velha) – 123.

ANGOLA –190.

Anha (Viana do Castelo) – Ver: Moinho do Bispo.

Apeninos (Montes) (Itália) – 265, 298 e 341.

Apúlia (Esposende) – 78, 97 e 156. Ver também : Gramadoura e Sedovém.

Aradas (Aveiro) – 123 e 124.

ARAGÃO (Espanha) – 288, 293.

Arcade (Galiza) – 234 (nota 2).

Arco de Baúlhe (Cabeceiras de Basto) – 177 e 259.

Arcos (Vila do Conde) – 151.

Arcos de Valdevez –72, 75, 126, 135 (duas referências), 158, 174, 176, 255 (três referências), 328 (duas referências), 329, 345, 354, 355, 375 (e est. XIV). Ver também : Cabana Maior, Couto, Gavieira, Giela, Gração, Oliveira, Paçô, Rio Frio, Sabadim, S. Jorge, S. Paio, Suajo, Vale e Vila Fonche.

Ardenas (Montes) (Bélgica) – 333.

Areias (Barcelos) – 102 e 126. Ver também : Santo André.

Areosa (Porto) – 291 (nota).

Arezzo (Itália) – 220.

Arga (Serra de) (Minho) – 75, 155 (duasreferências), 167 227 (duas referências) 228, 229, 232 (três referências), 234, 235, 239, 240, 358 (e est. XLVII). Ver também : Moreira de Lima e Cabração.

Argel (Argélia) – 199 e 238.

ARGÉLIA – 305. Ver também : Argel.

ARGENTINA – 19. Ver também Buenos Aires, Grande Chaco e Patagónia.

Argivai (Póvoa de Varzim) –151 (e fig. 2 da est. XXIII).

ARGÓLIDA (Grécia) – 74, 160, 189 e 213.

Arouca (Serra de) (Douro-Litoral) – 173.

Arrábida (Setúbal) – 203.

Arraiolos – 321.

Arrancada (pov. da freg. de Valongo, conc. de Águeda) – 208

Arrás (Bélgica) – 138.

Arrechão (Vieira do Minho ? ) – 324.

Arruda dos Vinhos

Ver: Cabeço de Arruda e Fonte do Padre Pedro.

ÁRTICO (zona do) – 170 e 381 [esquimós].

Arvier (França) – 6.

ÁSIA – 19, 120, 171, 184, 191, 225, 265, 266 e 276.

ÁSIA MENOR – 45 (três referências), 92, 93, 96,182 e 215. Ver também : Cnido,Cós, Éfeso, Frigia, Hissarlik, Pérgamo, Ponto, Samos e Tróada.

ASSÍRIA (Mesopotâmia) – 17, 134 e 265. Ver também : Ninive.

Assoreiras – Ver: Açoreiras.

ASTÚRIAS (Espanha) – 6 e 337.

Ateiral (Serra do Suajo) – 346.

Atenas (Grécia) – 17, 53, 54, 114, 176, 213 e 356.

ÁTICA (Grécia) –53.

Atilhó (Boticas ?) – 324.

AUSTRÁLIA381.

ÁUSTRIA – 30 e 83. Ver também : Insbruck.

Aveiro – 7, 13, 71, 94, 121, 122 (duas referências), 123 (três referências), 124 (duas referências), 125, 154, 156, 159, 198, 208, 229, 261, 315 e 323.

Ver também : Aradas, Aveiro (ria de), Eixo, Oliveirinha e S. Jacinto.

Aveiro (Ria de) – 155.

Aveleda (Bragança) – 325.

Aveleda (Lousada) – 195.

Averomar (Póvoa de Varzim) – Ver: Abremar.

Azenha (lug. da freg. de S. Cosme, conc. de Gondomar) – 290 (nota 9), 291 (nota – três referências).

Azinheira (Santarém) – 167 e 168.

Azurara (Vila do Conde) – 75, 197, 208 (duas referências) e 261.

B

Babe (Bragança) – 233 e 325.

Babilónia (Caldeia) – 134, 140, 286 e 289.

Baçal (Bragança) – 325.

Bagunte (Vila do Conde) – 185 e 366.

Baía (Brasil) – 193 e 197.

Baião –72, 123, 125, 158, 179, 180, 181(duas referências), 182 (duas referências), 183 (nota 3), 184, 255 e 315. Ver também : Ancede, Gove e Teixeira.

Balasar (Póvoa de Varzim) – 151.

BALCÃS – 45. Ver também : Trácia.

Baldreu (Vila Verde) – 204.

Barbeita (lug. da freg. de Castelões, conc. de Macieira de Cambra) – 315 e 316.

Barcelona (Espanha) – 171 (nota 4).

Barcelos – 74, 96 (duas referências), 97, 102, 124 (duas referências), 125 (duas referências), 126 (três referências), 151 (duas referências), 159, 171, 200, 203, 204, 207, 210 (duas referências), 252, 258 (duas referências) e 261 (duas referências).

Ver também : Areias, Carvalhal, Cristelo, Galegos, Grimancelos, Lama,Macieira de Rates, Manhente, Minhotães, Necessidades, Oliveira, Pousa, Rio Covo, Santa Maria e Vilar de Figos.

Barrô (Lamego) – 320.

Barroso (Planalto de) (Trás-os-Montes) – 155, 159, 167, 168, 226, 227 (duas referências), 229, 230, 232 (cinco referências), 234, 235, 239, 240, 241, 244, 246, 249, 250 (três referências), 259 (duas referências), 280, 318, 331 (duas referências), 333, 339 (duas referências), 341, 342, 343, 344, 346, 359, 382 (e fig. 21 da est. LII e flgs. 34 a 41 da pág. 237).

Ver também : Alturas (serra das) e Montalegre (e suas freguesias).

Barroso (Serra do Suajo) – 346.

Basileia (Suíça) – 211.

Batalha (Leiria) – 378.

Beça (Boticas) – 324. Ver também : Carvalhelhos, Lavradas e Quintas.

BEIRAS (Portugal) – 62, 63, 71 (duas referências), 72, 74, 96, 123 (duas referências), 229 (duas referências), 236, 316, 319 e 346.

Beiriz (Póvoa de Varzim) –149 (texto e nota), 150, 151, 259 (e figs. 3 e 4 da est. XVII).

Beja – 139.

Belém (Palestina) – 54.

BÉLGICA – 16, 139 e 333. Ver também : Ardenas, Arras e Chaleux.

BENGALA (Índia) –191.

Beni-Hassan (Egipto) – 93.

Bentuzelos (Boticas ? Chaves ?) – 325.

Berlengas (Ilhas) – Ver: Farilhões.

Berlim (Alemanha) – 39 e 144.

BERRY (França) – 141.

BÉTICA (Espanha) – 189.

Bibracte (Gália) – 293 e 295.

Bilhares (lug. da freg. de Ermida, conc. dePonte da Barca) – 359 (duas referências).

Bisalhães (Vila Real) – 95, 123, 182, 183 e 327.

Bisâncio (antiga) –• 52, 268, 293 e 296.

Boavista (lug. da freg. de Rio Tinto, conc. de Gondomar) – 290 (nota 9).

Bobadela (Oliveira do Hospital) – 70, 72 e 157.

BOÉMIA (Checoslováquia) – 293 e 296. Ver também : Stradonitz.

Bolonha (Itália) – 282 e 361.

Bombaim (Índia) – 119.

Bornes (Macedo de Cavaleiros)– 154, 233, 321.

Bornes (Serra de) (Trás-os-Montes) – 156, 167, 239 (duas referências), 240 e 334.

BORNÉU (Ilha de) –18, 84 e 352.

Boticas (lug. da freg. de Caniçada, conc. de Vieira do Minho) – 324.

Boticas (Trás-os-Montes) – 155, 341 e 324. Ver também : Alturas, Atilhó, Beça, Bentuzelos, Cerdedo, Granja, Pai Afonso, Sapelos e Sapiâos.

Bouças [Matosinhos] – 73, 127, 185, 186, 259, 261 (duas referências), 299, 371(duas referências), 372 (duas referências) e 374. Ver também : Matosinhos.

BOURO – Ver Terras de Bouro.

Bouvray (França) – 296.

Braga–-63 (duas referências), 71, 74, 96 (duas referências), 117, 124 (duas referências), 125 (duas referências),126 (duas referências), 128 (duas referências), 129 (três referências), 130 (duas referências), 138, 141, 143, 159 (duas referências), 161, 164 (duas ieferências), 177 (duas referências), 191, 193, 194 (duas referências), 195, 199, 201, 207, 208, 209, 210, 215, 229, 252 (duas referências), 255 (cinco referências), 258 (duas referências), 302, 303, 306 (nota), 310, 319, 322, 324 (e fig. 2 da est. XXV e est. XXXV). Ver também : Merelim, Palmeira e Tenões.

Bragança – 72, 123, 158, 162, 174, 183, 185, 204, 321, 325, 327, 329, 356, 373 e 382. Ver também : Aveleda, Babe, Baçal, Carragosa, Castro, Deilão, Donai, Espinhosela, França, Gostei, Izeda,Meixedo, Milhão, Montezinho, Nogueira, Oleiros, Pinela, Portela, Rabal, Rebordãos, Rio de Onor, Rio Frio, Santa Comba, S. Gemil, S. Julião S. Pedro, Sortes, Terroso, Vila Meão, Vila Nova, Vilar e Zoio.

BRASIL – 19, 20, 39, 129 (nota), 200, 280 e 303. Ver também : Baia, Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Vila Nova da Rainha.

Brenha (Figueira da Foz) – 177 (duas referências).

BRETANHA (França) – 5, 6, 7, 10, 17, 107 e 184. Ver também : Finisterra.

Briteiros (Citânia de) (Guimarães) – 110, 111 (três referências), 112, 164 e 185 (texto e fig. 1).

Britelo (Ponte da Barca) – Ver: Parada do Monte.

Brito (Vinhais) – 326.

Buarcos (Figueira da Foz) –• 7, 76, 77, 78, 85, 86, 136, 193 (duas referências), 196 (em vez de « Figueira da Foz»), 199 [e fig. 1 da pág. 79, est. IV, est. XXXVII e est. XXXVIII (em vez de «Figueira da Foz»].

BUCOVINA (Roménia) – 49.

Buenos Aires (Argentina) – 198.

BULCÁRIA – 45.

Bustelo (Amarante)–179. Ver também: Fornelo.

Bustelo do Caima (lug. da freg. de Ossela, conc. de Oliveira de Azeméis) – 315.

C

Cabana Maior (Arcos de Valdevez) – 75 e 157.

Cabanas (lug. da freg. de Afife, conc. de Viana do Castelo) – 135 e 157.

Cabanas de Torres (Alenquer) – 76.

Cabanelas (Vila Verde) – 97 (quatro referências), 98 (três referências), 99, 102, 126 e 157. Ver também : Coruto.

Cabanões (Ovar) –157.

Cabeceiras de Basto– 155, 177, 217, 259, 364, 365, 366 e 371.

Ver também : Abadim, Arco de Baúlhe, Cavez, Refojos de Basto e Riodouro.

Cabeço de Arruda (Arruda dos Vinhos) – 8.

Cabedelo (Caminha) – 77.

Cabo (Sesimbra) –139.

Cabo da Boa Esperança (África) – 197.

Cabo da Roca – 198, 203 e 212.

Cabração (Ponte de Lima) – 158, 227 e 233.

Cabreira (Serra da) (Minho) –167, 232 (duas referências), 235, 239, 340 e 381.

Caçarelhos (Vimioso) – 320.

Cáceres (Espanha) – 264.

Cachão (lug. da freg. de Oliveira, conc. de Arcos de Valdevez) – 249.

Cadelinha (Lisboa) – 13.

Caíde (Caminha) – 77.

Caires (Amares) –142.

Ver também : S. Pedro Fins.

Caldas da Rainha –121, 127 e 219.

CALDEIA (Mesopotâmia) – 105, 106 (duas referências), 117, 119, 134 e 146.

Ver também : Babilónia.

Calvos (Guimarães) – 143. Ver também:

Lapinha.

Calvos (Póvoa de Lanhoso) – Ver: S. Gens e Torrão.

Cambeses (lug. da freg. de Riodouro, conc. de Cabeceiras de Basto) – 366, 367 e 371.

CAMBOJA (Indochina) – 83.

Caminha – 123, 124, 126, 161, 196, 198 e 199.

Ver também : Cabedelo, Caíde e

Moledo.

CAMPÃNIA (Itália) – 94.

Campeã (Vila Real) – 72, 154, 155, 159, 167, 226, 232, 235, 239, 255, 319 (e fig. 1 da est. XX, est. LVI e fig. 33 da est. LIX). Ver também : Montes e

Telhada.

Campo de Gerês – Ver: S. João do Campo.

Campo Grande (lug. da freg. de Suajo, conc. de Arcos de Valdevez) – 156.

Campos (Vieira do Minho) – 324 e 340. Ver também : Lamalonga.

CANADÁ – 6.

Canadelo (Amarante) – 232, 344 (e fig. 8 da est. XLVI). Ver também : Meia

Via.

Canas de Senhorim (Nelas) – 340.

Cando (pov. da freg. de Vale de Anta, conc. de Chaves) – 325.

Canheiras (lug. da freg. de Castro Laboreiro, conc. de Melgaço) – 155.

Caniçada (Vieira do Minho) – Ver : Boticas.

Cantanhede

Ver: Amieiro e Tocha.

Caparica (Almada) – 76. Ver também : Costa.

Carniçosas (Figueira da Foz) – 9.

CARNÍOLA (Jugoslávia) – 82.

CAROLINAS (Ilhas) (Oceano Pacífico)–84.

CARTAGO (África) – 172 (duas referências) e 360.

Carragosa (Bragança) – 325.

Carrazeda de Anciães (Trás-os-Montes) – 232.

Carregosa – Ver : Carragosa.

Carvalhal (Barcelos) –151.

Carvalheira (Terras de Bouro) – 342.

Carvalhelhos (lug. da freg. de Beça, conc. de Boticas) – 324.

Carvalho (Amares ? Póvoa de Lanhoso ? ) – 324.

Casal Sancho (pov. da freg. de Vilar Seco, conc. de Nelas) – 340.

Casas dos Montes (Chaves) – 325.

Casas Novas (pov. da freg. de Redondelo, conc. de Chaves) – 325.

Cascais (Lisboa) – 41 e 199 (?).

CATALUNHA (Espanha) – 318 e 337.

CASTELA (Espanha) – 244 (nota 4) e 248.

Castelo Bom (Almeida) – 268.

Castelões (Guimarães) – 302.

Castelões (Macieira de Cambra) – 315. Ver também : Barbeita.

Castro (Bragança) – 325.

Castro Daire

Ver: Ermida, Ester, Faifa, Mezio,

Parada e Pinheiro.

Castro Laboreiro (Melgaço) – 72, 75 (duas referências), 155, 159, 167, 170, 176, 226, 227, 228 (duas referências), 232,233 (três referências), 234 (duas referências), 239 (três referências), 245, 249, 250 (três referências), 255, 318(duas referências), 342 (duas referências), 345 (e est. XVIII, fig. 1 da est. XIX, fig. 15 da est. XLIX e fig. 45 da pág. 243). Ver também : Canheiras, Dorna, Entalada, Mareco, Portos, Rodeiro, Seara e Varziela.

Castro Vicente (Mogadouro) – 320.

CÁUCASO (Rússia) – 82.

Cávado (Rio) – 155 e 169.

Cavalões (Vila Nova de Famalicão) –151.

Cavez (Cabeceiras de Basto) – 217.

Cela (lug. da freg. de Louredo, conc. de

Vieira do Minho) – 324.

CELEBES (Ilhas) (Indonésia) – 84.

Celorico da Beira – 71 e 161.

Celorico de Basto – 217.

Cércio (pov. da freg. de Duas Igrejas, conc. de Miranda do Douro) – 335.

Cerdedo (Boticas)–Ver: Serra.

Cerro de los Santos (Espanha) – 298.

Cervães (Vila Verde) – 97, 99, 103, 126 e 129 (nota). Ver também : Cova e Cervainhos.

Cervaínhos (lug. da freg. de Cervães, conc. de Vila Verde) –103 e 129 (nota).

Cesareda (Lourinhã) – 6 e 9.

Cete (Paredes) – 151.

Chã (Montalegre) – 333. Ver também :

S. Vicente.

Chacim (pov. da freg. de Refojos de Basto, conc. de Cabeceiras de Basto) – 366 e 367.

Chaleux (Bélgica) –16.

CHAMPANHE (França) – 141.

Chão da Fonte (Serra Amarela) – 338.

Chaves – 63, 123, 182, 324, 325 e 329.

Ver também : Águas Frias, Bentuzelos,

Casais dos Montes, Curalha, Faiões,

Monforte, Redondelo, Vale de Anta e Vilar de Nantes.

Chaviães (Melgaço) – 322.

CHECOSLOVÁQUIA – Ver: Stradonitz.

CHINA – 19, 57, 270 e 293. Ver também:

Ainão.

CHIPRE (Ilha de) – 106, 108, 120 e 381.

Chiusi (Itália) – 361.

Cibões (Terras de Bouro) – 236, 241 e 381.

Ver também : Cutelo.

Cidadelha (lug. da freg. de Lindoso, conc. de Ponte da Barca) – 335.

Cidadelhe – Ver : Cidadelha.

Cinfães (Douro) – 299.

Ver também : Alhões e Ramires.

Cirena (ant. colon. grega) (Líbia)–213.

Cirencester (Inglaterra) – 144.

Cisterna (lug. da freg. de Vilar Seco, conc. de Vinhais) – 326.

Cnido (Ásia Menor) – 213.

Cnossos (Creta) – 379 e 381.

COCHINCHINA (Indonésia) – 84.

Codeçoso (lug. da freg. de Venda Nova, conc. de Montalegre) – 324.

Coimbra – 47, 141, 159, 161, 162 (duas referências), 163, 164, 174 (tiês referências), 175, 177 (duas referências), 183, 202, 268 e 357.

Coimbrões (Vila Nova de Gaia) – 183.

Constantim (Miranda do Douro) – 239.

Constantim (Vila Real) – Ver : Constantino de Panóias.

Constantino de Panóias (Vila Real) – 70.

Contumil (Porto) – 288 e 290.

Córdova (Espanha) – 267 e 270.

COREIA – 19.

Cork (Irlanda) – 198.

Cortegaça (Ovar) – 77 (duas referências).

Cortinhas de Brufe (Terras de Bouro) – 339.

Corujeira (lug. da freg. de Gondar, conc. de

Amarante) –179.

Corunha (Espanha) – 380.

Coruto (lug. da freg. de Cabanelas, conc. de Vila Verde) – 97.

CÓS (Ilha de) (Ásia Menor) – 194, 213 e 215.

Costa (lug. da freg. da Caparica, conc. de

Almada) – 76.

Costa (Espanha) – 337.

Costa Nova do Prado (Ílhavo) – 80, 85, 87 e 157.

Couto (Arcos de Valdevez) – 142.

Cova (lug. da freg. de Cervães, conc. de

Vila Verde) – 99, 103 e 129 (nota).

Cova (lug. da vila de Lavos, conc. da Figueira da Foz)–85, 86, 155 (cinco referências) (e figs. 2 e 3 da est. I e est. IV).

Covelães (Montalegre) –157.

Covide (Terras de Bouro) – 230, 336, 337, 338, 339, 342 e 346.

CRETA (Ilha de) – 107, 379 e 380. Ver também : Cnossos, Lebena e Phaestos.

Cristelo (Barcelos) – 200.

Cubo (lug. da freg. de Louredo, conc. de

Vieira do Minho) – 324.

Cueva de la Mujer (Espanha) – 6.

Curalha (Chaves) – 325.

CURILHAS (Ilhas) (Oceano Pacífico) – 19.

Cutelo (lug. da freg. de Cibões, conc. de

Terras de Bouro) – 230, 235, 236, 241, 339, 342 e 381.

D

Danúbio (Rio) – 82 (três referências).

Darque (Viana do Castelo) –101 e 121.

Deilão (Bragança) – 233 e 325.

Delft (Holanda) – 134.

Deniepre (Rio) – 82.

Denões (Montalegre) – 369.

Devesas (Vila Nova de Gaia) – 121.

Dijon (França) –• 6.

DINAMARCA – 270.

Donai (Bragança) – 325.

Dorna (lug. da freg. de Castro Laboreiro, conc. de Melgaço) – 155.

DOURO (Portugal) – 75 (duas referências), 123 (duas referências), 159, 290, 299, e 318.

Douro (Rio) – 202, 332 e 356.

Duas Igrejas (Miranda do Douro)–Ver :

Cércio.

E

Edral (Vinhais) – 325. Ver também : Amanso e Ferreiros.

Éfeso (Ásia Menor) – 212.

Egeu (Mar) –148.

EGIPTO (antigo) – 53, 93, 108, 117, 118, 120, 134, 146, 171, 223, 227, 233, 241, 244, 265, 272, 273, 276, 278, 289, 292, 351, 380, 381 e 382. Ver também : Beni-Hassan, Mênfis e Tebas.

Eiriz (lug. da freg. de Parada, cone, de Castro

Daire) – 238.

Eixo (Aveiro) – 75 e 159.

Elvas

Ver: Vila Boim.

EMÍLIA (Itália) – 146.

Entalada (lug. da freg. de Castro Laboreiro, cone, de Melgaço) – 155.

Entre-os-Rios (Penafiel) –197.

EPIDAURO (Grécia) – 188, 194, 205, 213, 214 (duas referências) e 215.

Ericeira (Mafra) – 77 e 199.

Ermida (Castro Daire) –235.

Ermida (Ponte da Barca) – 155, 230, 235, 335, 359, 381 (e fig. 3 da est. XLIII).

Ver também : Bilhares.

ESCÓCIA (Inglaterra) – 17 [pictos], 83 e 141.

ESPANHA– 44, 49, 108, 141, 146, 160, 163,172, 175, 212, 222, 238 (duas referências), 247 (duas referências), 263 (duas referências), 266, 268, 269, 270 (duas referências), 293, 298, 300, 304, 318 (duas referências), 319, 356, 364, 365 e 379. Ver também : Alicante,Altamira, Andaluzia, Aragão, Astúrias, Barcelona, Bética, Cáceres, Castela, Catalunha, Córdova, Corunha,Costa, Cueva de la Mujer, Estremadura, Galiza, Granada, Guarrazar, Ifre, Jávea, León, Lezon, Málaga, Mancha, Oviedo, Salado, Saragoça, Sevilha, Talavera e Tarragona.

Esparta (Grécia) – 360.

Espinho – 13 (seis referências), 76, 77, 157 e 199.

Espinhosela (Bragança) – 325. Ver também:

Vilarinho.

Esposende – 152 e 198.

Ver também : Apúlia, Fão e Gemeses.

Estela (Póvoa de Varzim) – 97 e 151.Ester (Castro Daire)–227 e 238. Ver também: Mós.

Estevais (Mogadouro) – 326.

Estevais (Moncorvo) – 370. Ver também:

S. Mamede e Valdoeiro.

Estorãos (Ponte de Lima) – 158 e 234.

Estrasburgo (França) – 30.

Estrela (Serra da) (Beira Alta) – 229, 236, 340, 347 e 381.

ESTREMADURA (Espanha)–46.

ESTREMADURA (Portugal) – 71, 76 e 77.

Estremoz – 95, 106, 120, 126, 127 e 139.

ETRÚRIA (antiga) – 73, 94, 106, 107, 111, 113, 119, 120, 169, 170, 235, 236, 238, 244, 265, 266, 273, 276 (duas referências), 278 (duas referências),279, 281, 282, 285, 288 (duas referências), 292, 299 e 361 (duas referências).

Eufrates (Rio) – 140.

EUROPA – 18, 19, 39, 44 (duas referências), 45 (duas referências), 46, 53, 81, 82, 112, 135, 182, 266 e 300.

Évora – 46, 136, 138 (duas referências), 161, 211 e 379.

Extremo (Serra do) (Minho) – 339 e 341.

Eyzies (França) – 16.

F

Fafe – 217, 356 e 363 (duas referências).

Ver também : Santo Ovídio.

Faifa (Castro Daire) – 227.

Faiões (Chaves) – 325.

Famalicão – Ver: Vila Nova de Famalicão.

Fânzeres (Gondomar) – 290 (nota 9), 291 (nota – três referências) e 302. Ver também : Alvarinho, Mouros, Quinta da Igreja e Santa Eulália.

Fão (Esposende) – 77, 157, 198, 210 (duas referências) e 258.

Farilhões (Berlengas) –192.

Feira–Ver: Vila da Feira.

Felgueiras

Ver: Lixa e Margaride.

FENÍCIA – 17, 108, 178, 264, 265, 276(duas eferências), 277 (duas referências), 278 (duas referências), 279, 289, 290, 298 e 362. Ver também: Sidon.

Ferreiros (lug. da freg. de Edral, conc. de

Vinhais) – 326.

Figueira da Foz – 39, 71, 78, 85 (duas referências), 96, 123, 126, 176, 177 (duas referências), 196 (aliás, Buarcos), 198, 206 [e est. XXXVIII (aliás, Buarcos)].

Ver também : Brenha, Buarcos, Carniçosas, Lavos, Leirosa, Quiaios e Tavarede.

Figueiredo (Amares) – 202.

FILIPINAS

Ver: Mindanau.

Finisterra (França) – 107.

Florença (Itália) – 119, 270 e 293.

Fonte do Padre Pedro (Arruda dos Vinhos) – 8.

Fonte Santa (lugar da freg. de Urgezes, conc. de Guimarães) – 219.

Fontes (Santa Marta de Penaguião) – 74, 154, 183, 196, 206 e 323.

FORMOSA (Ilha) (Ásia) – 19.

Fornelo (lug. da freg. de Bustelo, conc. de

Amarante) –179.

Foz (lug. da freg. de Ventosa, conc. de Vieira do Minho) – 324.

Foz do Douro (Porto) – 193 e 195.

Fradelos (Vila Nova de Famalicão) – 151.

Frades (Vinhais) – 326.

FRANÇA – 11, 16, 22, 24, 30, 44, 69, 82 (duas referências), 108, 117, 141, 160, 169, 174, 211, 212, 226, 230, 235 (duas referências), 247, 248, 269, 270, 273, 289, 290, 293, 300, 301, 304, 319, 338 e 341. Ver também : Alençon, Alvérnia, Arvier, Berry, Bouvray,Bretanha, Champanhe, Dijon, Estrasburgo, Eyzies, Gália, Grésigne, Languedoc, La Salette, Lourdes, Lyon, Mongodier, Neuilly, Paris, Poitou, Provença e Treiche.

França (Bragança) – 325. Ver também : Montezinho.

Freixo-de-Espada-à-Cinta – 186.

Friães (lug. da freg. de Veade, conc. de

Montalegre) – 229.

FRÍGIA (antiga) (Ásia Menor) – 82 e 241.

Francelos (lug. da freg. de Prado, conc. de Vila Verde) – 99 (e figs. 1 e 2 da est. V).

Fundão –-181.

Ver também : Telhado.

Furadouro (Ovar) – 77 (duas referências) e 157.

Furninha (Peniche) – 6 e 16.

G

Gaieiras (Óbidos) – 63.

Galegos (Barcelos) – 102 (duas referências), 126, 151 (duas referências), 152 e 258.

GÁLIA (antiga) (Polónia) – 82, 111 (duas referências), 112, 120, 147, 148, 174, 183, 220, 223, 227, 229, 230, 235,239, 244, 266, 289, 293 (duas referências), 298, 361 e 362 (quatro referências). Ver também : Bibracte.

GALÍCIA (Polónia) – 45.

GALIZA (Espanha) – 87, 96, 101, 126, 128 (nota), 277, 303 (três referências), 307, 319, 342, 345 (três referências), 356, 363 e 367. Ver também: Arcade, Gironda, Larouco, Marim, Piconha, Pontevedra, Rendim, Santa Cristina, S. Tiago de Compostela, Sottomaior, Videferre, Vila Garcia e Vila Maior.

Gatões (Montemor-o-Velho) – 206.

Gavieira (Serra da Peneda) (Arcos de Valdevez) – 72, 154, 157, 203 (duas referências), 205, 215, 347 e 355. Ver também : Tibo.

Gemeses (Esposende) – 201.

Génova (Itália) – 270.

Geraz do Lima (Viana do Castelo)–-151 e 358.

Gerês (Serra do) (Minho) – 72, 158 (duas referências), 167, 227, 230, 233, 249, 331, 336, 337, 342, 343 e 346. Ver também : Covide, Rio Caldo, S. João do Campo e Vilar da Veiga.

GERMÂNIA (antiga) – 17, 223, 230, 332, 333, 344, 359 e 362.

Germil (Ponte da Barca) – 155, 235, 335 e 342.

Gestosa (Vinhais) – 326.

Giela (Arcos de Valdevez) – 328 (duas referências) e 329.

Gironda (Galiza) – 155.

Golaseca (Itália) – 220.

Gondar (Amarante) –179, 181 (nota 2), 182, 184 (e fig. 2 da est. XX). Ver também : Corujeira e Vilar Seca.

Gondifelos (Vila Nova de Famalicão) – 151.

Gondomar –271 (duas referências), 273, 274 (duas referências), 288, 290 (texto e nota 9), 307, 308, 309, 310 (texto e nota). Ver também : Fânzeres, Rio Tinto, S. Cosme, S. Pedro da Cova e Valbom.

Gosgominheiras (Vieira do Minho ? ) – 324.

Gostei (Bragança) – 325.

Gouveia (Beira Alta) – 201.

Gove (Baião) – 95, 100, 179, 183 e 184.

Ver também : Paredes.

GOZO (Ilha de) (Mediterrâneo) – 172.

Gração (Arcos de Valdevez) – 346.

Gralheira (Serra da) (Beira Alta) – 72, 154, 157, 226, 227, 228 (duas referências), 232, 235 (duas referências) 238, 239, 240, 340, 347 (duas referências) (e fig. 48 da pág. 243), fig. 2 da est. XIX, fig. 2 da est. XLIII e fig. LI). Ver também : Mezio e Ramires.

Gramadoura (lug. da freg. de Apúlia, conc. de Esposende) – 77 e 157.

Granada (Espanha) – 45.

GRANDE CHACO (Argentina) – 19.

Granja (Boticas) – 324.

Granja (lug. da freg. de Rio Tinto, conc. de

Gondomar) – 291 (nota)

Granja (Vila Nova de Gaia) – 77.

Grassão – Ver: Gração.

GRÉCIA (antiga) – 17, 45, 46, 53, 93, 94, 105, 106 (três referências), 107, 111, 105, 106 (três referências), 107, 111, 113, 114, 118, 120, 148, 166, 169 (duas referências), 170, 171, 178 (duas referências), 182, 188, 189, 190, 199, 205, 214, 215, 219, 223, 225, 230, 234, 236 (duas referências), 238, 244, 265 (duas referências), 266, 279, 285 (duas referências), 288, 290, 292, 301, 319, 332, 344, 356 e 378. Ver também: Argólida, Ásia Menor, Atenas, Ática, Cirena, Creta, Epidauro, Esparta, Ialisos, Meios, Messena, Micenas, Peloponeso, Tanagra, Telpousa, Tinos, Tirinto, Trica e Tróada.

Gresigne (?) (França) – 105.

Grijó (Macedo de Cavaleiros) – 154.

Grimancelos (Barcelos) – 151.

Guarda – 65 e 72.

Guarrazar (Espanha) – 266.

Guifões (Matosinhos) –147, 148, 185, 371 (duas referências), 372 (e figs. 1 e 2 da pág. 147).

Guimarães – 75 (duas referências), 94, 102, 123, 125, 138, 142, 143, 159 (duas referências), 161 (duas referências), 185, 196, 197, 200 (duas referências), 201, 203, 209, 215, 217, 218 (duasreferências), 219, 258 (duas referências), 275, 288, 291, 302, 303 (duas referências), 306 (nota), 308 (duas referências) e 356.

Ver também : Briteiros, Calvos, Castelões, Fonte Santa, Leitões, Prazins, Sabroso, S. Torcato, Tabuadelo, Urgezes e Vizela.

H

HAINÃO (Ilha de) – Ver: Ainão.

Herculano (Itália) – 178.

Hissarlik (Ásia Menor) (Turquia) – 107 e 111

Ver também : Tróia.

HOLANDA – 108,133,135 (duas referências) e 140. Ver também : Delft.

HUNGRIA – 45 (duas referências), 49 e 83.

I

Ialisos (Grécia) – 114.

IBÉRIA (antiga) –18, 56, 227, 230 (duas referências), 266, 276, 298, 356 e 362.

Ifanes (Miranda do Douro) – 239.

Ifre (Espanha) – 146.

Igreja Nova (lug. da freg. de Serzedelo, conc. da Póvoa de Lanhoso) – 324.

Ílhavo – 7, 121, 159, 194 e 198.

Ver também : Costa Nova do Prado e Vista Alegre.

ÍNDIA – 6, 44, 53, 171, 264, 265, 270 (duas referências), 289 e 317. Ver também:

Bengala e Bombaim.

INDOCHINA–84. Ver também : Anão,

Cambodja e Cochinchina.

INDONÉSIA – Ver : Bornéu, Celebes e Nova

Guiné.

INGLATERRA – 11, 69, 101, 108, 198, 248, 293 e 304. Ver também : Cirencester,

Escócia, Liverpool e Londres.

Insbruck (Áustria) – 148 IRLANDA –10, 83, 111 e 112. Ver também: Cork.

ISRAEL – 54. Ver também : Palestina.

ITÁLIA –17, 22, 23, 29 (duas referências), 45, 69, 82, 83, 84, 120, 160, 212, 227, 230 (duas referências), 236 (duas referências), 248, 258, 270, 278, 279, 281, 285, 293, 338, 344 e 362. Ver também : Abruzos, Arezzo, Bolonha, Campânia, Chiusi, Emília, Etrúria,Florença, Génova, Golaseca, Herculano, Lácio, Lombardia, Loreto,Mezzabolto, Nápoles, Piemonte, Pompeia, Roma, Sicília, Tibre, Toscana, Trento, Turim e Valtravaglia.

Izeda (Bragança) – 321.

J

JAPÃO – 19.

Jávea (Espanha) – 264.

Jerusalém (Palestina) –17, 29 e 55.

JUGOSLÁVIA–Ver : Carníola e Laibach.

Jugueiros (lug. da freg. de Torrão, conc. de

Marco de Canavezes ?) – 323.

L

Labruge (Serra de) – Ver: Labruja.

Labruja (Serra de) (Minho) – 155.

LÁCIO (antigo) (Itália)– 223.

Lagos – 55 e 171.

Laibach (Lago) (Jugoslávia) – 82.

Laje (Vila Verde) – 324.

Lama (Barcelos) – 102, 126, 129 (nota) e 138.

Lamalonga (lug. da freg. de Campos, conc. de Vieira do Minho) – 324.

Lamego –57, 126, 129, 161, 183, 184 e 203.

Ver também : Barrô e Penajóia.

Lamela (pov. da freg. de Sabadim, conc. de

Arcos de Valdevez) – 328.

LANGUEDOC (França) – 160.

Lanhoso (Póvoa de Lanhoso) – 202.

Lapinha (lug. da freg. de Calvos, conc. de

Guimarães) – 142 e 143.

Larouco (Serra do) (Galiza) – 155 e 226.

La Salette (França) – 215.

Laugerie-Basse (França ?) – 119.

Laundos (Póvoa de Varzim) – 151, 261, 264, 276 e 277.

Lavos (Figueira da Foz) – 77 e 85.

Lavra (Matosinhos) – 156, 157, 255 e 372.

Lavradas (lug. da freg. de Beça, conc. de

Boticas) – 324.

Lebena (Creta) – 313.

Lebução (Valpaços) – 263 e 279.

Leça da Palmeira (Matosinhos) – 13 (cinco referências) e 164.

Leiradas (lug. da freg. de Riodouro, conc. de

Cabeceiras de Basto) – 366 e 367.

Leiradela (lug. da freg. de Travassos, conc. da Póvoa de Lanhoso) – 311 (e ests. LXXII, LXXIII e LXXIV).

Leiria – 47, 85 e 155.

Ver também : Pedrógão e Vieira.

Leirosa (Figueira da Foz) – 77.

Leitões (Guimarães) – 322.

León (Espanha) – 268, 332 e 337.

Leonte (lug. da freg. de S. João do Campo, conc. de Terras de Bouro) – 338.

Lezon (Espanha) – 337.

Liceia (Montemor-o-Velho) – 8 e 95.

Lima (Rio) – 168.

Lindoso (Ponte da Barca) –151, 154, 167,168, 228, 229, 234, 245 (duas referências), 259 (duas referências), 335, 339, 359 (nota 1) (e est. LXIII). Ver também : Cidade lha.

Lis (Rio) – 85.

Lisboa – 5, 8, 13 (quatro referências), 23, 28 (duas vezes), 56, 75, 101, 120, 122, 138, 139 (três referências), 159, 161, 165, 175, 191 (três referências), 197, 198 (duas referências), 204, 205, 210, 229, 255, 269, 306 (nota – duas referências), 307 (nota 2), 318 e 356 (duas referências). Ver também : Cadelinha e Sacavém.

Liverpool (Inglaterra) – 194.

Lixa (Felgueiras) – 184 e 217.

Lobrigos (Santa Marta de Penaguião) – 154 e 323.

Lomba (Amarante ?) – 321.

Lombada (Serra da) (Trás-os-Montes) – 233. Ver também : Babe, Deilão, Milhão, S. Julião e Vila Meão.

LOMBARDIA (Itália)–27 e 378.

Londres (Inglaterra) – 76, 157, 197, 209, 279 e 307 (nota 2).

Lordelo (pov. da freg. de Ancede, conc. de Baião) – 124, 179, 180, 182 (e fig. 4 da est. XXXIV).

Lordelo (lug. da freg. de Santa Maria de

Bouro, conc, de Amares) – 193.

Lordelo (lug. da freg. de Vila Chã, conc, de Vale de Cambra) – 315.

Lordelo (Vila Real) – 183.

Loreto (Itália) – 29.

Lourdes (França) – 214 e 215.

Louredo (Vieira do Minho) – Ver: Cela e Cubo.

Loureiro (Peso da Régua) – 323.

Lourido (Ponte da Barca) – 245.

Lourinhã

Ver: Cesareda.

Louro (Vila Nova de Famalicão) – 151.

Lousada

Ver: Aveleda, Senhora da Aparecida e Sousela.

LUSITÂNIA (antiga) – 189 (duas referências).

Lyon (França) – 305.

M

Maceda (Ovar) – 77.

Macedo de Cavaleiros.

Ver: Bomes, Grijó e Vale Benfeito.

Macieira de Cambra – 315.

Ver também : Castelões.

Macieira de Rates (Barcelos) – 151.

Mafra –121.

Ver também : Ericeira.

MAIA (Terra da) – 73, 75, 127, 158, 159, 261 (duas referências), 299 (e fig. 49 da est. LXXI). Ver também : Moreira da Maia.

Málaga (Espanha) – 267 e 270.

MALTA (Ilha de) – 172.

Mancel os (Amarante)– 151.

MANCHA (Espanha) – 141.

Manhente (Barcelos) – 126.

Maranhão (Brasil) – 197. Ver também : Pará.

Marão (Serra do) – 72 (três referências), 73, 75, 155 (duas referências), 244, 318, 319 (duas referências), 322, 333, 344, 345 (e est. XLVIII). Ver também: Campeã, Canadelo, Gondar, Soutelo, Teixeira, Ovelha do Marão e Várzea do Marão.

Marco da Continha (lug. da freg. de Rio Tinto, conc. de Gondomar) – 290(nota 9) e 291 (nota – duas referências).

Marco de Cana vezes – 75 e 184

Ver também : Soalhães e Torrão.

Mareco (lug. da freg. de Castro Laboreiro, conc. de Melgaço) – 155.

Margaride (Felgueiras) – 184.

Marim (Galiza) – 234 (nota 2).

Marim (Olhão) – 95.

MARQUESAS (Ilhas) (Oceano Pacífico)– 18. Ver também : Rapa.

Martim (lug. da freg. de Zoio, conc. de

Bragança) – 232.

Mateus (Vila Real) – 206.

Matosinhos – 127, 131 (nota), 192, 197, 198,200, 202, 203, 206, 207 (duas referências), 210, 255, 299 (e figs. 5 e 6 da est. XXXIX, fig. 11 da est. XLI e est. XLII). Ver também : Bouças e

Leça da Palmeira.

Ver ainda : Guifões, Lavra, Perafita e Santa Cruz do Bispo.

Mealhada – 71 e 320.

Mecklemburgo (Alemanha) – 83.

Mediterrâneo (Mar, costas, ilhas do)–45, 171 e 172.

Medrões (Santa Marta de Penaguião) – 74, 183 e 323.

Megabyze (Trácia) (Balcãs) – 82.

Meia Via (lug. da freg. de Canadelo, conc. de Amarante) – 232.

Meilen (Suíça) – 80.

Meirinhos (Mogadouro) – 250, 326 e 328.

Meixedo (Bragança) – 325.

Meixedo (Viana do Castelo) – 358.

Melgaço – 126, 159 (duas referências), 161, 196, 259, 322, 345 (duas referências), 370 (e est. XXII e fig. 1 da est. XXV).Ver também : Castro Laboreiro, Chaviães, Pademe, Penso, Remoães e

S. Gregório.

Melos – Ver: Milo.

Mênfis (Egipto) – 182.

Merelim (Braga) – 126.

Mesão Frio

Ver: Oliveira.

MESOPOTÂMIA (Ásia) –133 e 140. Ver também : Assíria e Caldeia.

MESSÉNIA (Grécia) – 213.

MÉXICO – 84.

Mezio (Castro Daire) – 235.

Mezzabolto (Itália) – 282.

Micenas (Grécia) – 74, 111, 146, 276, 277, 288 (duas referências), 289 e 295.

MICRONÉSIA (Oceano Pacífico) – 18.

Milhão (Bragança) – 233.

MILO (Ilha de) (Grécia) – 114.

MINDANAU (Ilha de) (Filipinas) – 84.

MINHO (Portugal) – 7, 71 (duas referências), 73 (duas referências), 74, 75 (duasreferências), 77, 116, 123 (duas referências), 124, 127, 142 (duas referências), 148, 154, 156, 158, 159, 160, 173 (duas referências), 177, 255, 281, 297, 298, 299 (três referências),318 (duas referências), 319 (duas referências), 322, 328, 335, 347 e 355.

Minhotães (Barcelos) – 151.Mira – 85 (duas referências), 86 (três referências) e 155.

Miranda do Corvo –123 (duas referências) e 124.

Miranda do Douro –161, 162, 164, 167, 226 (três referências), 228, 229, 232(duas referências), 233 (três referências), 234 (duas referências), 235, 236,239 (duas referências), 240 (três referências), 242, 244, 259, 320, 335, 342 (e fig. 44 da pág. 243, est. XLV, fig. 7 da est. XLVI, fig. 14 da est. XLIX, figs. 16 e 18 da est. L, fig. 25 da est. LV, e est. LXI).

Ver também : Constantim, Duas Igrejas, Ifanes, Palaçoulo, Póvoa, S. Martinho, Sendim e Vila Chã.

Mirandela –123, 124, 126, 154, 159, 322 e 327.

Mogadouro – 251, 326 (duas referências), 328 e 370.

Ver também : Castro Vicente, Estevais, Meirinhos, Quintas, Remondes, Soutelo, Valverde e Vilariça.

Moinho do Bispo (lug. da freg. de Anha, conc. de Viana do Castelo) – 77 e 157.

Moledo (Caminha) – 77.

Molelos (Tondela) – 95, 123, 126 e 316 (duas referências).

Monção – 126, 159 (duas referências) e 258 (duas referências).

Ver também : Valadares e Valinha.

Moncorvo – 123, 158, 164, 184 e 370. Ver também : Estevais e Vila Velha.Mondego (Rio e Vale do) – 85 (duas referências), 124 e 157.

Monforte (Chaves) – 321 e 325.

Mongodier (França) –16.

Montalegre (Trás-os-Montes) – 167, 226, 229, 245 (duas referências), 341, 356, 363, 364, 369 (duas referências), 370 (duas referências) (e est. LXIV).

Ver também : Barroso (Planalto de),Chã, Covelães, Denões, Pitões, Pondras, Reigoso, Salto, Tourém, Veade, Venda Nova e Vilarinho de Negrões.

Montaria – Ver: S. Lourenço da Montaria.

Montejunto (Serra de) (Estremadura) – 76.

Montemor-o-Velho – 47, 161 e 252.

Ver também : Gatões e Liceia.

Montemuro (Serra de) (Beira Alta) –155, 186, 227, 232, 236 (nota 4), 238, 240, 340, 347, 381 (e fig. 32 da est. LIX). Ver também: Alhões, Ester, Parada e Talhada.

Montes (pov. da freg. de Campeã, conc. de

Vila Real) – 72 e 244.

Montezinho (pov. da freg. de França, conc. de Bragança) –185, 321 e 325.

Montezinho (Serra de) (Trás-os-Montes) – 154, 159, 186, 226, 227, 232 (duas referências), 236 (duas referências), 239 (duas referências), 334, 343, 382 (e ests. LIV e LVIII).

Moreira da Maia – 252.

Ver também : Maia (Terra da).

Moreira de Geraz do Lima (Viana do Castelo)–158 (e fig. 1 da est. XXI).

Mós (lug. da freg. de Ester, conc. de Castro Daire) – 238.

Mosteiro (lug. da freg. de Ossela, conc. de Oliveira de Azeméis) – 315 e 316.

Moura Morta (Peso da Régua) – 323.

Moure (Vila Verde) – 126.

Mouros (lug. da freg. de Fânzeres, conc. de Gondomar) – 291 (nota).

Murça (Trás-os-Montes) – 356. Ver também: Aboá.

Murtosa (Aveiro) –151 Ver também : Torreira.

Nabais (Póvoa de Varzim) – 142, 151, 177, 205 (e fig. 5 da est. XVII).

Nápoles (Itália) – 23 e 270.

Nazaré (Estremadura) – 190 e 203.

Necessidades (Barcelos) – 199, 203 e 204.

Nelas (Beira Alta) – 340

Ver também : Canas de Senhorim e Vilar Seco.

Neuilly (França) – 23.

Ninive (Assíria) – 134 e 140.

Nisa (Alentejo) – 95.

Nóbrega (Terra da) – Ver: Ponte da Barca.

Nogueira (Bragança) – 325.

Nogueira (Serra da) (Trás-os-Montes) – 156, 167, 232, 249, 250. 334. Ver também:

Carrazeda de Anciães, Rebordãos e

Zoio.

NORUEGA – 270.

NOVA GUINÉ (Ilha de) (Oceano Pacífico) –18 e 83.

NOVAS HÉBRIPAS (Oceano Pacífico) – 10.

NOVA ZELÂNDIA (Oceano Pacífico) – 18.

O

Óbidos –■ 63.

Ver também : Gaieiras.

Odivelas – 379.

Oleiros (Bragança) – 325.

Oleiros (Vila Verde) – 126.

Olhão

Ver: Marim.

Oliveira (Arcos de Valdevez) – Ver: Cachão.

Oliveira (Barcelos) – 126.

Oliveira (Mesão Frio) – 323.

Oliveira (lóvoa de Lanhoso) – 302.

Oliveira de Azeméis–-123 e 315

Ver também : Ossela.

Oliveira do Hospital

Ver: Bobadela.

Oliveirinha (Aveiro) –126.

Ver também : Quintãs.

Oriola (Portei) [« Auriolas »] – 202.

Ossela (Oliveira de Azeméis) – 95, 123, 124, 315 e 316. Ver também : Bustelo do

Caima e Mosteiro.

Ourém – 47.

Outeiro das Giestas (Valongo) – 147.Ovar – 7, 13, 84, 120, 123, 124 (duas referências) e 125

Ver também : Cabanões, Cortegaça,

Furadouro e Maceda.

Ovelha do Marão (Amarante) –154 e 158.

Ver também : Póvoa.

Oviedo (Espanha) – 266.

P

Paçô (Arcos de Valdevzz) – 205. Ver também : Prova.

Paçô (pov. da freg. de Rio Frio, conc. de

Bragança) – 325.

Paçô (Vinhais) – 321.

Paços de Ferreira

Ver: Sanfins de Ferreira.

Paderne (Melgaço) – 159 e 370.

Padrões (lug. da freg. de Venda Nova, conc. de Montalegre) – 324.

Pai Afonso (Boticas ?) (Trás-os-Montes) – 324.

Palaçoulo (Miranda do Douro) – 335.

PALESTINA –53

Ver: Belém, Israel, Jerusalém e

Sodoma.

Palmeira (Braga) –126.

Palmela – 211.

Panchorra (Resende)– Ver: Talhada.

Pará (Brasil) – 291. Ver também : Maranhão.

Parada (Castro Daire) – 238. Ver também :

Eiriz.

Parada (Vila do Conde) – 206.

Parada de Gatim (Vila Verde) – 96, 97, 102, 109 e 126.

Parada do Monte (pov. da freg. de Britelo, conc. de Ponte da Barca) – 335.

PARAGUAI – 41.

Paraguai (Rio) – 200.

Paredes (Douro)

Ver: Cete.

Paredes (lug. da freg. de Gove, conc. de

Baião) – 179, 180 e 184.

Paredes de Coura – 126 e 299.

Paris (França) – 290.

PÁSCOA (Ilhas da) (Oceano Pacífico) – 18.

Passos (Vinhais) – 326.

PATAGÓNIA (Argentina) – 19 e 40.

Pedrógão (Leiria) – 77.

PELOPONESO (Grécia) –205 e 215.

Penafiel –173 (duas referências), 174, 217, 288, 291 e 308.

Ver também : Entre-os-Rios.

Penajóia (Lamego) – 322.

Peneda (Serra da) (Minho) – 72, 126, 154, 157 e 347. Ver também : Gavieira.

Penedo (Serra do Suajo) – 346.

Penedo (lug. da freg. de Ventosa, conc. de Vieira do Minho) – 324.

Penela – 263.

Peniche

Ver: Furninha.

Penso (Melgaço) – 345.

Perafita (Matosinhos) – 372.

Pérgamo (Ásia Menor) – 215.

Pernambuco (Brasil) – 194 e 205.

PÉRSIA – 17 e 134.

Peso da Régua – 323.

Ver também : Fontelas, Loureiro,

Moura Morta e Sedielos.

Phaestos (Creta) – 379.

Pico de Regalados (Vila Verde) – 156.

Piconha (Galiza) – 367.

PIEMONTE (Itália) – 27.

Pinela (Bragança) – 327.

Pinheiro (Amares ? Póvoa de Lanhoso ?) – 324.

Pinheiro (Castro Daire) – 235.

Piriréus (Montes) – 223, 226, 235, 238 e 382.

Pitões (Montalegre) –157, 177, 226, 229, 230, 232, 233 (três referências),234, 235, 240, 241, 245 (duas referências), 246, 331, 370 (duas referências) (e fig. 26 da est. LV e est. LXII).

POITOU (França) – 285.

POLINÉSIA (Oceano Pacífico) – 18.

POLÓNIA – Ver : Pomerâmia.

Pombal (lug. da freg. de Tabuadelo, conc. de Guimarães) –196.

POMERÂMIA (Alemanha e Polónia) – 83.

Pompeia (Itália) – 101 e 178.

Pondras (Montalegre) – 227.

Pondres (Montalegre) – Ver: Pondras.

Ponte da Barca – 75, 126, 135, 158, 161, 261, 346 e 359 (nota 1).

Ver também : Britelo, Ermida, Germil,

Lindoso, Lourido e Sobredo.

Ponte de Lima –75, 126, 135, 142, 158, 161, 168, 174, 255 (duas referências), 258, 259, 377, 379, 380 (e est. LXXVIII).

Ver também : Cabração, Estorãos e

Refojos do Lima.

Pontevedra (Galiza) – 234 (nota 2).

PONTO (antigo) (Ásia Menor) – 265.

Portel (Alentejo)

Ver: Oriola.

Portela (Bragança) – 325.

Portela do Homem (pov. da freg. de Vilarinho, conc. de Vila Verde) – 338.

Porto – 22, 42, -75, 88, 101, 123, 125, 126 (três referências), 127, 128 (nota), 131 (nota), 132, 137 (nota 1), 147, 149 (nota), 152, 153, 159 (duas refeiências), 161 (duas referências), 163 (duas referências), 165, 170, 171 (texto e nota 4), 174, 176, 177, 178, 181 (nota 2), 184, 193, 195, 199, 232, 203, 207, 210, 216, 229, 248, 252, 255, 258, 261 (duas referências), 286 (nota 6), 290, 291 (nota), 302, 305, 306 (nota – numerosas referências), 308, 310, 312, 316, 318, 319, 328, 329 (duas referências), 330 (nota – duas referências), 347, 356, 357, 358, 359, 362, 371 (texto e nota), 372 (duas referências), 382 (e est. LXX e figs. 48 da est. LXXI).

Ver também : Areosa, Contumil, Foz do Douro e S. Mamede de Infesta.

Porto de Ave (Póvoa de Lanhoso) – 209 e 215.

Portos (pov. da freg. de Castro Laboreiro, conc. de Melgaço) – 155.

PORTUGAL – 6, 20, 22, 41, 44, 45. 46 (duas referências), 55, 84, 87 (duas referências), 108, 122, 123, 160, 165, 171, 212, 225, 264, 276, 286 (texto e nota 4), 288, 290, 295, 296, 300, 304, 318 (duas referências), 330, 342, 352, 365 e 377.

Pousa (Barcelos) –126 (duas referências).

Pousadouros (lug. da freg. de Serzedelo, conc. da Póvoa de Lanhoso) – 324.

Póvoa (lug. da freg. de Ovelha do Marão, conc. de Amarante) – 72.

Póvoa (Miranda do Douro) – 335.

Póvoa de Lanhoso – 201 (duas referências), 202, 207, 209, 215, 258, 299, 300, 302, 307, 308 e 381.

Ver também : Calvos, Carvalho, Lanhoso, Oliveira, Pinheiro, Porto de Ave, Serzedelo, Sobradelo e Travassos.

Póvoa de Varzim – 7, 8 (duas referências), 10, 11 (nota 1), 13 (onze referências), 75, 78, 97, 141, 149 (nota), 151, 159 (duas referências), 170, 173, 176, 177 (duas referências), 192, 196, 198, 200 (duas referências), 204, 205, 206, 210,234, 255, 258, 259, 261 (três referências), 277 (nota 1), 286 (nota 6), 299, 326, 366, 372 (e fig. 9 da est. XLI).

Ver também : Abremar, Aguçadoura,

Amorim, Argivai, Balasar, Beiriz,

Esteia, Laundos, Nabais, Rates e

Terroso.

Prado (lug. da freg. de S. João do Campo, cone, de Terras de Bouro) – 338.

Prado (Vila Verde) – 96 (duas referências), 97, 99, 103 (duas referências), 104, 105, 108 (duas referências), 109, 112, 113 (duas referências), 114, 118, 119, 120, 122 (duas referências), 123 (duas referências), 124 (quatro referências), 126 (quatro referências), 127, 129 (nota), 130, 131 (duas referências), 132 (duas referências), 137, 156, 183, 184, 217, 218 (três referências), 308, 315 e 324.

Ver também : Francelos e Tijosa.

Prazins (Guimarães) – 375.

Prova (lug. da freg. de Paçô, conc. de Arcos de Valdevez) – 205.

PROVENÇA (França) –160.

Punhete (lug. da freg. de Alfena, conc. de

Valongo) – 207.

Q

Quiaios (Figueira da Foz) – 77, 84 e 85 (duas referências).

Quinta da Igreja (lug. da freg. de Fânzeres, conc. de Gondomar) – 291 (nota).

Quintas (lug. da freg. de Beça, conc. de

Boticas) – 324.

Quintas (Mogadouro ? ) – 326.

Quintãs (lug. da freg. de Oliveirinha, conc. de Aveiro) – 126.

R

Rabal (Bragança) – 325.

Ramires (Cinfães)

Ver: Vale de Papas.

Ramisquedo (Serra Amarela) – 338.

RAPA (Ilha de) (Marquesas) (Oceano Pacífico) – 18.

Rates (Póvoa de Varzim) – 150, 151, 252 (duas referências) e 372.

Rebordãos (Bragança) – 229, 232, 249 (e est. XLIV e fig. 42 da est. LIX).

Redondelo (Chaves) – Ver: Casas Novas.

Refoios (lug. da freg. de Zoio, conc. de

Bragança) – 232 e 242.

Refojos de Basto (Cabeceiras de Basto) – 356, 363, 364, 365 (três referências), 366 (duas referências) e 370. Ver também: Chacim.

Refojos do Lima (Ponte de Lima) – 252.

Régua – Ver: Peso da Régua.

Reigoso (Montalegre) – 227.

Remoães (Melgaço) – 196.

Remondes (Mogadouro) –• 326.

Rendim (Galiza) – 155.

Resende –123 e 236 (nota 4).

Ver também : Panchorra e S. Martinho de Paus.

Rheinzabern (Alemanha) – 101.

Rio Caldo (Terras de Bouro) – 336 e 337.

Rio Covo (Barcelos) – 258.

Rio de Janeiro (Brasil) – 192, 195 e 208.

Rio de Onor (Bragança) – 325.

Riodouro (Cabeceiras de Basto) – 366 (quatro referências), 367 e 371. Ver também : Cambeses e Leiradas.

Rio Frio (Arcos de Valdevez) – 354 e 355.

Rio Frio (Bragança) – Ver: Paçô.

Rio Grande do Sul (Brasil) – 209.

Rio Maior (Estremadura) – 167.

Rio Mau (Vila do Conde) – 151, 204 (duas referências) e 372.

Rio Tinto (Gondomar) – 290 [texto e nota 9 (três referências)] e 302. Ver também:

Boavista, Granja, Marco da Continha e Venda Nova.

Robenhausen (Suíça) –184.

Rodeiro (pov. da freg. de Castro Laboreiro, conc. de Melgaço) – 155.

RODES (Ilha) (Mediterrâneo) – 380.

ROMA (antiga) – 17 (duas referências), 57 (duas referências), 67, 76, 94, 108, 144, 157, 166, 168, 169, 170, 172 (duas referências), 175, 176, 177, 178, 188, 189, 190 (duas referências), 199, 225, 230, 234, 235, 236, 239, 244, 266, 270, 276, 279, 286, 289, 290, 298,299, 301, 332, 361, 362 (duas referências), 378, 381 e 382.

ROMÂNIA – Ver: Roménia.

Romeirinho (Amares ? Vila Verde ? ) – 324.

ROMÉNIA –45. Ver também : Bucovina.

Ruivães (Vieira do Minho) – 340, 347 e 370.

RÚSSIA – 230 (sármatas). Ver também:

Cáucasò.

S

Sabadim (Arcos de Valdevez) – Ver: Lamela.

Sabroso (Citânia de) (Guimarães) – 185

Sacavém (Lisboa) –103, 129 (nota) e 138.

Saida (Fenícia) – Ver: Sidon.

Salado (Espanha) – 211.

Salamanca (Espanha) – 270.

Salamonde (Vieira do Minho) – 324.

Salto (Montalegre) – 239 e 366.

Salzedas (Tarouca) – 327.

Samos (Ásia Menor) – 17.

Sanfins de Ferreira (Paços de Ferreira) – 207.

Sanhoane (Santa Marta de Penaguião) – 74, 154, 183 e 323.

Santa Comba (lug. da freg. de Vila Fonche, conc. de Arcos de Valdevez) – 354 (três referências) e 355.

Santa Comba (Bragança) – 325.

Santa Comba Dão – 340.

Santa Cristina (Galiza) – 87.

Santa Cruz do Bispo (Matosinhos) – 255, 371 (duas referências), 372 (duas referências) e 374 (duas referências).

Ver também : Aguiar e Souto da

Portela.

Santa Eulália (lug. da freg. de Fânzeres, conc. de Gondomar) – 291 (nota).

Santagões (Vila do Conde) – 322.

Santa Maria (Barcelos) – 151.

Santa Maria de Bouro (Amares) – 193 (duas referências) e 258 (duas referências).

Ver também : Lordelo.

Santa Marta de Penaguião (Trás-os-Montes) – 154, 158, 183, 196 e 259.

Ver também : Fontes, Medrões e

Sanhoane.

Santarém –161.

Ver também : Azinheira.

Santo André (pov. da freg. de Areias, conc. de Barcelos) – 102.

Santo Ovídio (Fafe) – 363.

Santo Tirso – 143 e 252.

Santulhão (Vimioso) – 321.

S. Bento da Porta Aberta (Amares) – 215.

S. Cosme (Gondomar)– 271, 273, 302 e 308.

S. Gemil (Bragança) – 325.

S. Gens (lug. da freg. de Calvcs, conc. da

Póvoa de Lanhoso) – 324.

S. Gregório (Melgaço)–159 e 345.

S- Jacinto (Aveiro) – 77.

S. João do Campo (Terras de Bouro) –154, 230, 233, 336, 337, 338, 339, 342, 343, 346 (e est. LX). Ver também :

Leonte, Prado, Telheirão e Vilarinho da Furna.

S. Jorge (Arcos de Valdevez) – 142.

S. Julião (Bragança) – 233 e 325.

S. Lourenço da Montaria (Viana do Castelo) – 234.

S. Mamede (lug. da freg. de Estevais, conc. de Moncorvo) – 370.

S. Mamede de Infesta (Porto) – 299.

S. Martinho (Miranda do Douro) – 239.

S. Martinho de Leitões – Ver: Leitões.

S. Martinho de Paus (Resende) – 236 (nota 4).

S. Paio (Arcos de Valdevez) – 258, 328(duas referências) e 329 (duas referências).

S. Pedro (Bragança) – 325.

S. Pedro Fins (lug. da freg. de Caires, conc. de Amares) – 142 (duas referências).

S. Pedro da Cova (Gondomar) –290 (nota 9) e 302.

S. Pedro do Sul – 316.

S. Tiago de Compostela (Galiza) – 215, 234 (nota 2) e 266.

S. Torcato (Guimarães) – 195 (duas referências), 200 (duas referências), 201, 203 e 215.

S. Vicente (pov. da freg. da Chã, conc. de

Montalegre) – 155, 333 (e fig. 20 da est. LII).

Sapelos (Boticas) – 325.

Sapiãos (Boticas) – 325.

Saragoça (Espanha) – 315.

SARDENHA (Ilha do) (Mediterrâneo) – 172.

Seara (pov. da freg. de Castro Laboreiro, conc. de Melgaço) – 155.

Sedielos (Peso da Régua) – 323.

Sedovém (lug. da freg. da Apúlia, conc. de

Esposende) – 77.

Sendim (Miranda do Douro) – 159, 227, 232, 235, 326 (e fig. 17 da est. L, est. LIII e fig. 27 da est. LV).

Senegal (Rio) (África)–19.

Senhora da Aparecida (Lousada) – 184.

Sernande (Vinhais) – 326.

Serpa – 171 e 320.

Serra (lug. da freg. de Cerdedo, cone, de

Boticas) – 324.

Serzedelo (Póvoa de Lanhoso) – Ver: Igreja

Nova e Pousadouros.

Sesimbra – 41.

Ver também : Cabo.

Setúbal –199.

Ver também : Arrábida.

Sevilha (Espanha) – 45 e 199.

SIÃO – 84.

SICÍLIA (Ilha da) (Mediterrâneo) – 55.

Sidon (Fenícia) – 172.

Sintra – 263 e 279.

SÍRIA – 171.

Soajo – Ver: Suajo.

Soalhães (Marco de Canavezes) – 124.

Sobradelo (Póvoa de Lanhoso) – 302.

Sobredo (Ponte da Barca) – 245.

Sobreiró (Vinhais) – 321. Ver também : Soutelo.

Sodoma (Palestina) – 28.

Soeira (Vinhais) – 321 e 325.

Sortes (Bragança) – 325.

Sottomaior (Galiza) – 234.

Soure

Ver: Alfarelos.

Sousela (Lousada ?) – 208.

Soutelo (Amarante) – 73.

Soutelo (Mogadouro) – 321 e 326.

Soutelo (Vila Verde) –126, 198, 203, 207, 215 e 258.

Soutelo (pov. da freg. de Sobreiró, conc. de

Vinhais) – 325.

Souto da Portela (lug. da freg. de Santa

Cruz do Bispo, conc. de Matosinhos) – 371.

Stradenitz (Boémia – Checoeslováquia) – 293 e 295.

Suajo (Arcos de Valdevez) – 156 e 168.

Ver também : Açoreira e Campo

Grande.

Suajo (Serra do) (Minho) – 72, 158, 167,168, 226, 227, 228, 229 (duas referências), 233, 234, 249, 250, 259, 335, 339, 346 (duas referências) (e fig. 2da est. XXI e est. LVII). Ver também : Adrão, Alto, Ateiral, Barroso, Penedo e Suajo.

SUÉCIA – 270.

SUÍÇA – 80, 83, 84 e 146. Ver também :

Basileia, Meilen e Robenhausen.

T

Tábua (Beira Álta) •–183.

Tabuadelo (Guimarães) –196.

Ver também : Pombal.

Talavera (Espanha) – 135.

Talhada (pov. da freg. de Panchorra, conc. de Resende) – 240.

Tâmega (Rio) – 169.

Tanagra (Grécia) – 114.

Tarouca

Ver: Salzedas.

TARRACONENSE (antiga) (Espanha) – 189.

Tarragona (Espanha) – 379.

Tavarede (Figueira da Foz) – 176.

Tebas (Egipto) –182.

Teixeira (Baião) – 322.

Tejo (Rio) – 8, 165 e 191.

Telhada (lug. da freg. de Campeã, conc. de

Vila Real) – 72 e 244.

Telhado (Fundão) –181.

Telheirão (lug. da freg. de S. João do Campo, conc. de Terras de Bouro) – 338.

Telpousa (Grécia) – 213.

Tenões (Braga) – 322.

Terras de Bouro –158 (duas referências).

Ver também : Carvalheira, Cibões,

Covide, Rio Caldo, S. João do Campo e Vilar da Veiga.

TERRA QUENTE (Trás-os-Montes) – 324.

Terroso (Bragança) – 325.

Terroso (Póvoa de Varzim) – 142 (duas referências), 149, 150 (texto e fig. 6), 151, 259, 261, 286 (nota 6) e 366.

Tibo (pov. da freg. da Gavieira, conc. de

Arcos de Valdevez) – 73, 157 e 249.

Tibre (Ilha do Rio) –189 e 214.

Tigre (Rio) – 140.

Tijosa (lug. da freg. de Prado, conc. de Vila

Verde) – 97 e 99 (duas referências).

Tinos (Grécia) – 213.

Tirinto (Grécia) – 113 e 356.

Tocha (Cantanhede) – 77.

Tomar – 47 e 172.

Tondela – 123, 125, 126 e 156.

Ver também : Molelos.Torrão (Marco de Canavezes)– Ver: Jugueiros.

Torrão (lug. da freg. de Calvos, conc. da

Póvoa de Lanhoso) – 324.

Torreira (Murtosa) – 77 e 157.

Torres Novas – 76.

Torres Vedras – 47.

TOSCANA (Itália) – 265, 266, 298 e 361.

Touguinha (Vila do Conde) – 151.

Tourém (Montalegre) –158, 339, 342, 367 e 370.

TRÁCIA (antiga) (Balcãs) –17 (duas referências) e 82. Ver também : Megabyze.

Trancoso – 70 e 161.

TRÁS-OS-MONTES – 70, 71, 74, 75, 94, 96, 123, 154, 158, 159, 177, 179, 225,228, 229, 246, 317, 319 (duas referências), 323 (três referências) e 341.

Ver também : Terra Quente.

Travanca (Amarante) – 151 e 252.

Travassos (Póvoa de Lanhoso) – 270, 271(três referências), 272, 273 (duas referências), 274 (duas referências), 299,302 (duas referências), 303 (três referências), 306, 307, 309, 310 e 311.

Ver também : Leiradela.

Treiche (França) – 6.

Trento (região de) (Itália) – 22 e 131.

Trica (Grécia) – 213.

Trindade (Vila Flor) – 321.

TRÓADA (Ásia Menor) –169.

Ver também : Tróia

Trofa (Santo Tirso) – 255.

Tróia (Ásia Menor) –107, 108, 117, 146, e Tróada 213, 276, 278, 279 e 288.

Ver também : Hissarlik e Tróada.

Turim (Itália) – 29 e 41.

TURQUIA–270. Ver também : Ásia Menor,

U

Urgezes (Guimarães) – Ver: Fonte Santa.

V

Vagos (Beira-Litoral) –123.

Valadares (Monção) – 203.

Valbom (Gondomar) – 302.

Valdoeiro (Monte) (Estevais, conc. de Moncorvo) – 370.

Valdreu – Ver: Baldreu.

Vale (Arcos de Valdevez) – 142.

Vale Benfeito (Macedo de Cavaleiros) – 154.

Vale de Anta (Chaves) – Ver: Cando.

Vale de Cambra

Ver: Vila Chã.

Vale de Papas (pov. da freg. de Ramires, conc. de Cinfães) – 232.

Valença (Minho) – 161 e 164.

Valinha (Monção) – 345.

Valongo – 147, 207 e 323.

Ver também : Alfena e Outeiro das

Giestas.

Valongo (Águeda) – Ver: Arrancada.

Valpaços (Trás-os-Montes)

Ver: Lebução.

Valtravaglia (Itália) – 221.

Valverde (Mogadouro) – 326.

Várzea do Marão (Amarante) –154 e 158.

Varziela (lug. da freg. de Castro Laboreiro, conc. de Melgaço) – 155.

Veade (Montalegre) – 299 (e fig. 1 da est.

XLIII). Ver também : Friães.

Venda Nova (lug. da freg. de Rio Tinto, conc. de Gondomar) – 290 [texto e nota 9 (quatro referências)], 291 (nota) e 308.

Venda Nova (Montalegre) – 227 e 324. Ver também : Codeçoso e Padrões.

Veneza (Itália) – 258, 267 e 293.

Ventosa (Vieira do Minho) – Ver: Foz e

Penedo.

Vermoim (Vila Nova de Famalicão) – 210.

Vez (Rio) – 329.

Viana do Alentejo – 202 (e est. XL).

Viana do Castelo – 75, 97 (duas referências), 98, 123, 124, 126 (duas referências), 135, 161, 198, 215 (duas referências), 229, 356 (duas referências), 357 [texto (duas referências) e nota(**)], 358 (duas referências), 363, 364, 365, 377 (e est. LXIX e fig. 50 da est. LXXI).

Ver também : Afife, Alvarães, Anha, Darque, Geraz do Lima, Meixedo,Moreira de Geraz do Lima e S. Lourenço da Montaria).

Videferre (Galiza) – 155.

Vidoal (Serra Amarela) – 338.

Vieira (Leiria) – 85, 86 e 155.

Vieira do Minho – 370.

Ver também : Arrechão, Campos,

Caniçada, Gosgominheiras, Louredo,

Ruivães, Salamonde e Ventosa.

Vila Boim (Eivas) – 320.

Vila Cariz (Amarante) – 252

Ver também : Alto.

Vila Chã (Miranda do Douro) – 335.

Vila Chã (Vale de Cambra) – 315. Ver também : Lordelo.

Vila Chã (Vila do Conde) – 10.

Vila Chã (Vila Nova de Gaia) – 77.

Vila da Feira – 123.

Vila do Conde – 10, 58, 75 (duas referências), 151, 159 (duas referências), 161, 164, 175, 185, 190, 192, 193 (duas referências), 198, 199, 200, 203, 205, 207, 208, 209 (duas referências), 210, 322, 366 e 372.

Ver também : Arcos, Azurara, Bagunte, Parada, Rio Mau, Santagões, Touguinha e Vila Chã.

Vila Flor

Ver: Trindade.

Vila Fonche (Arcos de Valdevez) – 354 (duas referências). Ver também : Santa

Comba.

Vila Garcia (Galiza) – 234 (nota 2).

Vila Maior (Galiza) – 155.

Vila Meão (Bragança) – 233 e 321.

Vila Nova (Bragança) – 325.

Vila Nova da Rainha (Brasil) – 200.

Vila Nova de Cerveira – 161.

Vila Nova de Famalicão – 74, 126, 151, 156, 168 e 308.

Ver também : Cavalões, Fradelos,

Gondifelos, Louro e Vermoim.

Vila Nova de Fozcoa – 154.

Vila Nova de Gaia – 125, 137, 183, 194 e 299.

Ver também : Afurada, Coimbrões,

Devezas, Granja, Vila Chã e Vilar de Andorinho.

Vila Pouca de Aguiar –123 e 356.

Vilar (Bragança) – 325.

Vilar da Veiga (Terras de Bouro) – 336 e 337.

Vilar de Andorinha (Vila Nova de Gaia) – 299.

Vilar de Figos (Barcelos) – 202.

Vilar de Nantes (Chaves) – 327.

Vila Real (Trás-os-Montes) – 124, 158, 164, 182, 183, 202, 321 e 329.

Ver também : Bisalhães, Campeã,

Constantino de Panóias, Lordelo,

Mateus e Montes.

Vilariça (Mogadouro) – 251.

Vilarinho (pov. da freg. de Espinhosela, conc. de Bragança) – 325.

Vilarinho (Vila Verde) – Ver: Portela do

Homem.

Vilarinho da Furna (pov. da freg. de S. João do Campo, concelho de Terras de

Bouro) – 336, 337 e 338.

Vilarinho de Negrões (Montalegre) – 157, 228, 235 e 334.

Vilar Seco (Nelas) – Ver: Casal Sancho.

Vilar Seco (Vinhais)–326. Ver também :

Cisterna.

Vila Seca (lug. da freg. de Gondar, conc. de Amarante) – 179, 182 (e figs. 1, 2 e 3 da pág. 181 e fig. 5 da est

XXXIV).

Vila Velha (Moncorvo) – 370.

Vila Verde – 96 (duas referências), 97, 124 (duas referências), 126, 129 (nota), 299.

Ver também : Baldreu, Cabanelas, Cervães, Laje, Moure, Oleiros, Parada de Gatim, Prado, Romeirinho, Soutelo e Vilarinho.

Vila Verde dos Francos (Alenquer) – 76.

Vimioso – 158 e 320.

Ver também : Caçarelhos e Santulhão.

Vinhais (Trás-os-Montes)–226 e 314.

Ver também : Alvaredos, Brito, Edral,Frades, Gestosa, Paçô, Passos, Sernande, Sobreiro, Soeira e Vilar Seco.

Viseu – 126, 138, 161, 255, 319 e 322.

Vista Alegre (Ílhavo) – 103, 121 e 129.

Vizela (Felgueiras) – 363.

Vizela (Guimarães) – 356.

Vouga (Vale do) – 124 e 157.

Z

Zebral (lug. da freg. de Ruivães, conc. deVieira do Minho) – 340 (duas referências).

Zoio (Bragança) – 232. Ver também : Martim e Refoios.

© Etnográfica Press, 1990

Licence OpenEdition Books

Cette publication numérique est issue d’un traitement automatique par reconnaissance optique de caractères.

Acheter

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search