Version classiqueVersion mobile

Etnográfias portuguesas (1870-1970)

 | 
João Leal

Bibliografia

Texte intégral

1.° Congresso Nacional de Arquitectura, Maio-Junho de 1948, s/d, Lisboa, Sindicato Nacional dos Arquitectos.

ACCIAIUOLI, Margarida, 1998, Exposições do Estado Novo 1934-1940, Lisboa, Livros Horizonte.

ACKERMAN, James, S., 1995 (1990), The Villa. Form and Ideology of the Country Houses, London, Thames & Hudson.

AGOSTINHO, José, 1963, «As Dominantes Histórico-Sociais do Povo Açoriano», Livro da II Semana de Estudos dos Açores, Angra do Heroísmo, Instituto Açoriano de Cultura, 139-163.

ALMEIDA, Fialho de, 1915, À Esquina (Jornal dum Vagabundo), Lisboa, Livraria Clássica Editora de A. M. Teixeira.

ALMEIDA, Miguel Vale de, 1998, Por um Pós-Lusotropicalismo. Raízes e Ramificações dos Discursos Lusotropicalistas ou de ‘Como Certos Erros Passam de um Manual para os Outros’, Ms.

ALMEIDA, Onésimo Teotónio, 1989, Açores, Açorianos, Açorianidade. Um Espaço Cultural, Ponta Delgada, Signo.

ALMEIDA, Pedro Vieira de, 1970, «Raúl Lino. Arquitecto. Moderno», Raúl Lino. Exposição Retrospectiva da sua Obra, Lisboa Fundação Calouste Gulbenkian, 115-180.

ALPERS, Paul, 1996, What is Pastoral? Chicago-London, The University of Chicago Press.

Álvaro Siza. Obras e Projectos, 1995, s/l, Electa.

ALVES, Vera Marques, 1997, «Os Etnógrafos Locais e o Secretariado de Propaganda Nacional. Um Estudo de Caso», Brito, J. P. & J. Leal (eds.), «Etnografias e Etnógrafos Locais», Etnográfica, I (2), 237-257.

AMARAL, Francisco Keil do, 1959, «Acerca dum Inquérito à Arquitectura Regional Portuguesa», Gazeta Musical e de Todas as Artes (2.a série), Ano VIII 89-90, 137-139.

AMARAL, Francisco Keil do, 1999 (1947), «Uma Iniciativa Necessária», Keil do Amaral. O Arquitecto e o Humanista, 1999, Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa, 125-126.

AMARAL, Luciano do, 1996a, »Reformismo Agrário», Rosas, F. & J. M. B. Brito (eds.), Dicionário da História do Estado Novo, II Vol., Venda Nova, Bertrand, 821-823.

AMARAL, Luciano do, 1996b, »Rafael Duque», Rosas, F. & J. M. B. Brito (eds.),

Dicionário da História do Estado Novo, I Vol., Venda Nova, Bertrand, 278-279.

ANDERSON, Benedict, 1991 (1983), Imagined Communities. Reflections on the Origin and Spread of Nationalism, New York, Verso.

Arquitectura Popular em Portugal, 1980 (1961), Lisboa, Associação dos Arquitectos Portugueses.

AUGÉ, Marc, 1994 (1992), Não-Lugares. Introdução a uma Antropologia da Sobremodernidade, Lisboa, Bertrand.

BAPTISTA, Fernando Oliveira, 1993, A Política Agrária do Estado Novo, Porto, Edições Afrontamento.

BAPTISTA, Fernando Oliveira, 1996a, «Colonização Interna», Rosas, F. & J. M. B. Brito (eds.), Dicionário da História do Estado Novo, I Vol., Venda Nova, Bertrand, 159-162.

BAPTISTA, Fernando Oliveira, 1996b, «Política Agrária», Rosas, F. & J. M. B. Brito (eds.), Dicionário da História do Estado Novo, II Vol., Venda Nova, Bertrand, 749-754.

BAPTISTA, Fernando Oliveira, Joaquim Pais de BRITO & Benjamim PEREIRA (eds.), 1989, Estudos em Homenagem a Ernesto Veiga de Oliveira, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica, 569-580.

BARATA, Paulo Martins, 1997, «A Arte de Construir no Nosso Tempo», Álvaro Siza 1954-1976, Lisboa, Editorial Blau, 37-198.

BARBOSA, Cassiano (ed.), 1972, ODAM Organização dos Arquitectos Modernos. Porto 1947-1952, Porto, Edições ASA.

BARREIRA, João, 1909, «A Habitação em Portugal», Notas sobre Portugal, Vol. II, 147-178.

BARROS, Henrique de (ed.), 1947, Inquérito à Habitação Rural. II Vol. A Habitação Rural nas Províncias da Beira (Beira Litoral, Beira Alta e Beira Baixa), Lisboa, Universidade Técnica de Lisboa.

BASCH, Linda, Nina GLICK SCHILLER & Cristina Szanton BLANC, 1994, Nations Unbound. Transnational Projects, Postcolonial Predicaments and Deterritorialized Nation-States, Basel, Gordon and Breach Publishers.

BASTO, Eduardo Alberto Lima & Henrique de BARROS (eds.), 1943, Inquérito à Habitação Rural. I Vol. A Habitação Rural no Norte de Portugal (Minho, Douro-Litoral, Trás-os-Montes e Alto-Douro), Lisboa, Universidade Técnica de Lisboa.

BASTOS, Teixeira, 1878, «Origens da Família», O Positivismo I, 255-268.

BAUSINGER, Hermann, 1993 (1971), Volkskunde ou l’Ethnologie Allemande. De la Recherche sur l'Antiquité à l'Analyse Culturelle, Paris, Éditions de la Maison des Sciences de l’Homme.

BEITL, Klaus, Christian BROMBERGER & Isac CHIVA (eds.) 1997, Mots et Choses de l'Ethnographie de la France, Paris, Éditions de la Maison des Sciences de l’Homme

BELINO, Albano, 1903, «Habitação Urbana (Braga e Guimarães), Portugalia I (3), 613-618.

BENEDICT, Ruth, 1934, Patterns of Culture. London, Routledge.

BENEDICT, Ruth, 1946, The Crysanthemun and the Sword. Patterns of Japanese Culture, Boston MA, Houghton Mifflin Company.

BOTELHO, Abel, 1903, «A Casa Portuguesa», O Dia, 12 de Março, p. 2.

BRAGA, Teófilo, 1867a, Cancioneiro Popular coligido da Tradição, Coimbra, Imprensa da Universidade.

BRAGA, Teófilo, 1867b, Romanceiro Geral coligido da Tradição, Coimbra, Imprensa da Universidade.

BRAGA, Teófilo, 1871, História da Poesia Portuguesa (Escola Nacional). Epopeias da Raça Moçárabe, Porto, Imprensa Portuguesa.

BRAGA, Teófilo, 1894, A Pátria Portuguesa. O Território e a Raça, Porto, Livraria Internacional de Ernesto Chardron.

BRAGA, Teófilo, 1902, História da Poesia Popular Portuguesa, As Origens (3.a edição reescrita), Lisboa, Manuel Gomes Editor.

BRAGA, Teófilo, 1911, Cancioneiro Popular Português, Vol. I, Lisboa, J. A. Rodrigues.

BRAGA, Teófilo, 1985 (1885), O Povo Português nos seus Costumes, Crenças e Tradições, 2 Vols., Lisboa, Publicações Dom Quixote.

BRAGA, Teófilo, 1987 (1883), Contos Tradicionais do Povo Português, 2 vols., Lisboa, Publicações Dom Quixote.

BRANCO, Jorge Freitas, 1985, «A Propósito da Presente Reedição», Braga, Teófilo, O Povo Português nos seus Costumes, Crenças e Tradições, I vol. Lisboa, Publicações Dom Quixote, 15-25.

BRANCO, Jorge Freitas, 1986, «Cultura como Ciência? Da Consolidação do Discurso Antropológico à Institucionalização da Disciplina», Ler História 8, 75-101.

BRANCO, Jorge Freitas, 1995, «Lugares para o Povo: Uma Periodização da Cultura Popular em Portugal», Branco, J. F. & J. Leal (eds.), «Retratos do País. Actas do Colóquio», Revista Lusitana (n.s.) 13/14, 145-177.

BRANCO, Jorge Freitas, 1999a, «A Fluidez dos Limites. Discurso Etnográfico e Movimento Folclórico em Portugal», Etnográfica III (1), 23-48.

BRANCO, Jorge Freitas, 1999b, «Autoritarismo Político e Folclorização em Portugal: o Mensário das Casas do Povo», Actas del VIII Congresso de Antropologia. Mesas de Trabajo, Santiago de Compostela, Federación de Associaciones de Antropologia del Estado Espanol – Associación Galega de Antropoloxía, 29-45.

BRANCO, Jorge Freitas & João LEAL, 1995, «Introdução», Branco, J. F. & J. Leal (eds.), «Retratos do País. Actas do Colóquio», Revista Lusitana (n.s.) 13/14, 1-12.

BRANCO, Jorge Freitas & Luísa Tiago de OLIVEIRA, 1993, Ao Encontro do Povo. 1. A Missão, Oeiras, Celta.

BRITO, Joaquim Pais, 1982, «O Estado Novo e a Aldeia Mais Portuguesa de Portugal», O Fascismo em Portugal, Actas do Colóquio, Lisboa, A Regra do Jogo, 511-532.

BRITO, Joaquim Pais, 1989, «O Atlas Etnológico e a Carta das Fogueiras Anuais», Baptista, F. O., J. P. Brito & B. Pereira (eds.), Estudos em Homenagem a Ernesto Veiga de Oliveira, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica, 521-536.

BRITO, Joaquim Pais de (ed.), 1994, Fado, Vozes e Sombras, Lisboa, Museu Nacional de Etnologia.

BRITO, Joaquim Pais de (ed.), 1995, Onde Mora o Franklin? Um Escultor do Acaso, Lisboa, Museu Nacional de Etnologia.

BRITO, Joaquim Pais de & João LEAL, 1997, «Apresentação», Brito, J. P. & J. Leal (eds.), «Etnografias e Etnógrafos Locais», Etnográfica I (2), 181-190.

BRIZ, Maria da Graça G., 1989, A Arquitetcura de Veraneio. Os Estoris 1880/1930, Lisboa Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (UNL) (Tese de Mestrado).

BULLAR, Joseph & Henry BULLAR, 1986 (1841), Um Inverno nos Açores e um Verão no Vale da Furna (trad. de João H. Anglin), Ponta Delgada, Instituto Cultural de Ponta Delgada.

CALDAS, Eugénio Castro, 1991, A Agricultura Portuguesa Através dos Tempos, Lisboa, INIC.

CALDAS, Eugénio Castro, 1996, Entrevista com o Autor.

CALDAS, João Vieira, 1997, «Cinco Entremeios sobre o Ambíguo Modernismo», Becker, A., A. Tostões & W. Wang (eds.), Arquitectura do Século XX. Portugal, Lisboa, Portugal-Frankfurt 1997, 23-32.

CALLIER-BOISVERT, Colette, 1966, «Soajo: une Communauté Féminine Rurale de l’Alto Minho», Bulletin des Etudes Portugaises XXVII, 237-278.

CALLIER-BOISVERT, Colette, 1968, «Remarques sur le Système de Parenté et sur la Famille au Portugal», L’Homme VIII (2), 87-103.

CANTWELL, Robert, 1993, Ethnomimesis. Folklife and the Representation of Culture, Chapei Hill NC-London, The University of North Carolina Press

CARVALHO, Herculano de, 1953, «Coisas e Palavras. Alguns Problemas Etnográficos e Linguísticos relacionados com os Primitivos Sistemas de Debulha na Península Ibérica», Biblos XXIX, 1-413.

CARVALHO, Joaquim de, 1946, «Introdução», Correia, Vergílio, Obras, Vol. I, Coimbra, Por Ordem da Universidade, V-XIX.

CASTELO, Cláudia, 1998, ‘O Modo Português de Estar no Mundo’. O LusoTropicalsimo e a Ideologia Colonial Portuguesa (1933-1961), Porto, Edições Afrontamento.

CATROGA, Fernando, 1977, Os Inícios do Positivismo em Portugal: o seu Significado Político-Social, Coimbra, Instituto de História das Ideias.

CHAPMAN, Malcolm, 1978, The Gaelic Vision in Scottish Culture, London, Croom Helm.

CHAPMAN, Malcolm, 1992, The Celts. The Construction of a Myth, London, MacMillan.

CHAVES, F. Afonso, 1906, «As Festas de S. Marcos nalgumas Ilhas dos Açores e a sua Origem Provável», Lisboa, Imprensa Nacional.

CHAVES, Luís, 1916, «Os Barristas de Estremoz (Século XVII-XX). Imagens e ‘Bonecos’», Terra Nossa 1, 9-15.

CHAVES, Luís, 1924, «Etnografia Artística. Cabanas do Alto Alentejo», Alma Nova (3a série) III, 49-50.

COELHO, Adolfo, 1879, Contos Populares Portugueses, Lisboa, F. Plantier.

COELHO, Adolfo, 1885, Tales of Old Lusitania from Folklore of Portugal (trad. De Henriqueta Monteiro), London, Ywan Sonnenschein.

COELHO, Adolfo, 1892, Os Ciganos de Portugal. Com Um Estudo sobre o Calão. Memória Destinada à X Sessão do Congresso Internacional dos Orientalistas, Lisboa, 1892, Lisboa, Imprensa Nacional.

COELHO, Adolfo, 1993a (1880), «As Lendas da Serra da Estrela», Obra Etnográfica. Vol. I, Festas, Costumes e Outros Materiais para uma Etnologia de Portugal, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 163-166.

COELHO, Adolfo, 1993b (1880), «Esboço de um Programa de Estudos de Etnologia Peninsular», Obra Etnográfica. Vol. I, Festas, Costumes e Outros Materiais para uma Etnologia de Portugal, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 677-679.

COELHO, Adolfo, 1993c (1880), «Materiais para o Estudo das Festas, Crenças e Costumes Populares Portugueses.», Obra Etnográfica. Vol. I, Festas, Costumes e Outros Materiais para uma Etnologia de Portugal, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 277-372.

COELHO, Adolfo, 1993d (1890), «Esboço de um Programa para o Estudo Antropológico, Patológico e Demográfico do Povo Português», Obra Etnográfica. Vol. I. Festas, Costumes e outros Materiais para uma Etnologia de Portugal, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 681-701.

COELHO, Adolfo, 1993e (1896), «Exposição Etnográfica Portuguesa. Portugal e Ilhas Adjacentes», Obra Etnográfica. Vol. I. Festas, Costumes e outros Materiais para uma Etnologia de Portugal, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 703-736.

COELHO, Adolfo, 1993f (1898), «A Pedagogia do Povo Português», Obra Etnográfica Vol. II. Cultura Popular e Educação, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 173-250.

COELHO, Adolfo, 1993g (1901), «Alfaia Agrícola Portuguesa. Exposição da Tapada da Ajuda em 1898», Obra Etnográfica. Vol. I. Festas Costumes e Outros Materiais para uma Etnologia de Portugal, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 571-619.

COELHO, Adolfo, 1993h (1910), «A Cultura Mental no Analfabetismo», Obra Etnográfica. Vol. II, Cultura Popular e Educação, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 253-271.

COELHO, Adolfo, 1993i (1910), «Atraso da Cultura em Não Analfabetos», Obra Etnográfica. Vol. II, Cultura Popular e Educação, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 273-299.

COLARES, Nunes, 1914, «A Casa do Exm°. Sr. Artur Santa Cruz Magalhães na Rua Ocidental do Campo Grande. Arquitecto Sr. Álvaro Machado», A Arquitectura Portuguesa VII (8), 29-32.

CORDEIRO, Carlos, 1994, «Introdução», Motta, Aristides da, Autonomia Administrativa dos Açores, Ponta Delgada, Jornal da Cultura, 9-47.

CORDEIRO, Carlos, 1995, «Regionalismo e Identidade Açoriana. O Debate nos Anos 20», Actas do Congresso do I Centenário da Autonomia dos Açores. Vol. I. A Autonomia no Plano Histórico, Ponta Delgada, Jornal de Cultura, 277-287.

CORREIA, A. A. Mendes, 1913, Os Criminosos Portugueses, Lisboa.

CORREIA, A. A. Mendes, 1919, Raça e Nacionalidade, Lisboa, Renascença Portuguesa

CORREIA, A. A. Mendes, 1928, «A Lusitânia Pré-Romana», Peres, D. e E. Cerdeira (eds.), História de Portugal Vol. I, Barcelos, Portucalense Editora, 77-214.

CORREIA, Vergílio, 1915a, «Arte Popular Portuguesa», A Águia (2.a série) 39, 117-123, 45, 97-106, 48, 239-249.

CORREIA, Vergílio, 1915b, «As Cabanas de Assafarja», A Águia (2.a série) 37, 38-45.

CORREIA, Vergílio, 1916-17, «Chaminés do Sul», Terra Portuguesa II, 21-27.

CORREIA, Vergílio, 1916a, Etnografia Artística. Notas de Etnografia Portuguesa e Italiana, Porto, Renascença Portuguesa.

CORREIA, Vergílio, 1916b, «As Alminhas», Etnografia Artística. Notas de Etnografia Portuguesa e Italiana, Porto, Renascença Portuguesa, 9-20.

CORREIA, Vergílio, 1916c, «Esgrafitos», Etnografia Artística. Notas de Etnografia Portuguesa e Italiana, Porto. Renascença Portuguesa, 21-25.

CORREIA, Vergílio, 1940, «O Carro Rural», Vida e Arte do Povo Português, Lisboa, Secretariado de Propaganda Nacional, 103-113.

COSTA, Alexandre Alves, 1995, «A Problemática, a Polémica e as Propostas da Casa Portuguesa», Introdução ao Estudo da História da Arquitectura Portuguesa. Outros Textos sobre Arquitectura Portuguesa, Porto, FAUP Publicações, 55-72.

COSTA, Alexandre Alves, 1996, Entrevista com o Autor.

COSTA, Alexandre Alves, 1997, «Álvaro Siza», Álvaro Siza 1954-1976, Lisboa, Editorial Blau, 9-36.

COSTA, F. Ramos da, 1944, Inquérito à Habitação Rural. Crítica à Obra. Estudo e Soluções do Problema, Lisboa, Seara Nova.

CUMMING, Elisabeth & Wendy CAPLAN, 1995, The Arts and Crafts Movement, London, Thames and Hudson.

CUNHAL, Álvaro, 1976 (1968), Contribuição para o Estudo da Questão Agrária, 2 vols., Lisboa, Edições Avante.

CURTIS, William, 1995a (1982), Modern Architecture since 1900, London, Phaedon.

CURTIS, William, 1995b, «Álvaro Siza: Paisagens Urbanas», Álvaro Siza. Obras e Projectos, s/l, Electa, 19-25.

CURTO, Diogo Ramada, 1993, «Dos Livros Populares», Brito, J. P. (ed.), Portugal Moderno. Tradições, Lisboa, Pomo, 131-147.

CURTO, Diogo Ramada, 1995, «Crimes e Antropologia Criminal», Branco, J. F. & J. Leal (eds.), «Retratos do País. Actas do Colóquio», Revista Lusitana (n.s.) 13/14, 179-198.

CUTILEIRO, José, 1971, A Portuguese Rural Society, Oxford, Clarendon Press.

CUTILEIRO, José, 1977, Ricos e Pobres no Alentejo. Uma Sociedade Rural Portuguesa (tradução de J. L. Duarte Peixoto), Lisboa, Sá da Costa.

DAVEY, Peter, 1987 (1980), Architecture Arts & Crafts, Liège-Bruxelles, Pierre Mardaga Éditeur.

DIAS, A. Jorge, 1942, «Acerca do Sentimento de Natureza entre os Povos Latinos», Ensayos y Estudios IV (5-6), 12-25.

DIAS, A. Jorge, 1946, «Las Construcciones Circulares del Noroeste de la Peninsula Ibérica y las Citanias», Cuadernos de Estúdios Gallegos II (6), 175-194.

DIAS, A. Jorge, 1947, «Construções Circulares no Litoral Português. Contribuições para o Estudo das Construções Circulares do Noroeste da Península Ibérica», Trabalhos de Antropologia e Etnologia XI, 192-195.

DIAS, A. Jorge, 1948a, Vilarinho da Furna. Uma Aldeia Comunitária, Porto, Instituto de Alta Cultura.

DIAS, A. Jorge, 1948b, Os Arados Portugueses e as suas Prováveis Origens. Porto, Instituto de Alta Cultura.

DIAS, A. Jorge, 1948c, «Las Chozas de los Cabezudos y las Construcciones Circulares de las Citanias Espanolas y Portuguesas. Contribución Etnogáfica para la Reconstrucción de la Vida de las Citanias», Archivo Espanol de Arqueologia 70, 164-172.

DIAS, A. Jorge, 1950, «Abrigos Pastoris na Serra do Soajo», Trabalhos de Antropologia e Etnologia XII, 1-5.

DIAS, A. Jorge, 1952, «Bosquejo Histórico da Etnografia Portuguesa», Revista Portuguesa de Filologia II, 1-64.

DIAS, A. Jorge, 1953a, Rio de Onor. Comunitarismo Agro-Pastoril, Porto, Instituto de Alta Cultura.

DIAS, A. Jorge, 1953b, «Os Elementos Fundamentais da Cultura Portuguesa», Proceedings of the International Colloquium on Luso-Brazilian Studies, Nashville, 51-65.

DIAS, A. Jorge, 1961 (1953), «Os Elementos Fundamentais da Cultura Portuguesa», Ensaios Etnológicos, Lisboa, Junta de Investigações do Ultramar,

DIAS, A. Jorge, 1963, «A Etnografia como Ciência», Revista de Etnografia 1, 7 15.

DIAS, A. Jorge, 1971a (1953), «Os Elementos Fundamentais da Cultura Portuguesa», Estudos do Carácter Nacional Português, Lisboa, Junta de Investigações do Ultramar, 9-33.

DIAS, A. Jorge, 1971b (1968), «O Carácter Nacional Português na Presente Conjuntura», Estudos do Carácter Nacional Português, Lisboa, Junta de Investigações do Ultramar, 35-49.

DIAS, A. Jorge, 1985 (1953), Os Elementos Fundamentais da Cultura Portuguesa, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

DIAS, A. Jorge, 1990a (1953), «Os Elementos Fundamentais da Cultura Portuguesa», Estudos de Antropologia Vol. I, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 135-157.

DIAS, A. Jorge, 1990b (1955), «Algumas Considerações Acerca da Estrutura Social do Povo Português», Estudos de Antropologia Vol. I, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 159-181.

DIAS, A. Jorge, 1990c (1960), «Tentamen de Fixação das Grandes Áreas Culturais Portuguesas», Estudos de Antropologia Vol. I, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 183-206.

DIAS, A. Jorge, 1993 (1949), «O Problema da Reconstituição das Casas Redondas Castrejas», Estudos de Antropologia, Vol. II, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 53-94.

DIAS, A. Jorge & Margot DIAS, 1950, «A Encomendação das Almas», Actas do XII Congresso Luso-Espanhol para o Progresso das Ciências. 7.a Secção, Ciências Históricas e Filológicas, T. VIII, Lisboa, 593-664.

DIAS, A. Jorge & Margot DIAS, 1956, «A ‘Recomenda das Almas’ como Elemento Cultural da Área Luso-Brasileira», Douro Litoral (7.a série) III-IV, 265-272.

DIAS, A. Jorge & Fernando GALHANO, 1950, «Moinhos de Descascar Milho e o Mojolo Brasileiro», Actas do XII Congresso Luso-Espanhol para o Progresso das Ciências. 7a Secção, Ciências Históricas e Filológicas, T. VIII, Lisboa, 325-334.

DIAS, A. Jorge, Ernesto Veiga de OLIVEIRA & Fernando GALHANO, 1959a, Sistemas Primitivos de Moagem em Portugal. Moinhos, Azenhas e Atafonas. I. Moinhos de Agua e Azenhas, Porto, Instituto de Alta Cultura.

DIAS, A. Jorge, Ernesto Veiga de OLIVEIRA & Fernando GALHANO, 1959b, Sistemas Primitivos de Moagem em Portugal. Moinhos, Azenhas e Atafonas. II. Moinhos de Vento, Porto, Instituto de Alta Cultura.

DIAS, A. Jorge, Ernesto Veiga de OLIVEIRA & Fernando GALHANO, 1959c, «A Região e a Casa Gandaresa», Trabalhos de Antropologia e Etnologia XVII, 417-443.

DIAS, A. Jorge, Ernesto Veiga de OLIVEIRA & Fernando GALHANO, 1963, Sistemas Primitivos de Secagem e Armazenagem de Produtos Agrícolas. Os Espigueiros Portugueses, Porto, Instituto de Alta Cultura.

DIAS, A. Jorge, Ernesto Veiga de OLIVEIRA & Fernando GALHANO, 1994 (1963), Sistemas Primitivos de Secagem e Armazenagem de Produtos Agrícolas. Os Espigueiros Portugueses, Lisboa, Publicações Dom Quixote.

DIAZ-ANDREU, Margarita & Timothy CHAMPION (eds.), Nationalism and Archaelogy in Europe, London, UCL Press.

DUARTE, Carlos, 1959, «Breves Notas sobre a Arquitectura Espontânea», Arquitectura 66, 38-42.

DUFLOS-PRIOT, Marie-Thérèse, 1995, Un Siècle de Groupes Folkloriques en France. L’Identité par la Beauté du Geste, Paris, L’Harmattan.

DUMONT, Louis, 1983 (1979), «Une Variante Nationale. Le Peuple et la Nation chez Herder et Fichte», Essais sur l’Individualisme. Une Perspective Anthropologique sur l'Idéologie Moderne, Paris, Seuil, 115-131.

ENES, Carlos, 1996, «Luís Ribeiro e a sua Época», Ribeiro, Luís Silva, Obras IV. Escritos Político-Administrativos, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira – Secretaria Regional da Educação e Cultura, 13-98.

ERIXON, Sigurd, 1963, «The Dockers or Waterfront Workers in Stockholm Before the Breakthrough of the Trade-Unions», Revista de Etnografia 1, 17-46.

Escolas, Espaços de Educação, 1995, Lisboa, Escola Superior de Educação de Lisboa.

FABIAN, Johannes, 1983, Time and the Other. How Anthropology Makes its Object, New York, Columbia University Press.

FABIÃO, Carlos, 1996, «Archaeology and Nationalism: the Portuguese Case», Díaz-Andreu, M. e T. Champion (eds.), Nationalism and Archaelogy in Europe, London, UCL Press, 90- 107.

FALCÃO, José António & Jorge FERREIRA, 1986, «António Tomás Pires (1850-1913)», Pires, A. Tomás, Lendas e Romances, Lisboa, Presença, 7-34.

FAURE, Christian, 1989, Le Projet Culturel de Vichy. Folklore et Révolution Nationale 1940-1944, Lyon, Presses Universitaires de Lyon-Éditions du C.N.R.S.

FELGUEIRAS, Guilherme, 1940, «A Faina dos Campos», Vida e Arte do Povo Português, Lisboa, Secretariado de Propaganda Nacional, 119-132.

FERNANDES. José Manuel, 1993, Arquitectura Modernista em Portugal (1890-1940), Lisboa, Gradiva.

FERNANDES. José Manuel, 1998, «Luís Cristino da Silva, a Obra: Enquadramento e Síntese», Luís Cristino da Silva [Arquitecto], Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.

FERNANDES, Rogério, 1973, As Ideias Pedagógicas de F. Adolfo Coelho, Lisboa, Instituto Gulbenkian de Ciência.

FERNANDEZ, James, 1994, «The Dilemmas of Provincial Culture and the Framing of Anthropological Inquiry», Sanmartin, Ricardo (ed.), Antropologia sin Fronteras. Ensayos en Honor a Carmelo Lisón, Madrid, CIS, 71-91.

FERRÃO, Bernardo, 1993, «Tradição e Modernidade na Obra de Fernando Távora 1947-1987», Fernando Távora, Lisboa, Editorial Blau.

FERRÉ, Pere, 1982, «Nota Prévia», Braga, Teófilo, Romanceiro Geral Português, Vol. I, Lisboa, Vega, IX-LVII.

FIGUEIREDO, A. Mesquita de, 1917, «Etnografia Portuguesa. 1. Habitações de Beira-Mar», Terra Portuguesa II (13-14), 2-6.

FOSTER, Robert, 1991, «Making National Cultures in the Global Ecumene», Annual Review of Anthropology 20, 235-260.

FRAMPTON, Kenneth, 1996 (1992), Modern Architecture. A Criticai History, London, Thames & Hudson.

FRANÇA, José-Augusto, 1990 (1967), A Arte em Portugal no Século XIX, Vol. II, Venda Nova, Bertrand Editora.

FRANÇA, José-Augusto, 1991 (1974), A Arte em Portugal no Século XX. 1911-1961, Venda Nova, Bertrand Editora.

FREITAS, António, 1959, «Tradicionalismo e Evolução», Arquitectura 66, 31-37.

FURTADO, Arruda, 1884, Materiais para o Estudo Antropológico dos Povos Açorianos. Observações sobre o Povo Micaelense, Ponta Delgada.

GELLNER, Emest, 1983, Nations and Nationalism, Oxford, Blackwell.

GIACOMETTI, Michel, 1981, Cancioneiro Popular Português, Lisboa, Círculo de Leitores.

GOLAN, Romy, 1995, Modernity and Nostalgia. Art and Politics in France Between the Wars, New Haven-London, Yale University Press.

GOMES, Paulo Varela, 1989, «Teoria da Arquitectura em Portugal: 19151945. O Modernismo e Raul Lino», Vértice (II Série) 11, 67-79.

GOMES, Paulo Varela, 1991, « Quatre Battailles en Faveur d’une Architecture Portugaise », Points de Repére. Architectures du Portugal, Bruxelles, Foundation pour l'Architecture, 21-62.

GONÇALVES, Flávio, 1967, «Prefácio», Peixoto, Rocha, Obras. Vol. 1. Estudos de Etnografia e de Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, XI-LII.

GRAÇA, A. Santos 1992 (1932), O Poveiro. Usos, Costumes, Tradições, Lendas, Lisboa, Publicações Dom Quixote.

GRAÇA, Fernando Lopes, 1974 (1953), A Canção Popular Portuguesa, Mem Martins, Publicações Europa-América.

GUERRA, Amílcar & Carlos FABIÃO, 1992, «Viriato: Genealogia de um Mito», Penélope 8, 9-23.

GUERREIRO, Manuel Viegas, 1966, Os Macondes de Moçambique. Vol. IV. Sabedoria, Língua, Literatura e Jogos, Lisboa, Junta de Investigações do Ultramar.

GUERREIRO, Manuel Viegas, 1986a, «Tradições Populares de Portugal: Génese de uma Obra», Vasconcelos, J. L., Tradições Populares de Portugal, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 7-28.

GUERREIRO, Manuel Viegas, 1986b, Temas de Antropologia em Oliveira Martins, Lisboa, Instituto de Língua e Cultura Portuguesa.

HANDLER, Richard, 1988, Nationalism and the Politics of Culture in Quebec, Madison, The Wisconsin University Press

HELSINGER, Elisabeth, 1997, Rural Scenes and National Representations. Britain 1815-1850, Princeton NJ, Princeton University Press

HERZFELD, Michael, 1986, Ours Once More. Folklore, Ideology and the Making of Modern Greece, New York, Pella Publishing Company.

HERZFELD, Michael, Cultural Intimacy. Social Poetics in the Nation-State, New York

London, Routledge.

HOBSBAWM, Eric, 1990, Nations and Nationalism Since 1780. Progranun, Myth and Reality, Cambridge, Cambridge University Press.

In Memoriam António Jorge Dias, 3 Vols., 1974, Lisboa, Instituto de Alta Cultura-Junta de Investigações do Ultramar.

In Memoriam de Luís da Silva Ribeiro, 1982, Angra do Heroísmo, Secretaria Regional da Educação e Cultura.

J. A. Coderch de Sentmenat 1913-1984, 1989, Barcelona, Editorial Gustavo Gilli.

JOÃO, Maria Isabel, 1991, Os Açores no Século XIX. Economia, Sociedade e Movimentos Autonomistas, Lisboa, Edições Cosmos.

JOÃO, Maria Isabel, 1991-92, «Origens e Causas dos Movimentos Autonomistas Açorianos», Boletim do Núcleo Cultural da Horta X, 1-33.

KARNOOUH, Claude, 1990, Ulnvention du Peuple. Chroniques de Roumanie, Paris, Éditions Arcantére,

Keil Amaral Arquitecto 1910-1975, 1992, Lisboa, Associação dos Arquitectos Portugueses.

Keil do Amaral. O Arquitecto e o Humanista, 1999, Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa.

KEIL, Luís, 1918-19, «Portais e ‘Moinholas’ de Castelo de Vide», Terra Portuguesa IV (29-30), 73-77.

LAGES, Mário, 1992, «Introdução», Pires, A. Tomás, Contos Populares Alentejanos Recolhidos da Tradição Oral, Lisboa, Universidade Católica Portuguesa, 7-19.

LEAL, João, 1987, «Prefácio», Braga, Teófilo, Contos Tradicionais do Povo Português, I Vol., Lisboa, Publicações Dom Quixote, 13-19.

LEAL, João, 1988, «Prefácio», Pedroso, Consiglieri, Contribuições para uma Mitologia Popular Portuguesa e outros Escritos Etnográficos, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 13-40.

LEAL, João, 1993a, «Prefácio» Coelho, Adolfo, Obra Etnográfica. Vol. I. Festas Costumes e Outros Materiais para uma Etnologia de Portugal, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 13-36.

LEAL, João, 1993b, «Prefácio», Coelho, Adolfo, Cultura Popular e Educação (Obra Etnográfica, Vol. II), Lisboa, Publicações Dom Quixote, 13-23.

LEAL, João, 1994, «Os Espigueiros Portugueses. Viagem num País Diferente» (Recensão da reedição de «Espigueiros Portugueses», de A. Jorge Dias, Fernando Galhano e Ernesto Veiga de Oliveira), Público (suplemento «Leituras»), 9 de Abril, p. 11.

LEAL, João, 1995, «Imagens Contrastadas do Povo. Cultura Popular e Identidade Nacional na Antropologia Portuguesa Oitocentista», Branco, Jorge Freitas e João Leal (eds.), «Retratos do País. Actas do Colóquio», Revista Lusitana n.s. 13/14, 125-144.

LEAL, João, 1996, «Prefácio», Vasconcelos, José Leite de, Signum Salomonis. A Figa. A Barba em Portugal. Estudos de Etnografia Comparativa, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 15-43.

LEAL, João, 1999a, «‘Saudade’, la Construction d’un Symbole. ‘Caractère National’et Identité Nationale au Portugal», Ethnologie Française XXIX (2), 177-189.

LEAL, João, 1999b, «Mapping Mediterranean Portugal: Pastoral and Counter Pastoral», Capo-Zmegac, Jasna (ed.), Proceedings of the Conference «Where Does the Mediterranean Begin? Mediterranean Anthropology from Local Perspectives», Narodna Umjetnost (Croatian Journal of Ethnology and Folklore Research), 36 (1), 9-31.

LEAL, João, 2000 (no prelo), «‘Tylorean Professors’ and ‘Japanese Corporais’: Anthropological Theory and National Identity in Portuguese Ethnography», Albera, Dionigi & Anton Blok (eds.), LAnthropologie et la Méditerranée. Unité, Diversité, Perspectives, Paris, Éditions de la Maison des Sciences de l’Homme.

LEAL, João et al (eds.), 1993, Olhares sobre Portugal. Cinema e Antropologia, Lisboa, Centro de Estudos de Antropologia Social-ABC Cine Clube.

LEÃO, Francisco Cunha, 1971, Ensaio de Psicologia Portuguesa, Lisboa, Guimarães & Ca Editores.

LEÃO, Francisco Cunha, 1973 (1960), O Enigma Português, Lisboa, Guimarães & Ca Editores.

LEBOVICS, Herman, 1992, True France. The Wars over Cultural Identity 1900-1945, Ithaca, Comell University Press.

LEITE, José G. Reis, 1983, «Para uma Leitura da Corografia Açórica de João Soares d’Albergaria de Sousa», Arquipélago, Série Ciências Humanas, n.o especial, 279-317.

LEITE, José G. Reis, 1990, «Introdução», Drumond, Francisco F., Apontamentos Topográficos, Políticos, Civis e Eclesiásticos para a História das Nove Ilhas dos Açores servindo de suplemento aos Anais da Terceira, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira, I-XXIV.

LEITE, José G. Reis, 1994, «Palavras Prévias», Sequeira, Mont’Alverne de, Questões Açorianas, Ponta Delgada, Jornal da Cultura, 9-21.

LIMA, Fernando de Castro de Pires, 1960-63, A Arte Popular em Portugal, 3 Vols., Lisboa, Verbo.

LINO, Raúl, 1918, A Nossa Casa. Apontamentos sobre o Bom Gosto na Construção das Casas Simples, Lisboa, Tipografia do Anuário Comercial.

LINO, Raúl, 1929, «A Casa Portuguesa. Ideia Geral», Portugal, Exposição Portuguesa em Sevilha, Lisboa, Imprensa Nacional.

LINO, Raúl, 1937, Auriverde Jornada, Lisboa, Edições Valentim de Carvalho.

LINO, Raúl, 1946, «Aspectos que Falam», Mensário das Casas do Povo I (6), 10 e 16.

LINO, Raúl, 1946-47, «Que Aspecto Havemos de Dar às Casas do Povo?», Mensário das Casas do Povo 1 (8), 11-12, 1(10), 11-12, 11(14), 10-11, 11 (15), 15-16, II (18),13-14.

LINO, Raúl, 1992 (1933), Casas Portuguesas. Alguns Apontamentos sobre o Arquitectar das Casas Simples, Lisboa, Livros Cotovia.

LINO, Raúl, s/d, «O Romantismo e a ‘Casa Portuguesa’ », Estética do Romantismo em Portugal. Primeiro Colóquio 1970, Lisboa, Grémio Literário, 205-210.

LLOBERA, Josep R., 1983, «The Idea of Volksgeist in the Formation of Catalan Nationalist Ideology», Ethnic and Racial Studies 6 (3), 332-350

LÕFGREN, Orvar, 1989, «The Nationalization of Culture», Etimologia Europaea XIX, 5-24.

LOPES, Óscar, 1994, «Expressões Modernas da Saudade Portuguesa», A Busca de Sentido. Questões de Literatura Portuguesa, Lisboa, Caminho, 127-144.

LORENZANA, Salvador, 1986 (1953), «Teorias Interpretativas da Saudade», Botelho, A. & A. B. Teixeira (eds.), Filosofia da Saudade, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 643-685.

LOURENÇO, Eduardo, 1978, O Labirinto da Saudade. Psicanálise Mítica do Destino Português, Lisboa, Publicações Dom Quixote.

LOURENÇO, Eduardo, 1999, Portugal como Destino seguido de Mitologia da Saudade, Lisboa, Gradiva.

LOWENTHAL, David, 1998, The Heritage Crusade and the Spoils of History, Cambridge, Cambridge University Press.

LUPI, João, 1984, A Concepção da Etnologia em António Jorge Dias. Teoria e Método no Estudo Científico da Cultura, Braga, Publicações da Faculdade de Filosofia.

MARTÍNEZ RODRÍGUEZ, Ignacio, 1975, El Horreo Gallego. Estudio Geografico, Montevideu, Fundacion Pedro Barrie de la Maza.

MARTINS, J. P. Oliveira, 1880, Elementos de Antropologia, Lisboa, Bertrand.

MARTINS, J. P. Oliveira, 1881, As Raças Humanas e a Civilização Primitiva, 2 vols., Lisboa, Bertrand.

MARTINS, J. P. Oliveira, 1882, Sistema dos Mitos Religiosos, Lisboa, Bertrand.

MARTINS, J. P. Oliveira, 1883, Quadro das Instituições Primitivas, Lisboa, Bertrand.

MARTINS, Luís, 1997, «Baldaque da Silva e a Identificação das Comunidades Costeiras», Etnográfica I (2), 271-293.

MARX, Leo, 1967 (1964), The Machine in the Garden. Technology and the Pastoral Ideal in America, Oxford-New York, Oxford University Press.

MATOS, Melo de, 1903a, «As Azenhas do rio Ardila», Portugalia I (4), 849-850.

MATOS, Melo de, 1903b, «A Casa Portuguesa. Outro Depoimento», A Construção Moderna IV (93), 67-68.

MATOS, Melo de, 1904, «Chaminés Alentejanas», Portugalia II (1), 79-84.

MATTOSO, José, 1998, A Identidade Nacional, Lisboa, Gradiva.

MAURE, Marc, 1990, «Nation, Paysan et Musée-la Naissance des Musées d’Ethnographie dans les Pays Scandinaves», Terrain 20, 147-157.

MAURE, Marc, 1996, «Le Paysan et le Viking au Musée. Nationalisme et Patrimoine en Norvège au XIXe Siècle», Fabre, D. (ed.), L’Europe entre Cultures et Nations, Paris, Éditions de la Maison des Sciences de l’Homme, 63-76.

MAUSS, Marcel, 1983 (1938), «Une Catégorie de l’Esprit Humain: La Notion de Personne, Celle de Moi», Sociologie et Anthropologie, Paris, P.U.F., 331-362

MEDEIROS, António, 1995, «Minho: Retrato Oitocentista de uma Paisagem de Eleição», Branco, J. F. & J. Leal (eds.), «Retratos do País. Actas do Colóquio», Revista Lusitana (n.s.) 13/14, 97-123.

MEDEIROS, António, 1996, «Ruínas/ Notícias da Arcádia Atlântica», Trabalhos de Antropologia e Etnologia 36, 47-62.

MEDEIROS, António, 1998, «Pintura dos Costumes da Nação. Alguns Argumentos», Trabalhos de Antropologia e Etnologia 38 (1-2), 131-169.

MEDEIROS, António, 1999, «Cultura Popular. Notas para a sua Imaginação», Funk, Gabriela (ed.), Actas do 1o Encontro sobre Cultura Popular (Homenagem ao Prof Doutor Manuel Viegas Guerreiro), Ponta Delgada, Universidade dos Açores, 315-336.

MELO, Daniel, 1997, Salazarismo e Cultura Popular (1933-1958), Lisboa, Universidade Nova de Lisboa (Tese de Mestrado).

MENDES, Manuel, 1990, «Porto: École et Projets 1940-1986», Architectures à Porto, Liège-Bruxelles, Pierre Mardaga Editeur, 42-84.

MENERES, António, 1999, «Keil e o Inquérito à Distância de 40 Anos», Keil do Amaral. O Arquitecto e o Humanista, 1999, Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa, 119-124.

MONTANER, Josep Maria, 1993, Despues del Movimiento Moderno. Arquitectura de la Segunda Mitad del Siglo XX, Barcelona, Editorial Gustavo Gilli.

MONTEIRO, Manuel, 1909, «A Varanda Transmontana», Ilustração Transmontana II, 1-5.

MOTTA, Aristides da, 1987 (1892), «Projecto de Lei apresentado à Câmara dos Srs. Deputados na sessão de 31 de Março de 1892», A Autonomia dos Açores na Legislação Portuguesa 1892-1947 (Organização, Prefácio e Notas de José G. Reis Leite), Horta, 15-20.

MOTTA, Aristides da, 1994 (1893), Autonomia Administrativa dos Açores, Ponta Delgada, Jornal da Cultura.

NEMÉSIO, Vitorino, 1986a (1940), «Le Mythe de Monsieur Queimado», Gouveia, M. (ed.), Vitorino Nemésio. Estudo e Antologia, Lisboa, ICALP, 403-415.

NEMÉSIO, Vitorino, 1986b (1929), «O Açoriano e os Açores», Gouveia, M. (ed.), Vitorino Nemésio. Estudo e Antologia, Lisboa, ICALP, 317-329.

NEMÉSIO, Vitorino, 1986c (1932), «Açorianidade», Gouveia, M. (ed.), Vitorino Nemésio. Estudo e Antologia, Lisboa, ICALP, 401-402.

NERDINGER, Winfried, 1995, «A Hierarchy of Styles. National Socialist Architecture between Neo-Classicism and Regionalism», Art and Power. Europe under the Dictators 1930-1945, Stuttgard, Oktagon, London, Hayward Gallery, 322-325.

NEVES, António A., 1998, «Apresentação», Sarmento, Francisco Martins, Antiqua. Tradições e Contos Populares, Guimarães, Sociedade Martins Sarmento.

NEVES, Henrique das, 1893, A Cava de Viriato. Notícia Descritiva e CríticoHistórica, Figueira da Foz, Imprensa Lusitana.

NEVES, Henrique das, 1895, «Casa Portuguesa», A Arte Portuguesa 1, 21-22.

NEVES, Henrique das, 1896, «Casa Portuguesa», O Ocidente 625, p. 102, 626, 109-110.

NEVES, Henrique das, 1905, «Casa Portuguesa», A Construção Moderna 157, 3-4, 158, 11-12, 159, 18-19, 160, 26-27, 161, 34-35, 162, 42-43.

NEVES, Henrique das, 1915, «Casa Portuguesa», A Arquitectura Portuguesa VIII (9), 35-36.

NEVES, José Manuel, 1998, Casas, Lisboa, Estar Editora.

NIEBURG, Federico & Marcio GOLDMAN, 1998, «Anthropology and Politics in Studies of National Character», Cultural Anthropology 13 (1), 56-81.

NIPPERDEY, Thomas, 1992 (1983), «À la Recherche de l’Identité: Le Nationalisme Romantique», Réflexions sur l'Histoire Allemande, Paris, Gallimard, 156-177.

NORA, Pierre, 1992, «Comment Écrire PHistoire de la France?» Les Lieux de Mémoire. III. Les Frances. I. Conflits et Partages, Paris, Gallimard, 9-32.

OLENDER, Maurice, 1989, Les Langues du Paradis. Aryens et Sémites: un Couple Providentiel, Paris, Gallimard-Le Seuil.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1957, «Velhas Casas do Porto», Jornal de Turismo 1-2.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1958a, «Acerca das Origens da Casa Estreita e Alta Portuguesa», O Comércio do Porto (Cultura e Arte), 25 de Setembro.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1958b, «Ainda acerca das Origens da Casa Estreita e Alta Portuguesa», O Comércio do Porto (Cultura e Arte), 25 de Outubro.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1958c, «A Casa Esguia e Alta do Porto», O Comércio do Porto (Cultura e Arte), 25 de Novembro.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1961, «Sistemas de Construção com Madeira e Materiais Leves. Um Tipo de ‘Fatchwerk’ em Portugal», Trabalhos de Antropologia e Etnologia XVIII (3-4), 347-353.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1966a, «Rocha Peixoto e a Etnologia», Boletim da Câmara Municipal da Póvoa do Varzim 5 (2), 165-214.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1966b, Instrumentos Musicais Populares Portugueses, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1968, Vinte Anos de Investigação Etnológica do Centro de Estudos de Etnologia Peninsular, Lisboa, Instituto de Alta Cultura.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1974, «António Jorge Dias», In Memoriam António Jorge Dias, Vol. I, Lisboa, Instituto de Alta Cultura-Junta de Investigações do Ultramar.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, 1984, Festividades Cíclicas em Portugal, Lisboa, Publicações Dom Quixote.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1954a, «Casas da Maia», Trabalhos de Antropologia e Etnologia XV (1-2), 55-72.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1954b, «Casas de Esposende», Trabalhos de Antropologia e Etnologia XV (1-2), 73-84.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1955-56, «Casas da Murtosa», Trabalhos de Antropologia e Etnologia XV (3-4), 265-285.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1956, «Um Tipo de Casa Rural dos Arredores do Porto», Douro Litoral (7.a série) VIII, 727-748.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1958a, «Casas do Porto», Douro Litoral (8.a série) VII-VIII, 637-673.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1958b, «Alguns Elementos das Casas de Matosinhos, Maia e Vila do Conde», Boletim da Biblioteca Pública de Matosinhos 5, 1-19.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1959, «Telhados do Porto», Douro Litoral (9.a série) II, 217-228.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1960a, «Arquitectura», Lima, F. C. P., A Arte Popular em Portugal, Vol. I, Lisboa, Verbo, 15-137.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1960b, «Mobiliário», Lima, F. C. P., A Arte Popular em Portugal, Vol. I, Lisboa, Verbo, 139-172.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1961-62a, «Casa Esguias do Porto e Sobrados do Recife», Trabalhos de Antropologia e Etnologia XVIII (3-4), 175-227.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1961-62b, «Casas da Zona Central do Litoral Português», Trabalhos de Antropologia e Etnologia XVIII (3-4), 229-255.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1964, Palheiros do Litoral Central Português, Lisboa, Instituto de Alta Cultura.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de & Fernando GALHANO, 1992, Arquitectura Tradicional Portuguesa, Lisboa, Publicações Dom Quixote.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, Fernando GALHANO & Benjamim PEREIRA, 1969, Construções Primitivas em Portugal, Lisboa, Centro de Estudos de Etnologia-Instituto de Alta Cultura

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, Fernando GALHANO & Benjamim PEREIRA, 1965, Moinhos de Vento. Açores e Porto Santo, Lisboa, Instituto de Alta Cultura.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, Fernando GALHANO & Benjamim PEREIRA, 1983, Tecnologia Tradicional Portuguesa. Sistemas de Moagem, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, Fernando GALHANO & Benjamim PEREIRA, 1973, Sistema de Atrelagem de Bois em Portugal, Lisboa, Instituto de Alta Cultura.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, Fernando GALHANO & Benjamim PEREIRA, 1975, Actividades Agro-Marítimas em Portugal, Lisboa, Instituto de Alta Cultura.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, Fernando GALHANO & Benjamim PEREIRA, 1976, Alfaia Agrícola Portuguesa, Lisboa, Intsituto de Alta Cultura.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, Fernando GALHANO & Benjamim PEREIRA, 1978, Tecnologia Tradicional Portuguesa. O Linho, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica.

ORMONDE, Helena, 1996, Entre Localismo e Cosmopolitismo. O Museu de Angra do Heroísmo de 1942 a 1979, Lisboa, FCSH-UNL (Tese de Mestrado).

ORTIGÃO, Ramalho, 1943 (1896), «O Culto da Arte em Portugal», A Arte Portuguesa, Vol. I, Lisboa, Livraria Clássica Editora, 5-198.

PASCOAES, Teixeira de, 1978 (1915), Arte de Ser Português, Lisboa, Edições Roger Delvaux.

PASCOAES, Teixeira de, 1986 (1912), «O Espírito Lusitano ou o Saudosismo», Botelho, A. & A. B. Teixeira (eds.), Filosofia da Saudade, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 21-35.

PAULO, Heloísa, 1994, «‘Vida e Arte do Povo Português’. Uma Visão da Sociedade segundo a Propaganda Oficial do Estado Novo», Revista de História das Ideias 16, 105-134.

PAVÃO DOS SANTOS, Vítor (ed.), 1999, Verde Gaio. Uma Companhia Portuguesa de Bailado (1940-1950), Lisboa, Museu Nacional do Teatro.

PEDROSO, Consigleri, 1882, Portuguese Folk Tales, London, Folklore Society.

PEDROSO, Consigleri, 1988a (1878), «A Constituição da Família Primitiva», Contribuições para uma Mitologia Popular Portuguesa e outros Escritos Etnográficos, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 43-75.

PEDROSO, Consigleri, 1988b (1879-82), «Contribuições para uma Mitologia Popular Portuguesa», Contribuições para uma Mitologia Popular Portuguesa e outros Escritos Etnográficos, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 83-302.

PEER, Shanny, 1998, France on Display. Peasants, Provinciais, and Folklore in the 1937 Paris World's Fair, New York, University of New York Press.

PEIXOTO, Rocha, 1897, «O Cruel e Triste Fado», Terra Portuguesa. Crónicas Científicas, Porto, Livraria Chardron, 293-302

PEIXOTO, Rocha, 1967a (1894), «As Maias», Obras. Vol. I. Estudos de Etnografia e Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, 51-56.

PEIXOTO, Rocha, 1967b (1894), «O Natal», Obras. Vol. I. Estudos de Etnografia e Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, 65-69.

PEIXOTO, Rocha, 1967c (1894), «O São João», Obras. Vol. I. Estudos de Etnografia e Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, 57-64.

PEIXOTO, Rocha, 1967d (1899), «Etnografia Portuguesa. Habitação. Os Palheiros do Litoral», Obras. Vol. I. Estudos de Etnografia e Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, 70-88.

PEIXOTO, Rocha, 1967e (1900), «Etnografia Portuguesa. Indústrias Populares. As Olarias de Prado», Obras. Vol. I. Estudos de Etnografia e Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, 89-132.

PEIXOTO, Rocha, 1967f (1904), «A Casa Portuguesa», Obras. Vol. I. Estudos de Etnografia e Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, 153-165.

PEIXOTO, Rocha, 1967g (1906), «Etnografia Portuguesa, Tabulae Votivae. Excerto», Obras. Vol. I. Estudos de Etnografia e Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, 187-216.

PEIXOTO, Rocha, 1967h (1907), «Os Cataventos», Obras. Vol. I. Estudos de Etnografia e Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, 249-261.

PEIXOTO, Rocha, 1967i (1908), «Etnografia Portuguesa. As Filigranas», Obras. Vol. I. Estudos de Etnografia e Arqueologia, Póvoa do Varzim, Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, 262-312.

PEREIRA, Benjamim, 1965, Bibliografia Analítica da Etnografia Portuguesa, Lisboa, Instituto da Alta Cultura.

PEREIRA, Benjamim, 1973, Máscaras Portuguesas, Lisboa, Junta de Investigações do Ultramar

PEREIRA, Benjamim, 1989, «Ernesto Veiga de Oliveira e o Museu de Etnologia», Baptista, F. O., J. P. Brito & B. Pereira (eds.), Estudos em Homenagem a Ernesto Veiga de Oliveira, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica, 555-568.

PEREIRA, Benjamim, 1996, Entrevista com o Autor.

PEREIRA, F. Alves, 1911, «Sobrevivências Pitorescas de uma Arquitectura Arcaica», Limia (Série 2) I (7-8), 101-105.

PEREIRA, Gabriel, 1895, «Casa Portuguesa», A Arte Portuguesa 1, 21-22.

PEREIRA, Nuno Teotónio, 1984, «Architettura Popolare, dall'Inchiesta al Progetto», Domus 655, 28-30.

PEREIRA, Nuno Teotónio, 1996a, Entrevista com o Autor.

PEREIRA, Nuno Teotónio, 1996b, «Um Percurso na Profissão», Escritos (1947-1966, Selecção), Porto, FAUP Publicações, 150-161.

PEREIRA, Nuno Teotónio, 1996c, «Arquitectura», F. Rosas & J. M. B. Brito (ed.), Dicionário de História do Estado Novo, Vol. I, Venda Nova, Bertrand Editora, 61-64.

PEREIRA, Nuno Teotónio, 1997, «A Arquitectura do Regime 1938-19948», Becker, A., A. Tostôes & W. Wang (eds.), Arquitectura do Século XX. Portugal, Lisboa, Portugal-Frankfurt 1997, 33-39.

PEREIRA, Nuno Teotónio, 2000 (no prelo), «As Casas da Picanceira», Pedra & Cal 5.

PEREIRA, Paulo, 1995, «O Revivalismo: A Arquitectura do Desejo», Pereira, P. (ed.), História da Arte Portuguesa. III Vol. Do Barroco à Contemporaneidade, Lisboa, Temas & Debates, 353-367.

PEREIRA, Rui, 1986, «A Antropologia Aplicada na Política Colonial do Estado Novo», Revista Internacional de Estudos Africanos 4-5, 191-235.

PEREIRA, Rui, 1989a, «A Questão Colonial na Etnologia Ultramarina», Antropologia Portuguesa 7, 61-78.

PEREIRA, Rui, 1989b, «O Desenvolvimento da Ciência Antropológica na Empresa Colonial do Estado Novo», Actas do Colóquio sobre o Estado Novo. Das Origens ao Fim da Autarcia 1926-1959, Vol. II, Lisboa, Fragmentos, 89-100.

PEREIRA, Rui, 1989c, «Trinta Anos de Museologia Etnográfica em Portugal. Breve Contributo para a História das sua Origens», Baptista, F. O., J. P. Brito & B. Pereira (eds.), Estudos em Homenagem a Ernesto Veiga de Oliveira, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica, 569-580.

PEREIRA, Rui, 1999, «Introdução», Dias, A. Jorge, Os Macondes de Moçambique. Vol. I. Aspectos Históricos e Económicos, Lisboa, Comissão Nacional para a Comemoração dos Descobrimentos Portugueses-Instituto de Investigação Científica Tropical, V-LII.

PESSANHA, D. José, 1902a, «Raúl Lino», A Construção Moderna III (56), XIX-XXI.

PESSANHA, D. José, 1902b, «Casa para os Arredores de Lisboa. Arquitecto Sr. Raúl Lino», A Construção Moderna III (65), XLIII-XLIV.

PESSANHA, D. José, 1906, «Tapetes de Arraiolos», O Arqueólogo Português XI, 189-197.

PESSANHA, D. Sebastião, 1916, «Tapetes de Arraiolos», Terra Portuguesa I, 10-29, 59-64, 77-80.

PICÃO, José da Silva, 1903, «Etnografia do Alto Alentejo (Concelho de Eivas)», Portugália I, 271-280, 535-548, 751-756.

PICÃO, José da Silva, 1903-05, Através dos Campos: Usos e Costumes AgrícoloAlentejanos (Concelho de Eivas), 2 Vols., Eivas, Tipografia Progresso.

PICK, Daniel, 1989, Faces of Degeneration. A European Disorder, c.1848-c.1918, Cambridge, Cambridge University Press.

PINA CABRAL, João, 1991, «A Antropologia em Portugal Hoje», Os Contextos da Antropologia, Lisboa, Difel.

PIRES, António Machado, 1988, «O Mito de Monsieur Queimado – Uma Imagem Mítica dos Açores», Conhecimento dos Açores através da Literatura. Comunicações apresentadas na IX Semana de Estudos dos Açores, Angra do Heroísmo, Instituto Açoriano de Cultura, 85-93.

PIRES, António Machado, 1992, A Ideia de Decadência na Geração de 70, Lisboa, Vega. PIRES, Daniel, 1996, Dicionário da Imprensa Periódica Literária Portuguesa do Século XX (1910-1940), Lisboa, Grifo.

POMIAN, Krzystof, 1992, «Francs et Gaulois», Nora, P. (ed.), Les Lieux de Mémoire. III. Les Frances. 1. Conflits et Partages, Paris, Gallimard, 41-105.

PORTAS, Nuno, 1970, «Raúl Lino. Uma Interpretação Crítica da sua Obra de Arquitecto e Doutrinador», Colóquio 41, 13-21.

PORTAS, Nuno, 1999, «Arquitectura e Estado Novo», Barreto, A. & F. Mónica (eds.), Dicionário da História de Portugal/Suplemento, Vol. VII, Porto, Figueirinhas, 122-125.

RAMOS, Rui, 1994, «A Segunda Fundação (1890-1926)», Mattoso, J. (ed.), História de Portugal, Vol. VI, Lisboa, Círculo de Leitores.

RAPOSO, Paulo, 1998, «O Auto das Floripes: ‘Cultura Popular’, Etnógrafos, Intelectuais e Artistas», Etnográfica II (2), 189-219.

RIBEIRO, Álvaro, 1951, Os Positivistas. Subsídios para a História da Filosofia em Portugal, Lisboa, Livraria Popular de Francisco Franco.

RIBEIRO, Irene, 1994, Raúl Lino, Pensador Nacionalista da Arquitectura. Porto, FAUP Publicações.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1982a, Obras I. Etnografia Açoriana, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira-Secretaria Regional da Educação e Cultura.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1982b (1940), «O Mar no Cancioneiro Popular dos Açores», Obras I. Etnografia Açoriana, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira – Secretaria Regional da Educação e Cultura, 223-240.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1982c (1953), «A Saudade na Poesia Popular Açoriana» Obras I. Etnografia Açoriana, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira – Secretaria Regional da Educação e Cultura, 659-677.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1983a, Obras II. História, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira – Secretaria Regional da Educação e Cultura.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1983b (1919), «Os Açores de Portugal» Obras II. História, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira-Secretaria Regional da Educação e Cultura, 1-17.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1983c (1936), «Subsídios para um Ensaio sobre a Açorianidade» Obras II. História, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira – Secretaria Regional da Educação e Cultura, 515-556.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1983d (1946) «A propósito de uma Canção Popular da Terceira – As Velhas», Obras II. História, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira-Secretaria Regional da Educação e Cultura, 565-569.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1983e (1941), «A Formação Histórica do Povo dos Açores – Subsídios para o seu Estudo», Obras II. História, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira – Secretaria Regional da Educação e Cultura, 45-68.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1983f (1964), «A Pretendida Influência Nórdica no Povo Micaelense», Obras II. História, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira – Secretaria Regional da Educação e Cultura, 556-564.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1983g, Obras III. Vária, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira – Secretaria Regional da Educação e Cultura.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1996, Obras IV. Escritos Político-Administrativos, Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira – Secretaria Regional da Educação e Cultura.

RIBEIRO, Orlando, 1963 (1945), Portugal, o Mediterrâneo e o Atlântico, Lisboa, Sá da Costa.

RIBEIRO, Luís da Silva, 1994 (1942), «Vida e Obra de José Leite de Vasconcellos», Revista Lusitana n.s. 12, 15-49.

RIEGELHAUPT, Joyce, 1964, In the Shadow of the City: Integration of a Portuguese Village, New York, Columbia University (Tese de Doutoramento).

RIEGELHAUPT, Joyce, 1967, «Saloio Women: an Analysis of Informal and Formal Political Economic Roles of Portuguese Peasant Women, Anthropological Quarterly 40 (3), 109-126.

RIEGELHAUPT, Joyce, 1973, «Festas and Padres: the Organization of Religious Action in a Portuguese Parish», American Anthropologist 75 (3), 835-852.

RODRIGUES, António, 1998, Henrique Pousão, Lisboa, INAPA.

ROSA, Júlio da, 1965, «A Consciência de Comunidade na Vida e História do Povo Açoriano», Livro da III Semana de Estudos dos Açores, Ponta Delgada, Instituto Cultural de Ponta Delgada, 33-77.

ROSAS, Fernando, 1991, «Rafael Duque e a Política Agrária do Estado Novo (1934-44)», Análise Social XXVI (112-113), 771-790.

ROSAS, Fernando, 1994, «Agricultura e Política Agrícola: o País que nós Perdemos», Mattoso José (ed.), História de Portugal. VII Vol. O Estado Novo (1926-1974), Lisboa, Círculo de Leitores, 431-450.

ROTH, Michael, 1989, «Remembering Forgetting: ‘Maladies de la Mémoire’ in Ninetenth-Century France», Representations 26, 49-68.

SAMUEL, Raphael, 1989, «Introduction: Exciting to Be English», Samuel, R. (ed.), Patriotism. The Making and Unmaking of British National Identity, Vol. I, London, Routledge, XVIII-LXVII.

SAMUEL, Raphael, 1994, Theatres of Memory. Vol. I. Past and Present in Contemporary Culture, London-New York, Verso.

SANCHEZ GOMEZ, Luis Ángel, 1997, «Cien Anos de Antropologias en Espana y Portugal (1870-1970)», Etnográfica I (2), 297-317.

SANCHO, José Dias, 1926, «As Chaminés do Algarve», Alma Nova (ns) 1, p. 2.

SANTOS SILVA, Augusto, 1997, Palavras para um País. Estudos Incompletos sobre o Século XIX Português, Oeiras, Celta.

SANTOS SILVA, Augusto & Vítor Oliveira JORGE (eds.), 1993, Existe uma Cultura Portuguesa?, Porto, Edições Afrontamento.

SARMENTO, F. Martins, 1933a (1876), «Os Gregos no Noroeste da Ibéria», Dispersos, Coimbra, Imprensa da Universidade, 1-7.

SARMENTO, F. Martins, 1933b (1878), «Sinais Gravados em Rochas», Dispersos, Coimbra, Imprensa da Universidade, 8-9.

SARMENTO, F. Martins, 1933c (1878), «O Deus Bormânico», Dispersos, Coimbra, Imprensa da Universidade, 10-11.

SARMENTO, F. Martins, 1933d (1881), «Os Lusitanos. Questões de Etnologia», Dispersos, Coimbra, Imprensa da Universidade, 41-60.

SARMENTO, F. Martins, 1933e (1882), «Os Celtas na Lusitânia», Dispersos, Coimbra, Imprensa da Universidade, 100-128.

SARMENTO, F. Martins, 1933f (1891/93), «Lusitanos, Ligures e Celtas», Dispersos, Coimbra, Imprensa da Universidade, 338-415.

SEGURADO, Jorge, 1926, «Arquitectura. Da Casa Portuguesa e do seu Carácter», Alma Nova (ns) 3, p. 15.

SEQUEIRA, Mont’ Alverne de, 1994 (1894), Questões Açorianas, Ponta Delgada, Jornal da Cultura.

SÉRGIO, António, 1986 (1914), «Epístola aos Saudosistas», Botelho, A. & A. B. Teixeira (eds.), Filosofia da Saudade, Lisboa, Imprensa NacionalCasa da Moeda, 56-64.

SETON-WATSON, Hugh, 1977, Nations & States. An Enquiry into the Origins of Nations and the Politics of Nationalism, London, Methuen.

SILVA, Carlos, 1989, «Recordando o ‘Inquérito à Habitação Rural’ », Baptista, F. O., J. P. Brito & B. Pereira (eds.), Estudos em Homenagem a Ernesto Veiga de Oliveira, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica, 755-790.

SILVA, Carlos, 1996, Entrevista com o Autor.

SMITH, Anthony D., 1991, National Identity, Hardsmondworth, Penguin Books.

SMITH, Anthony D., 1995, «Gastronomy or Geology? The Role of Nationalism in the Reconstruction of Nations», Nations and Nationalism I (1), 3-23.

SOBRAL, José Manuel, 1999, «Da Casa à Nação: Passado, Memória, Identidade», Etnográfica III (1), 71-85.

SOUSA, Ernesto de, 1973, Para o Estudo da Escultura Portuguesa, Lisboa, Livros Horizonte.

SOUSA, Tude de, 1924, «O Abrigo Pastoril na Serra. Notas do Gerês», Terra Portuguesa V (37), 74-78.

SOUSA SANTOS, Boaventura, 1994a (1991), «Onze Teses por Ocasião de mais uma Descoberta de Portugal», Pela Mão de Alice. O Social e o Político na Pós-Modernidade, Porto, Afrontamento, 49-76.

SOUSA SANTOS, Boaventura, 1994b (1993), «Modernidade, Identidade e Cultura de Fronteira», Pela Mão de Alice. O Social e o Político na Pós-Modernidade, Porto, Afrontamento, 119-137.

SOZAN, Michael, 1972, The History of Hungarian Ethnography, New York, Syracuse University (Tese de Doutoramento).

STOCKING Jr., George W., 1982a (1965), «On the Limits of ‘Presentism’ and ‘Historicism’ in the Historiography of the Behavioural Sciences», Race, Culture and Evolution. Essays in the History of Anthropology, Chicago, The University of Chicago Press, 1-12.

STOCKING Jr., George W., 1982b, «Afterword: A View from the Center», Ethnos 47, 72-86.

STOCKING Jr., George W., 1987, Victorian Anthropology, New York, Free Press.

STOCKING Jr., George W., 1992, «Libros no Escritos, Cambios de Rumo no Marcados: Notas para uma Antihistoria de la Antropologia», Revista de Occidente 137, 101-131.

STOCKING Jr., George W., 1994, After Tylor. British Social Anthropology 1888-1951, London, Athlone.

STOCKING Jr., George W. (ed.), 1996, ‘Volksgeist’ as Method and Ethic. Essays on Boasian Ethnography and the German Anthropological Tradition, Madison, Wisconsin University Press.

TÁVORA, Fernando, 1947 (1945), O Problema da Casa Portuguesa, Lisboa, Cadernos de Arquitectura.

TÁVORA, Fernando, 1996, Entrevista com o Autor.

THIESSE, Anne Marie, 1991, Écrire la France. Le Mouvemente Littéraire Régionaliste de Langue Française entre la Belle Époque et la Libération, Paris, PUF.

THIESSE, Anne Marie, 1997, Ils Apprenaient la France. LFxaltation des Régions dans le Discours Patriotique, Paris, Éditions de la Maison des Sciences de l’Homme.

TOSTÕES, Ana, 1995, «Arquitectura Portuguesa do Século XX», Pereira, Paulo (ed.), História da Arte Portuguesa, III Vol. Do Barroco à Contemporaneidade, Lisboa, Temas & Debates, 507-591.

TOSTÕES, Ana, 1997, Os Verdes Anos na Arquitectura Portuguesa dos Anos 50, Porto, FAUP Publicações.

TOSTÕES, Ana, 2000 (no prelo), «João Andresen e a Herança Moderna: A Pousada de São Teotónio», Monumentos 12.

TUAN, Yi-Fu, 1974, Topophilia. A Study of Environmental Perception, Attitudes, and Values, Englewood Cliffs NJ, Prentice-Hall.

VAKIL, AbdoolKarim, 1995, «Caliban na Biblioteca: Oliveira Martins, Ciências Sociais, Cidadania e Colonialismo», Estudos Portugueses e Africanos 25-26, 109-127.

VASCONCELOS, Carolina Michaelis, 1986 (1914), «A Saudade Portuguesa», Botelho, A. & A. B. Teixeira (eds.), Filosofia da Saudade, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 145-160.

VASCÕNCELOS, Joaquim de, 1908, «Ensaio sobre a Arquitectura Românica em Portugal», Arte, 4.° ano, n.o 38, 14-16.

VASCÕNCELOS, Joaquim de, 1909, «Arte Decorativa Portuguesa», Notas sobre Portugal, Vol. II, 179-208.

VASCONCELOS, José Leite de, 1880/81, «Notas Pré-Históricas», O Pantheon, I, 300-301 e 364-365.

VASCONCELOS, José Leite de, 1881, Estudo Etnográfico a propósito da Ornamentação dos Jugos e Cangas dos Bois no Entre-Douro-e-Minho, Porto, Empresa Editora do Jornal da Agricultura.

VASCONCELOS, José Leite de, 1882, Tradições Populares de Portugal, Porto, Clavel & Ca.

VASCONCELOS, José Leite de, 1885, Portugal Pré-Histórico, Lisboa, David Corazzi Editor.

VASCONCELOS, José Leite de, 1888a, «Conferência Luso-Ibérica do Sr. Manuel Ferreira Ribeiro», O Repórter 119.

VASCONCELOS, José Leite de, 1888b, Numismática Nacional, Lisboa, Tipografia do Jornal «O Dia»

VASCONCELOS, José Leite de, 1897, Religiões da Lusitânia, Vol. I, Lisboa, Imprensa Nacional.

VASCONCELOS, José Leite de, 1905, Religiões da Lusitânia, Vol. II, Lisboa, Imprensa Nacional.

VASCONCELOS, José Leite de, 1913, Religiões da Lusitânia, Vol. III, Lisboa, Imprensa Nacional.

VASCONCELOS, José Leite de, 1915, História do Museu Etnológico Português (1893-1914), Lisboa, Imprensa Nacional.

VASCONCELOS, José Leite de, 1918, Signum Salomonis. Estudo de Etnografia Comparativa, Coimbra, Livraria Clássica Editora.

VASCONCELOS, José Leite de, 1925a, A Figa. Estudo de Etnografia Comparativa precedido de algumas palavras a respeito do «Sobrenatural» na Medicina Popular Portuguesa, Porto, Araújo e Sobrinho.

VASCONCELOS, José Leite de, 1925b, A Barba em Portugal. Estudo de Etnografia Comparativa, Lisboa, Imprensa Nacional.

VASCONCELOS, José Leite de, 1926, «Chaminés Algarvias», Alma Nova (ns) 3, p. 10

VASCONCELOS, José Leite de, 1927, De Terra em Terra. Excursões Arqueológico-Etnográficas, Vol. I. Lisboa, Imprensa Nacional.

VASCONCELOS, José Leite de, 1933, Etnografia Portuguesa. Tentame de Sistematização, Vol. I, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

VASCONCELOS, José Leite de, 1936, Etnografia Portuguesa. Tentame de Sistematização, Vol. II, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

VASCONCELOS, José Leite de, 1942, Etnografia Portuguesa. Tentame de Sistematização, Vol. III, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

VASCONCELOS, José Leite de, 1958, Cartas de Leite de Vasconcelos a Martins Sarmento (Arqueologia e Etnografia) 1879-1899, Guimarães, Sociedade Martins Sarmento.

VASCONCELOS, José Leite de, 1963, Contos Populares e Lendas, Vol. I, Coimbra, Por Ordem da Universidade.

VASCONCELOS, José Leite de, 1966, Contos Populares e Lendas, Vol. II, Coimbra, Por Ordem da Universidade.

VAZ, Katherine, 1994, Saudade, New York, St. Martin’s Press.

Vida e Arte do Povo Português, 1940, Lisboa, Secretariado de Propaganda Nacional.

WILLIAMS, Raymond, 1993 (1973), The Country and the City, London, The Hogarth Press.

WILSON, William, 1976, Folklore and Nationalism in Modern Finland, Bloomington, Indiana University Press.

© Etnográfica Press, 2000

Conditions d’utilisation : http://www.openedition.org/6540

Cette publication numérique est issue d’un traitement automatique par reconnaissance optique de caractères.
Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search