Version classiqueVersion mobile

Um lugar na cidade

 | 
Graça Índias Cordeiro

Agradecimentos

Texte intégral

1Muitos foram os que me auxiliaram na realização deste trabalho. A todos os que me aturaram no quotidiano tenso de quem faz uma tese, agora reconvertida em livro, agradeço a sua paciência e apoio. Gostaria, no entanto, de particularizar alguns agradecimentos.

2Em primeiro lugar, a todos os habitantes da Bica que me ensinaram o bairro e me aceitaram, hospitaleiramente, em suas casas e na sua companhia. Gostaria que o Dr. Joaquim Garcia, que sempre me facilitou o acesso ao bairro e me honrou com a sua amizade, aceitasse, em nome do bairro da Bica, este meu agradecimento colectivo. Espero que esta minha visão sobre a Bica, subjectiva e estritamente da minha responsabilidade, seja entendida apenas como um olhar parcial e limitado de alguém que sempre ficou de fora da realidade densamente vivida de um bairro.

3Aos empregados da VIª Conservatória do Registo Civil de Lisboa que, no Inverno de 1991, suportaram a minha presença silenciosa durante alguns meses, e, em especial, à sua Conservadora, Dra. Maria de Lurdes Rodrigues, sempre disponível para explicações suplementares; ao sr. Luís Coelho, pela simpatia com que me facilitou as consultas no arquivo paroquial da Igreja de S. Paulo; e também a Gabriela Carvalho, que com a competência e disponibilidade apaixonada que a caracteriza, me ensinou alguns segredos da história desta cidade que nos anima.

4Ao Departamento de Antropologia do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) pelos três anos de dispensa de aulas que me concederam; a Joaquim Pais de Brito, sempre disponível e atento, com quem tanto tenho aprendido ao longo dos anos, por me aceitar como sua interlocutora na partilha do muito que sabe, com uma confiança e amizade que me deixam muito gratas; a Juanjo Pujadas e Dolors Comas, pela solidariedade amiga com que me acolheram em Tarragona entre 1988 e 1990, e, sobretudo, pela perspectiva refrescante da antropologia que, junto com esse pequeno grupo de antropólogos catalães, me souberam comunicar; a Colette Cailler-Boisvert pelo seu apoio longínquo concretizado no envio de bibliografia de extrema utilidade; a Raúl Iturra, orientador científico da tese que está na base deste livro, pelo ânimo e claro incentivo com que sempre apoiou o meu interesse pela antropologia urbana; e, enfim, a todos os colegas que, das mais diversas maneiras, sempre me animaram e apoiaram - António Firmino da Costa, Clara Afonso, Conceição Santos, Graça Carapinheiro, Isabel Guerra e, muito em particular, a Pedro Prista, pelo semestre de aulas em que, tão prontamente, me substituiu. Um especial agradecimento vai a para a Zé Maranhão, nazarena e bicaense, por todo o tempo perdido em ensinamentos geográficos e tantos outros, sem classificação possível.

5Aos meus pais, Silvino e Maria Amélia, por todo esse imenso carinho e compreensão com que sempre me têm acompanhado; à malpiqueira Ana Isabel com quem, na amizade que nos une, sempre contei e contarei ao meu lado; à D. Armanda, pela sua imensa disponibilidade e por todos os babysittings de fim-de-semana; ao Miguel pelo tempo de férias que consumiu a introduzir dados e transcrever entrevistas; à Rute pela companhia cúmplice nas diversões do trabalho de campo; e, ao pequenito Daniel, que nasceu e cresceu com esta tese, por toda a alegria que nos tem dado.

6E, finalmente, ao Rui, a quem dedico este trabalho. De uma certa maneira, este trabalho também lhe pertence: a definição das arquitecturas do sistema de informação; o desenho e construção das aplicações e das bases de dados; o carregamento, tratamento dos dados e impressão contou com o seu apoio permanente. Ao longo destes anos, em que partilhámos filhos, emoções, trabalhos, momentos bons e menos bons, esta pesquisa coabitou connosco. Nas longas horas de discussão e de troca de ideias, em sucessivos fins-de-semana em volta do computador, pude sempre contar com a sua solidariedade incansável. Sobrevivemos a esta tese e fortalecemos uma aliança que, assim, vale a pena. Para ele, toda a minha gratidão e amor.

© Etnográfica Press, 1997

Licence OpenEdition Books

Cette publication numérique est issue d’un traitement automatique par reconnaissance optique de caractères.
Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search