Version classiqueVersion mobile

Um Islão Prático

 | 
Maria Cardeira da Silva

Nota sobre o método de transliteração do alfabeto arábico

Texte intégral

1A transcrição dos vocábulos árabes seguirá de perto a versão de transliteração simplificada que José Pedro Machado utiliza no Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa utilizando-se, no entanto, o G para a consoante ڨ, inexistente em árabe clássico mas relativamente corrente no alfabeto local e atribuindo-se o gh para غ.

Tabela de transliteração dos vocábulos árabes

Tabela de transliteração dos vocábulos árabes

2As vogais longas aparecerão:ā, ī, ū.

3Tal como para José Pedro Machado o tá marbuto da palavra isolada não será reproduzido mas o a da sílaba que o precede será â.

4Para facilidade de leitura substituirei os plurais pelo singular acrescido de-s, (por exemplo: funduq pl., funduq-s quando, na realidade, é fanādiq).

5Os topónimos e antropónimos mais correntes manterão a transcrição francesa corrente em Marrocos e, por isso, não aparecerão em itálico, com que destacarei os restantes termos árabes.

6As transcrições incluídas em citações serão mantidas no original.

7Na maior parte dos casos faz-se referência ao dialectal marroquino, com variantes particulares em Salé, pelo que o seu rigor ortográfico não é aferível.

Table des illustrations

Titre Tabela de transliteração dos vocábulos árabes
URL http://books.openedition.org/etnograficapress/docannexe/image/1239/img-1.png
Fichier image/png, 10k

© Etnográfica Press, 1999

Licence OpenEdition Books

Acheter

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search