Version classiqueVersion mobile

O Marketing nas Bibliotecas Públicas Portuguesas

 | 
Maria Leonor Cardoso Sérgio Pinto

1. Introdução

Texte intégral

1A escolha do tema do presente estudo está relacionada com a nossa actividade profissional numa biblioteca de inegável importância histórica mas, no nosso entender, actualmente pouco divulgada: a biblioteca da Academia das Ciências de Lisboa. Essa circunstância sempre nos preocupou pois, como já muitos autores afirmaram, os utilizadores são a razão da existência de uma biblioteca. Foi por este motivo que a disciplina do marketing, com todas as suas componentes, incluindo a da promoção, nos suscitou o máximo interesse. O presente estudo representa, pois, a visão de uma bibliotecária face à aplicabilidade das estratégias de marketing no domínio das bibliotecas.

2Seria natural que a escolha da tipologia das bibliotecas a estudar na presente dissertação recaísse sobre bibliotecas de natureza semelhante à da biblioteca da Academia das Ciências de Lisboa – uma biblioteca antiga, com fundo documental erudito, mais vocacionada para investigadores do que para o público em geral – no entanto, o facto de existirem poucas bibliotecas similares no nosso País, a admiração que desde sempre sentimos pelas bibliotecas públicas devido à elevada missão que desempenham e que se encontra expressa no Manifesto da UNESCO sobre bibliotecas públicas, e o desejo e o desafio de conhecer melhor estas instituições, levaram-nos a escolher esta tipologia de bibliotecas para objecto de investigação pois são instituições que assumem um papel cada vez mais importante na construção da sociedade de informação e no combate à infoexclusão ao proporcionarem o acesso à informação contida nos mais diversos e recentes suportes, sem discriminações de espécie alguma, contribuindo assim para a construção de um mundo melhor e para o aumento dos níveis de literacia nas comunidades em que se inserem.

3Por outro lado, há que reconhecer que muitas transformações se têm operado no mundo das bibliotecas públicas. Em Portugal, apesar de a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas (RNBP) ter nascido apenas em 1987, tem havido uma grande evolução no sentido de uma adequada realização da missão destas instituições e da modernização do seu funcionamento.

4Algumas dessas transformações relacionam-se com o facto de nas bibliotecas se dar cada vez mais importância ao utilizador, que é visto como o centro das atenções e a razão da existência da própria biblioteca. Além disso, nota-se uma preocupação cada vez mais generalizada dos profissionais em fornecer serviços de qualidade que satisfaçam verdadeiramente as necessidades de informação dos utilizadores. E porque as bibliotecas públicas possuem um mercado próprio – tal como qualquer outra organização que vise ou não fins lucrativos –, têm necessidades crescentes de técnicas que as auxiliem a conhecê-lo e a relacionarem-se com esse mesmo mercado que é constituído pelos utilizadores reais e potenciais. É nesse sentido que o marketing, disciplina nascida e desenvolvida no seio das organizações que visam fins lucrativos, poderá constituir uma preciosa ferramenta para se conseguir uma gestão mais eficiente das bibliotecas públicas.

5A grande linha de orientação do presente trabalho é, pois, o estudo das bibliotecas públicas portuguesas numa determinada vertente: a (eventual) adopção das estratégias de marketing por estas instituições e o modo como se concretiza.

6De acordo com o acima exposto, as perguntas ou problemas a que o presente estudo procura dar resposta são as seguintes:

  • As bibliotecas da RNBP adoptam efectivamente estratégias de marketing?
  • Em caso afirmativo, como são aplicadas? São formalmente planeadas ou adoptadas de forma empírica?
  • Como pode a adopção de estratégias de marketing influenciar o grau de sucesso de uma biblioteca pública no seio da comunidade?

7O objectivo do estudo será, então, verificar se nas bibliotecas públicas se adoptam estratégias de marketing, de que forma, e em que medida é que a adopção ou não adopção destas estratégias se reflecte no grau de sucesso de uma biblioteca.

  • 1 A pesquisa documental englobou documentos portugueses e estrangeiros. Quase todas as citações de a (...)

8Para a concretização do estudo foi realizada uma pesquisa que incluiu a recolha de fontes documentais acerca da RNBP e da aplicabilidade das estratégias de marketing no mundo da biblioteconomia1.

9Num segundo momento foram realizadas três entrevistas exploratórias a três pessoas-chave, ou seja, três testemunhas privilegiadas na criação e desenvolvimento da RNBP que nos forneceram preciosas informações que vieram confirmar e completar as que já tínhamos recolhido através da pesquisa documental.

10Os entrevistados das três entrevistas exploratórias, devido ao excelente conhecimento que tinham da RNBP, auxiliaram também na selecção das dez bibliotecas públicas portuguesas que vieram a ser o cerne de um estudo de caso que se baseou em entrevistas realizadas aos bibliotecários responsáveis por aquelas instituições e na utilização do método da observação directa não participante nas respectivas instalações.

11O presente trabalho é, assim, o resultado da pesquisa efectuada, tendo como núcleo fundamental um estudo de caso que englobou dez bibliotecas públicas portuguesas e que procurou ser elucidativo quanto à adopção (ou não) das estratégias de marketing por estas instituições.

Notes

1 A pesquisa documental englobou documentos portugueses e estrangeiros. Quase todas as citações de autores estrangeiros foram por nós traduzidas, para maior facilidade de leitura.

© Publicações do Cidehus, 2007

Licence OpenEdition Books

Cette publication numérique est issue d’un traitement automatique par reconnaissance optique de caractères.

Acheter

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search