Version classiqueVersion mobile

O conjunto lexicográfico Prosodia (1634-1750), de Bento Pereira, S. J.

 | 
Helena Freire Cameron

Bento Pereira, S.J. (1605-1681) e a Prosodia

Lista bibliográfica

Texte intégral

Andrade, A. A. (1978). A Reforma Pombalina dos Estudos Secundários no Brasil. São Paulo: Saraiva: Edusp.

Barbosa Machado, D. (1930). Biblioteca Lusitana (2ª edição ed.). Lisboa.

Cameron, H. F. (2007). Prosodia e Thesouro da Lingoa Portugueza, de Bento Pereira. In T. Verdelho, J. P. Silvestre, & (orgs.), Dicionarística Portuguesa - inventariação e estudo do património lexicográfico (pp. 115-120). Aveiro: Universidade de Aveiro.

Cameron, H. F. (2012). A Prosodia de Bento Pereira - Contributos para o estudo lexicográfico e filológico. Aveiro: Universidade de Aveiro.

Cameron, H. F. (2016). Acesso à informação online em bibliotecas municipais com fundo antigo em Portugal: estado da arte e desafios. V Seminário de I&DT. Portalegre: C3i - Instituto Politécnico de Portalegre.

Carta do Desembargador Thomaz Roby de Barros Barreto, em que se refere á nova reforma do ensino e á execução na Capitania da Bahia dos respectivos Alvará e Instrucções de 28 de junho de 1759. (1760). Folha 1.

Figueiredo, A. P. (1755). Apparato Critico para a correcçaõ do diccionario intitulado Prosodia in vocabularium bilingue digesta. Lisboa: Oficina Patriarcal de Francisco Luiz Ameno.

Franco, A. (Com todas as licenças necessarias de 1717). Imagem da Virtude em o Noviciado da Companhia de Jesu na Corte de Lisboa, em que se contem a fundaçam da caza, dos Religiosos de virtude que em Lisboa foraõ Noviços, Offerecida à Virgem Senhora da Assumpçaõ padroeyra do mesmo Noviciado. Coimbra: No Real Collegio das Artes da Companhia de Jesu.

Gonçalves, M. F. (2003). As ideias ortográficas em Portugal - de Madureira Feijó a Gonçalves Viana (1734-1911). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

Innocêncio, F. d. (1858). Diccionario bibliographico portuguez. Lisboa: Imprensa Nacional.

(s.d.). Instrucção para os Professores de Grammatica Latina (primeira parte das Instrucções para os Professores de Grammatica Latina, Grega, Hebraica e de Rhetorica). In Alvará Régio de 28 de junho 1759 (p. parágrafo XII).

Kemmler, R. (1996). Esboço para uma História da Ortografia Portuguesa - o texto metaortográfico e a periodização da ortografia do século XVI até aos prelúdios da primeira reforma ortográfica de 1911. dissertação de mestrado, Neuphilologischen Fakultaet der Eberhard-Karls-Universitaet, Tuebingen.

Kemmler, R., Schaefer-Priess, B., & Schoenberger, A. (. (volume 9 de série 1 de 2002). Estudos de história da gramaticografia e lexicografia portuguesas. Lusorama.

Mendeiros, J. F. (1992 (imp.)). Roteiro histórico dos Jesuítas em Évora. Braga: A.O.

Mendes de Almeida, J. (vol. LXXXVII, nº 1/2, Jan/Jun de 1967). Lexicógrafos portugueses da língua latina. Revista de Guimarães.

Pereira Gomes, J. (1960). Os professores de filosofia da Universidade de Évora: 1559-1759. Évora: Câmara Municipal de Évora.

Pereira Gomes, J. (1973). In Verbo enciclopédia luso-brasileira de cultura (Vol. 14, pp. p. 1731-1732). Lisboa: Verbo.

Pereira, B. (1634). Prosodia in Vocabularium trilingue, Latinum, Lusitanicum & Hispanicum digesta. Évora: Emanuel Carvalho.

Pereira, B. (1647). Thesouro da Lingoa Portuguesa. Lisboa: Paulo Craesbeeck.

Pereira, B. (1653). Prosodia in Vocabularium trilingue, Latinum, Lusitanicum & Castellanicum digesta. Lisboa: Paulo Craesbeeck.

Pereira, B. (1661). Prosodia in Vocabularium trilingue, Latinum, Lusitanicum & Castellanicum digesta. Lisboa: António Craesbeeck de Melo.

Pereira, B. (1669). Prosodia in Vocabularium trilingue, Latinum, Lusitanicum & Castellanicum digesta. Lisboa: António Craesbeeck de Melo.

Pereira, B. (1674). Prosodia in Vocabularium trilingue, Latinum, Lusitanicum & Castellanicum digesta. Lisboa: António Craesbeeck de Melo.

Pereira, B. (1683). Prosodia in Vocabularium trilingue, Latinum, Lusitanicum & Castellanicum digesta. Lisboa: António Craesbeeck de Melo.

Pereira, B. (1697). Prosodia in Vocabularium bilingue, Latinum et Lusitanum digesta. Évora: Universidade de Évora.

Pereira, B. (1711). Prosodia in Vocabularium bilingue, Latinum et Lusitanum digesta. Évora: Universidade de Évora.

Pereira, B. (1723). Prosodia in Vocabularium bilingue, Latinum et Lusitanum digesta. Évora: Universidade de Évora.

Pereira, B. (1732). Prosodia in Vocabularium bilingue, Latinum et Lusitanum digesta. Évora: Universidade de Évora.

Pereira, B. (1741). Prosodia in Vocabularium bilingue, Latinum et Lusitanum digesta. Évora: Universidade de Évora.

Pereira, B. (1750). Prosodia in Vocabularium bilingue, Latinum et Lusitanum digesta. Évora: Universidade de Évora.

Rodrigues, F. S. (1944). História da Companhia de Jesus na Assistência de Portugal: a Província Portuguesa no século XVII - 1615-1700. Porto: Apostolado da Imprensa.

Silvestre, J. P. (2013). A Prosodia manuscrita da Biblioteca Pública de Évora (BPE-CXIII-2-26) -Um elo perdido na tradição lexicográfica portuguesa. In M. F. Gonçalves, & A. P. Banza, Património Textual e Humanidades Digitais: da antiga à nova filologia (pp. 57-71). Évora: Publicações do CIDEHUS - Universidade de Évora.

Silvestre, J. P., & Borges, A. (2012). A Escola lexicográfica de Évora: um contributo jesuíta para a reforma pombalina. In S. Marques, & F. L. Vaz, Universidade de Évora (1559-2009). 450 anos de modernidade educativa. (pp. 323-334). Lisboa: Chiado Editora.

Sommervogel, C. S. (1895). Bibliothèque de la Compagnie de Jesus. Bruxelas: nova edição, publicada pela Província da Bélgica.

Verdelho, T. (vol.II, nº4 de Outubro-Dezembro de 1982). Historiografia linguística e reforma do ensino (a propósito de três centenários: Manuel Álvares, Bento Pereira e Marquês de Pombal). Brigantia, pp. 347-356.

Verdelho, T. (tomo IV, secção VI de 1992). Aspectos da obra lexicográfica de Bento Pereira. XXe Congrès International de Linguistique et Philologie Romanes, pp. 777-785.

Verdelho, T. (1995). As Origens da Gramaticografia e da Lexicografia latino-portuguesas. Aveiro: INIC.

Verdelho, T. (2002). Dicionários Portugueses, Breve história. In J. H. Nunes, & M. (. Petter, História do saber lexical e constituição de um léxico brasileiro (pp. 15-64). São Paulo: Humanitas, FFLCH/USP,Pontes.

Villalta, L. C. (1999). Reformismo Ilustrado, Censura e Práticas de Leitura: Usos do Livro na América Portuguesa. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

© Publicações do Cidehus, 2018

Conditions d’utilisation : http://www.openedition.org/6540

Acheter

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search