Version classiqueVersion mobile

Desigualdades

III. Desigualdades de género

A mulher e o trabalho no Alentejo e Algarve do Antigo Regime

Teresa Fonseca

Résumé

O presente trabalho procede a uma abordagem acerca do papel da mulher na economia do Antigo Regime no Sul de Portugal (Alentejo e Algarve). Contudo, a realidade económico-social feminina nesta região era, no essencial, semelhante à do Norte e Centro do país e à de outros países da Europa Ocidental, como podemos constatar pelos exemplos comparativos incluídos no texto. Analisamos a presença da mulher na agropecuária, na indústria artesanal, no comércio, nos serviços e ainda o seu papel na exploração rentista urbana e rural e na usura. Abordamos ainda a condição familiar da mulher trabalhadora e o seu relacionamento com as autoridades locais.

Entrées d'index

Les formats HTML, PDF et ePub de cet ouvrage sont accessibles aux usagers des bibliothèques et institutions qui l'ont acquis dans le cadre de l'offre OpenEdition Freemium for Books. L’ouvrage pourra également être acheté sur les sites des libraires partenaires, aux formats PDF et ePub, si l’éditeur a fait le choix de cette diffusion commerciale. Si l’édition papier est disponible, des liens vers les librairies sont proposés sur cette page.

Extrait du texte

O estado da questão

A historiografia tradicional, de autoria quase exclusivamente masculina, versava sobre as atitudes e os comportamentos dos homens na esfera pública – guerra, política, diplomacia e administração. As mulheres, sem direitos politicos, autonomia jurídica ou estatuto económico próprio, apenas existiam, para as instituições oficiais, integradas na família. Por isso, à exceção das governantes e das raras intelectuais, quando abordadas eram-no sempre no papel de esposas, mães, filhas ou amantes.

A conquista gradual de direitos por parte das mulheres a partir dos finais do século XIX, o seu papel crescente na vida económica, cultural e institucional, o impulso do movimento feminista e a emergência da história social, abriram finalmente o caminho para os estudos sobre a mulher e o seu papel na História, alargando consideravelmente o campo epistemológico deste ramo do conhecimento.

As próprias mulheres, ao emanciparem-se, passaram a questionar-se sobre o seu passado e o pap...

© Publicações do Cidehus, 2020

Conditions d’utilisation : http://www.openedition.org/6540

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search