Version classiqueVersion mobile

Turismo em meio insular africano

 | 
Brígida Rocha Brito

Uma nota de Agradecimento

Brígida Rocha Brito

Texte intégral

1O Projecto de Investigação “O impacto do turismo no desenvolvimento comunitário em África: análise de experiências insulares” foi desenvolvido com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, que financiou todas as actividades, tendo a equipa de investigação sido particularmente apoiado pela Direcção do Centro de Estudos Africanos do ISCTE-IUL.

2Para a realização do trabalho de campo a equipa contou com o apoio incondicional, dedicado e envolvido de um conjunto alargado de interlocutores, podendo hoje dizer que, sem esta prestimosa colaboração, o estudo não teria sido realizado com o mesmo grau de rigor. Agradecemos a todos os que connosco colaboraram nas mais diversas fases do Projecto, mas, por não ser possível nomeá-los de forma exaustiva, destaco os que mais directamente nos apoiaram na concretização do trabalho: 1) em Lisboa, à Presidente do CEA/ISCTE-IUL, Prof. Doutora Clara Carvalho, pelo incentivo permanente; à Fernanda Alvim e ao Manuel Broco do CEA/ISCTE-IUL, pela eficiência e compreensão; 2) em Cabo Verde, ao Director do Parque Natural do Fogo, Alexandre Nevsky e a todos os colaboradores; aos promotores da ONG Atelier Mar, Leão Lopes e Maria Estrela; à Direcção de Turismo e ao Ministério do Ambiente. Em São Tomé e Príncipe, ao Director-Geral do Ambiente, Arlindo de Carvalho, e a toda a sua equipa; à equipa técnica da Direcção de Turismo e Hotelaria; à responsável pela Escola de Campo Diogo Vaz, Nora Rizzo e ao Director da Escola, Gustavo Duarte; à direcção da Associação Monte Pico, Luís Mário e Faustino, bem como a todos os técnicos que colaboraram na fase de inquirição; à direcção da ONG MARAPA, em particular ao Jorge de Carvalho e a toda a sua equipa; à promotora da RoçaMundo, Isaura Carvalho, e às colaboradoras do projecto “Agarra a Vida”; ao Director Adjunto do Grupo Pestana Equador; ao Carlos Vila Nova da Mistral e à Guitola Dória da Navetur.

3E porque sem o precioso contributo das comunidades cabo-verdiana e santomense não teríamos conseguido auscultar percepções e entendimentos sobre os impactos do turismo no processo de mudança, agradeço, em nome da equipa, a todas as pessoas que se disponibilizaram a responder ao inquérito, a acompanhar-nos em todos os momentos e a esclarecer as nossas dúvidas. O envolvimento de todos deu-nos força e alento para concluirmos este estudo, ultrapassando as dificuldades com um sorriso.

4Este é apenas um contributo que permite repensar o desenvolvimento com base no turismo, centrando a atenção nas pessoas e tendo por referência o ambiente. Agora que concluímos a análise da informação recolhida, continuaremos certamente a pensar na continuidade dos projectos que estudámos, re-visitando-os sempre que for possível. A próxima etapa consiste no envio dos resultados aos nossos interlocutores em Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, esperando que as reflexões partilhadas, apoiadas pelas deles, sejam entendidas como um estímulo para a continuidade, em prol do desenvolvimento, que se pretende, sustentável.

5A todos, muito obrigada.

Acheter

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search