Version classiqueVersion mobile
OpenEdition Books

Escravidão e subjetividades

no Atlântico luso-brasileiro e francês (Séculos xvii-xx)

Para além do Atlântico negro de Paul Gilroy, o Atlântico da escravidão, noção abrangente cujas fronteiras vão ao coração dos continentes, ainda que constantemente retrabalhado por subdivisões linguísticas (o Atlântico lusófono, francófono, anglófono...) ou hemisféricas (Atlântico Sul, Norte). Este livro, no entanto, desafia essas fronteiras: surge como uma história cruzada entre o Atlântico Sul e o Atlântico Norte, entre um espaço lusófono e um outro, francófono; entre datas da abolição da...


Lire la suite
  • Éditeur : OpenEdition Press
  • Collection : Brésil / France | Brasil / França | 08
  • Lieu d’édition : Marseille
  • Année d’édition : 2016
  • Publication sur OpenEdition Books : 31 mars 2016
  • ISBN (Édition imprimée) : 9782821855830
  • ISBN électronique : 9782821855878
  • DOI : 10.4000/books.oep.778
  • Nombre de pages : 302 p.
Myriam Cottias et Hebe Mattos
Introdução

Primeira parte. Classificações jurídicas, subjetividades e identidades sociais

Charlotte Castelnau-L'Estoile
“Os filhos obedientes da Santíssima Igreja”

Escravidão e estratégias de casamento no Rio de Janeiro do início do século XVIII

Segunda parte. Escravidão, cidadania e histórias de vida

Myriam Cottias
Elaborar uma cidadania subjetiva

Um processo em ação numa plantação da Martinica no século XIX

Keila Grinberg
As desventuras de Rufina

Escravidão, liberdade e tráfico de seres humanos na fronteira sul do Brasil no século xix

Terceira parte. Cidadania, racialização e biografias

Céline Flory
As migrações de trabalho com destino à Guiana e às Antilhas Francesas

Sociedades pós-escravagistas, mácula servil e gênero

Elsa Geneste
René Maran contra Maurice Delafosse

Pensar a questão do negro na França imperial comparando-a àquela do segregacionismo nos Estados Unidos na década de 1920

Acheter

Volume papier

Chargement

Unavailable