Version classiqueVersion mobile
OpenEdition Books

Les phénomènes de frontière dans les pays tropicaux

 | 
Centre de recherche et de documentation sur l’Amérique latine

Première partie. Situation des fronts pionniers dans le monde tropical

Pioneiros e fronteiras. O desenvolvimento do vale de Itajai-Açu, 1850-1900

(résumé de la communication)*

George P. Browne

Texte intégral

  • * Résumé par l’auteur de sa communication.

1Em 2 de setembro de 1850 os primeiros imigrantes alemães chegaram á Colônia Blumenau fundada por Hermann Blumenau, com auxílio do governo imperial brasileiro. Esta colônia e todo o vale do rio Itajíacu em Santa Catarina experimentaram um desenvolvimento geo-espacial, econômico e industrial durante o meio século que se seguiu. Este trabalho descreve os traeos principais desta evolução.

2O sistema de colonizacao desenvolvida e aplicada na colonia Blumenau visava uma ocupação ordenada e sucessiva do território colonial, atravez da medição e demarcação de « lotes rústicos » ao longo dos cursos de água e planejamento de áreas urbanas que serviriam de focos comerciais e sociais subsidiárias ao centro administrativo na vila de Blumenau. O relacionamento da colônia com os mercados provinciais e nacionais foi garantido pela navegabilidade do rio até a sua foz onde se localiza o porto de Itajaí e pela construção de estradas tanto no interior da colônia como ao longo do rio ate o porto. Entre 1860 e 1880 o governo imperial investiu somas vultosas na provisão da infraestrutura viária e administrativa da colônia.

3A economía de Blumenau baseou-se na produção e beneficiamento de uma variedade de produtos extrativos e agropecuários, aos quais se adicionou a partir de 1880 alguns produtos industrializados. Por longos anos continuou a expansão da frente pioneira para o interior da bacia do Itajaí. Esta economia alicercou-se no consumo local de grande parte de sua produção, enquanto aproveitava-se de forma crescente de oportunidades de exportação para mercados regionais e nacionais.

4A colônia Blumenau serviu de foco para o desenvolvimento de urna area fronteirica á qual a tradicional sociedade luso-brasileira dera pouca importáncia, permitindo seu aproveitamento e lançando as bases para sua integração à economia estadual e nacional a partir de 1900.

Notes de fin

* Résumé par l’auteur de sa communication.

Auteur

Universidade Federal de Santa Catariná. Florianópolis

© Éditions de l’IHEAL, 1981

Conditions d’utilisation : http://www.openedition.org/6540

Acheter

Volume papier

Chargement

Unavailable