Version classiqueVersion mobile
OpenEdition Books

Reis e Intocáveis

 | 
Rosa Maria Perez

Glossário

Texte intégral

abaḷa.............................

primeiro estádio do lakshchōrashi, em que o espírito reincarna sob a forma de animal rastejante — insecto, réptil, ou outro.

achut............................

impuro, intocável.

Adivasi.........................

populações tribais.

agarbhāthi....................

pó ou pequeno pau odorífero de incenso.

ahiṃsā...........................

ausência de desejo de matar, por extensão não-violência, princípio defendido por Gandhi na sua acção política.

akda..............................

planta; flor.

akhatrij.........................

festa dedicada a Gampati (/Ganesh), no vaishāka, e que precede a plantação do arroz.

āndhḷo...........................

cegueira.

annanvarsai.................

oferenda.

āshādha........................

mês, Junho-Julho.

āshram...........................

estado de vida; retiro do asceta hindu; comunidade reunida em torno de um mestre espiritual.

asura.............................

demónios; habitantes das regiões infernais.

bādi...............................

quinzena da lua nova.

bagāyāta.......................

terras usadas para a horticultura.

bahurupi.......................

actor com o rosto coberto de pó preto, vermelho e branco, usa um cinto com sinos que faz tocar com movimentos da cintura.

bājari............................

variedade de milho.

bali................................

sacrifício devido aos homens.

bāramu.......................

cerimónia de supressão do luto; derivado de bar, doze, decorre idealmente no 13° dia depois da morte; de facto, este período é frequentemente encurtado, realizando-se sempre, todavia, num dia ímpar.

bārōt.............................

designa uma casta não intocável de bardos e genealogistas, que prestam serviços essencialmente aos Rajput.

batrisōnar.....................

“trinta e dois talentos”.

bāwā.............................

pedinte.

bhābi.............................

mulher do irmão mais velho.

bhaijib...........................

festa realizada no segundo dia do ano, para celebrar a relação entre o irmão e a irmã; ela prepara-lhe alimentos especiais, e ele, por sua vez, dá-lhe alguns presentes.

bhakta...........................

devoto.

bhakti............................

devoção, prática religiosa dominante no hinduísmo caracterizada por uma relação de graça de deus para com o seu bhakta, devoto, e por uma relação de devoção integral deste à divindade; pressupõe a libertação de um indivíduo que, ao contrário do sannyāsi, não renuncia à sua vida social.

bhāl...............................

a chamada “terra negra”, que produz fundamentalmente arroz, trigo e algodão.

bhangia.........................

derivado de Bhangi (casta), utilizado como termo de vituperação.

bhāra............................

noites em que os espíritos são supostos atormentar os vivos, segundo os Vankar, 3as e5as feiras.

bhavāivaḷa....................

actores travestis Vankar.

bhawān.........................

divindades.

bhūngaḷa.....................

bastão com a extremidade em forma de sabre.

bhūt..............................

espírito, fantasma.

bhutkal.........................

tempo passado.

bhutmātā......................

totalidade do ser.

bhutmaya.....................

compaixão por todos os seres.

bhūvo............................

exorcista.

bīḍī................................

tabaco enrolado em folha de betel seca.

bori...............................

saco de tecido.

brahmacarya................

primeiro āshrama, de doze anos, durante os quais o indivíduo é iniciado aos textos religiosos sob a tutela de um director espiritual.

Brāhmaṇḍa...................

um dos principais Purānā.

buṇda............................

gota.

caṇdāḷa..........................

designação genérica de castas intocáveis.

caṇḍāḷunī......................

mulher intocável.

chaḍar...........................

lençol

chāndaḷo.......................

sândalo.

chandra........................

lua.

chapāti..........................

variedade de pão.

chāran..........................

terras destinadas às pastagens.

cheḍ..............................

barra, parte de baixo, última parte, fim; tecido muito colorido. .

cheeri...........................

termo que designa o espaço social dos Intocáveis no Sul da Índia, segregado do uur, o das outras castas, por uma distância que pode atingir uma milha.

chhuna..........................

tocar.

chomasuṅ.......................

monção, de meados de Junho a meados de Outubro.

chōri.............................

diagrama, representando a fertilidade.

chudel...........................

espírito maléfico feminino em que se transforma uma mulher que morreu durante a gravidez ou o parto.

dābhādo........................

erva sagrada.

dāk................................

tambor feito do estômago do animal seco.

dākan............................

espírito maléfico feminino.

dāl.................................

lentilha, utilizada na alimentação quotidiana, é também, no Gujarat, uma leguminosa de importante utilização ritual.

Dalit.............................

oprimido; designa um movimento político que congrega castas de Intocáveis e, por extensão, estes grupos.

dan...............................

dádiva; sacrifício.

dān devu ridhi..............

cerimónia realizada quando o genealogista regista uma criança no livro das genealogias.

darji..............................

alfaiate.

darshan........................

vista, olhar (uma divindade); audiência real ou divina; escola filosófica.

darshaniya...................

devoto.

dāyān............................

parteira

deva..............................

divindades do svarga, libertas do ciclo das reincarnações

devi...............................

uma deusa; Devī: a Deusa.

devu..............................

dar.

dhāṇa............................

coentros.

dharma.........................

dever, dever religioso; ordem sócio-cósmica.

Dharma Shāstra...........

primeiro código legislativo hindu, produzido entre 200 a. C. e 200 d. C., conhecido por código de Manu; dharmashāstra, escrituras, por extensão, a ordem moral sócio-cósmica na sua totalidade.

ḍheḍ..............................

nome de uma casta intocável de tecelões, adquiriu um sentido fortemente pejorativo e é usado como termo de vituperação, com o significado de “sujo, baixo”.

dheḍia...........................

derivado de Dhed (casta intocável), utilizado como termo de vituperação.

ḍheḍvāḍō......................

designa o espaço social dos Dhed e, por extensão, um espaço sujo, degradado.

dhoti.............................

peça característica do vestuário masculino hindu, constituído por uma faixa de tecido de algodão branco que é enrolada em volta da cintura, cruzando entre as pernas, como um calção.

dhruvā..........................

estrela que representa o centro do universo.

diwāli...........................

festa das luzes, uma das principais festas do calendário hindu, realizada no karttika (Outubro-Novembro), associada ao ano novo.

diyar.............................

irmão mais novo do marido.

duntī.............................

umbigo, considerado pelos Vankar o centro do corpo.

dūrguṅ..........................

vício, transgressão.

dvijai............................

ou “nascidos duas vezes”, assim designados os membros dos três primeiros varṇa, cujos homens se submetiam a uma iniciação, pensada pelo hinduísmo como um segundo nascimento.

faqīr..............................

curandeiro ou pedinte muçulmano.

gad................................

doença.

gaj.................................

unidade de medida.

gamat...........................

barbeiro.

Ganesh chaturthi.........

festa do deus Gampati [Ganesh].

gānjā.............................

marijuana.

garbha..........................

dança de mulheres.

garia.............................

genealogista.

garoda...........................

sacerdote; casta intocável de sacerdotes.

ghar..............................

casa.

ghāt..............................

degrau, patamar.

ghi................................

manteiga clarificada, elemento purificador enquanto produto da vaca; mais do que na alimentação quotidiana é empregue no pūjā.

gnāti.............................

cfr. jāti.

gnātipanch...................

conselho de casta, cfr. panchayāt.

gokul ashthāmi.............

festa que celebra o aniversário de Krishna, no shrāvaṇa (Julho-Agosto).

goradu...........................

a chamada “terra vermelha”, particularmente adequada à produção de milho, tabaco e algodão.

gotra.............................

linhagem, grupo de descendentes de um mesmo antepassado.

grihastha......................

chefe de família, estádio correspondente ao segundo āshrama.

gul................................

conjunto de aldeias que marca os limites da subcasta, tanto sob o ponto de vista matrimonial e alimentar, como jurídico.

guru.............................

director espiritual.

hāḍi’s............................

intocável.

harijan..........................

“filho de deus”, expressão que designa depois de Gandhi os Intocáveis.

huḳḳā...........................

cachimbo de água.

iṅda...............................

quarto estádio do lakshchōrashi, em que o espírito reincarna sob a forma de ave.

jada...............................

segundo estádio do lakshchōrashi, em que o espírito reincarna sob a forma de árvore, primeiro de pequeno, depois de grande porte

jādū...............................

magia.

jāḍugar.........................

feiticeiro.

jajmāni.........................

sistema tradicional de trabalho, caracterizado por prestações profissionais ritualizadas e, em princípio, hereditárias entre um jajmān, o empregador, e um prajā, o empregado; contra os serviços do segundo, o primeiro comprometia-se apoiá-lo economicamente nos seus rituais de passagem e em alturas de crise.

jaluḍā...........................

cachorro.

jamnāsti.......................

oitavo dia da fase escura do shrāvaṇa, aniversário de Krisnha.

jān................................

espírito maléfico masculino.

jankār..........................

sábio.

japa...............................

arco, entrada.

jāti (ou gnāti)..............

“nascimento, espécie”, por extensão casta ou subcasta.

jeṭh................................

cunhado mais velho.

jirāyāta.........................

terras destinadas às sementeiras de cereais.

jōdā...............................

sapatos; gémeos.

jōshi..............................

astrólogo, adivinho.

jutha.............................

restos alimentares, poluídos pela saliva e pelo contacto.

juvār.............................

variedade de milho.

kachchā.........................

alimentos cozidos, poluídos por quem os cozinhou e, por isso, excluídos da culinária ritual e da troca social.

kal.................................

tempo.

kālīshādvas...................

“noite negra”, no último dia do ano.

kalingini.......................

pequenas sementes.

kaṇkāvarthī...................

título honorífico; recipiente.

karma...........................

qualquer acto, especialmente ritual, e também a sua consequência, nesta ou numa vida futura; destino.

keḍārō...........................

oração.

khādi.............................

algodão, em princípio tecido manualmente, adoptado como tecido exclusivo por algumas personagens religiosas como bramanes e sadhus.

kharābō.........................

terras baldias, comunitárias.

khāsmitra.....................

melhor amigo.

kōli................................

nome de casta de baixo estatuto social, identificada com o varṇa dos Shudra; carregador, transportador, indivíduo que exerce pequenas funções serviçais.

kuṭumb.........................

família

kulār.............................

doce consumido sobretudo em circunstâncias festivas, sociais ou rituais.

lagn..............................

rito nupcial.

lakh...............................

100 000

lakhchōrashi.................

conjunto de reincarnações de 21 laksh cada, correspondentes a quatro estádios distintos.

liṅga..............................

símbolo fálico de Shiva.

loṭa................................

recipientes para água.

maghā............................

mês, Janeiro-Fevereiro.

Maghāshivṛātri.............

festa dedicada a Shiva/Shankar, no maghā (Janeiro-Fevereiro).

magiṭh..........................

planta ácida.

Mahābhārata................

a mais importante e extensa das duas epopeias hindus (a outra é o Rāmāyaṇa), atribuída ao mítico Vyasa, conta em 14 livros a história dos descendentes de Bharata; constitui, com os Purāna, um dos principais textos religiosos de um hindu, particularmente o seu livro VI, Bhagavad Gita, “Canção do Senhor”, dedicado a Krishna.

mahapatra....................

sacerdote de castas não-intocáveis.

mantra..........................

fórmula sagrada; encantação.

mātā.............................

mãe.

megha...........................

nuvem, chuva.

mehtār..........................

designa simultaneamente título honorífico e Banghi; no caso dos Vankar, refere-se aos cinco membros do conselho de casta.

mitra.............................

‘contrato’ e ‘amigo’.

moksha.........................

salvação, libertação do ciclo das reincarnações; opõe-se-lhe samsara, “transmigração”.

Mūkhī...........................

termo que designava tradicionalmente o chefe da aldeia.

nābhi............................

umbigo, considerado pelos Vankar o centro do corpo.

nāg...............................

serpente.

nāgnābhī.......................

de nāg ‘serpente’, veia circular, disposta em anel à volta do nābhī, umbigo.

najar.............................

mau-olhado.

nātaruṅ.........................

casamento secundário, de viúvo (a) ou divorciado (a).

navṛātri........................

“nove noites”, festa dedicada à deusa nos equinócios da Primavera e do Outono; no Gujarat, um dos seus aspectos mais impressivos é a dança das mulheres de casa em casa, percorrendo cada grupo o correspondente espaço social.

otaḷo..............................

terraço à frente da casa, faz parte integrante dela uma vez que é aí que são recebidas as visitas.

pachēḍi.........................

turbante usado pelos pastores, listado por barras muito coloridas.

pakkā............................

alimentos fritos, purificados pela manteiga de vaca, destinados à culinária ritual e à troca social.

pāliā..............................

linha, limite; pedras, no caso da aldeia esculpidas, representando cenas épicas com heróis do Mahabharata.

panch............................

abreviatura de panchayāt.

panchāla.......................

de panch, cinco, tradicionalmente conjunto de cinco castas de artífices: ourives, ferreiros, carpinteiros, pedreiros e carvoeiros; no Gujarat designa a ligação carpinteiro-ferreiro.

panchayāt.....................

de panch, “cinco” (por serem tradicionalmente cinco os seus membros), designa simultaneamente o conselho de aldeia (bem como, por extensão, o edifício onde ele reúne) e também o conselho de casta, embora o último seja de preferência designado por gnātipanch, ou simplesmente, pela sua forma abreviada, panch.

pardāh..........................

“véu, cortina”, designa a prática feminina de cobrir o rosto.

pasāyāta.......................

terras cedidas a castas de serviços.

paṭel..............................

chefe da aldeia; com maiúscula, nome de uma casta do Gujarat, de comerciantes e agricultores.

pātḷa..............................

mesa baixa.

peey..............................

espírito maléfico e fantasma do morto no Tamilnad, Índia do Sul.

piṇḍa.............................

taça; alimentos oferecidos aos antepassados e ao defunto nas cerimónias funerárias.

pipala............................

figueira sagrada (ficus religiosa).

pir.................................

entidade muçulmana, equivalente do santo católico.

pīthī..............................

pó de curcuma, conhecido entre nós por açafrão da Índia.

pitra..............................

antepassado.

pitru pakhya.................

quinzena dos antepassados, na primeira metade do karttika (Outubro-Novembro).

poḍāpithā......................

variedade de doce.

police paṭel....................

termo por que é designado, por influência da administração britânica, o chefe da aldeia.

prasād...........................

alimentos santificados, distribuídos aos intervenientes num pūjā.

prasava.........................

parto, trabalho de parto.

preta.............................

estado transitório entre a cremação e a passagem do espírito à categoria de antepassado; fantasma.

pūjā..............................

devoção, culto, homenagem, compreendendo um conjunto de oferendas à divindade.

pūjāri............................

sacerdote do templo.

Purāna.........................

conjunto de textos pertencentes à Tradição, que narram as origens da humanidade e da história indiana; juntamente com as Éticas, os dezoito principais Purāna são textos essenciais do hinduismo popular.

rachākō.........................

planta destinada à alimentação dos animais, que exige terrenos pouco irrigados.

rakhi.............................

festa realizada no décimo quinto dia do shrāvaṇa, para propiciar uma longa vida para a relação entre o irmão e a irmã, sendo os pulsos de ambos ligados, nesse dia, por um fio com amuletos protectores.

Rāma baḷobhāi Rāma...

“Irmão lembra-te de Rama”, expressão pronunciada ao longo do cortejo funerário.

Rāmāyaṃa....................

epopeia indiana, atribuída a Valmiki, tem por herói Rama, o rei ideal, e avatar de Vishnu; narra a história do rapto de Sita, mulher de Rama, pelo demónio Ravana e a guerra desencadeada pelo deus para resgatar a mulher.

rātandhi........................

planta.

rātva.............................

doença caracterizada por incontinência intestinal.

rātvelia.........................

pequenas plantas.

rāvaḷia..........................

derivado de Raval (casta de baixo estatuto), utilizado como termo de vituperação.

ridhi..............................

cerimónia, ritual, tradição.

roṭli...............................

variedade de pão.

sadhū............................

asceta.

sagāi.............................

rito nupcial; “meio casamento”.

sākhī.............................

melhor amiga.

samyukth [kuṭumb].....

unida [família].

sāṃvat..........................

era.

sannyāsi.......................

renunciante, último dos quatro āshrama que um dvijai atravessa para atingir o moksha. O sannyāsi abandonou para sempre o universo das castas, permanece casto e itinerante e vive exclusivamente de dádivas. O termo designa o asceta por excelência, a personagem mais valorizada pelo hinduísmo.

sapiṇḍa..........................

derivado de piṇḍa, designa o conjunto de indivíduos ligados pelo dever de realizar cerimónias funerárias a um antepassado comum.

sārākāmo......................

dever, cfr. dharma.

sāraṇgi..........................

uma espécie de guitarra.

sāri...............................

peça característica do vestuário feminino hindu, constituída por uma faixa de tecido com 6 metros, que é enrolada em volta da cintura, formando seis pregas; uma parte, cruzada diagonalmente sobre o peito e as costas, cobre o tronco da mulher. É com a extremidade do tecido que a mulher faz o pardāh.

sarpanch.......................

chefe do panchayat, eleito pelos seus membros.

sasaro...........................

pai do marido.

satyāgraha....................

“procura da verdade”, expressão usada por Gandhi para caracterizar o seu processo político e religioso.

satyayuga.....................

primeiro ciclo do tempo, primeira idade (no sentido de era).

servia............................

derivado de Servi (casta intocável), utilizado como termo de vituperação.

shīālo............................

inverno, de meados de Outubro a meados de Fevereiro.

shahukār.......................

prestamista, função geralmente desempenhada no Gujarat rural pela casta dos Patidar, comerciantes e grandes agricultores.

shakti............................

poder divino, personificado na mulher; epíteto da deusa enquanto personificação do poder, particularmente a esposa de Shiva.

shankāria......................

grande tubérculo, consumido na festa de Shankar/Shiva.

sharm/izzat..................

“honra/vergonha” (cfr. Peristiany).

shetra............................

terceiro estádio do lakshchōrashi, em que o espírito reincarna sob a forma de quadrúpede.

shlok.............................

pares de versos.

shrāvaṇa.......................

mês, Julho-Agosto.

shrīmaṅti......................

de shri, “terra, fecundidade”, designa a festa de anúncio da primeira gravidez de uma mulher e realiza-se no 7° mês.

shukla...........................

quinzena da lua cheia.

sindur...........................

vermelhão.

sital...............................

brisa; frescura.

sōpāri............................

variedade de noz.

sūka..............................

tuberculose.

sukhandi.......................

doença infantil.

sūrya............................

sol.

svarga...........................

paraíso, céu, parte superior do “triplo mundo” organizado pelo dharma.

swadeshi.......................

defesa da utilização exclusiva de bens produzidos na Índia; ideia formulada pela primeira vez em 1905 pelo Partido do Congresso, atinge particular acuidade na altura da luta pela independência.

swarāj...........................

auto-governo, independência.

ṭablā..............................

instrumento de percussão.

talāḷi.............................

figura introduzida nas aldeias pelo governo, em princípio com funções de fiscalização.

tāli................................

grande prato circular de metal contendo pequenas taças com alimentos diferentes.

talukā...........................

divisão administrativa constituída por um conjunto de aldeias, subdivisão do distrito.

tavij..............................

rito mágico.

ṭhaṭhdi...........................

palanquim.

Turi...............................

de tur ‘tambor’, casta de Intocáveis.

unāḷo............................

verão, de meados de Fevereiro a meados de Junho;

uur...............................

espaço social das castas “tocáveis” na Índia do Sul.

vahu.............................

nora.

vaishāka........................

mês, Abril-Maio.

vāḷ.................................

cabelo, dá o nome a uma casta de barbeiros, Valand.

vanaprastha.................

terceiro ashrama, por vezes opcional, consiste num retiro na floresta, com suspensão das actividades que impliquem qualquer intervenção na natureza, e corresponde a uma fase de mediação entre a vida social e a renúncia total do sannyāsi.

vanshavāli....................

livros de linhagens.

vanshāvriksha..............

árvore genealógica

vaṇvu............................

verbo: “tecer”

varṇa.............................

“cor”, designa a unidade social da Índia clássica, idealmente tripartida no varṇa dos bramanes (sacerdotes), dos kshatriyas (reis e guerreiros) e vaishyas (comerciantes); acrescenta-se-lhe posteriormente os shudras, aos quais é atribuída a função de servir os outros grupos.

varthī.............................

rito nupcial.

vās................................

bairro, espaço social e ritual de uma casta.

vatki.............................

taça.

vibhājya [kuṭumb]........

dividida [família].

vigha.............................

medida agrária correspondente a 1/5 de hectare, 2/3 de acre.

virāṅ..............................

planta.

wagria..........................

derivado de Wagri (casta intocável), utilizado como termo de vituperação.

weṭh..............................

conjunto de prestações de trabalho gratuito compulsivo, sem contrapartida ritual, prestado no passado recente ao Mūkhi, o chefe da aldeia, por castas intocáveis do Gujarat.

woṇi..............................

espírito, fantasma.

© Etnográfica Press, 1994

Conditions d’utilisation : http://www.openedition.org/6540